ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Vereadores arquivam pedido contra Maurício Lopes

Data: 20/09/2017

Maurício Lopes afirmou que a tentativa de Tricano cassar seu mandato é um ato de desespero e que a denúncia feita pelo prefeito é uma

Marcus Wagner

Mais uma tentativa do prefeito licenciado Mario Tricano de cassar o mandato do vereador Maurício Lopes acabou fracassando com o arquivamento de outra denúncia que pedia a abertura de uma Comissão Processante contra o parlamentar. A denúncia foi rejeitada por unanimidade na sessão desta terça-feira, dia 19, pelos 12 vereadores após a leitura do parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final que foi contra a admissibilidade. Mesmo com a possibilidade de Tricano arquitetar outras denúncias, os parlamentares já decidiram que não será aceito mais nenhum pedido relativo a atos de mandatos anteriores.
“É um ato de desespero do prefeito licenciado que não está suportando ser fiscalizado da forma como está sendo, da forma que a gente vem representando o povo teresopolitano. É o desespero de um prefeito que a prática política dele é essa, tentar perseguir da pior forma possível o seu adversário político. Só que eu parabenizo a Câmara que mais uma vez mostrou que não está compactuando com este tipo de perseguição, essa denúncia sem pé nem cabeça foi arquivada. A gente sabe que o prefeito parece que não está gozando muito bem da sua sanidade mental, mas a Câmara aprovou o em plenário o parecer que fundamentou porque não deve proceder esse tipo de denúncia aqui na casa”, afirmou Maurício.
A denúncia foi protocolada com assinatura do próprio Tricano como denunciante, ao contrário do que fez da primeira vez quando colocou um subordinado dele como autor. Desta vez a alegação foi de que Maurício Lopes teria cometido o crime de furto de energia elétrica durante o mandato de presidente da casa. Segundo o vereador, o que houve foi uma junção entre os padrões de luz da Câmara e da prefeitura na época em que o Fórum começou a ser construído e os cabos de energia elétrica foram vindos da Rua Carmela Dutra foram cortados, ainda no governo Jorge Mario, mas que em nada se configura como crime ou irregularidade.
“Ele precisa voltar para a faculdade porque fala que é doutor em Direito, mas deve ter feito faculdade em 1930 e não se atualizou. Não sabe nem qual é a diferença entre roubo e furto, então ele faz uma denúncia caluniosa e a minha assessoria jurídica já está tomando as medidas cabíveis e com certeza ele será representado no judiciário criminalmente”, enfatizou Maurício Lopes. 
O vereador está investigando indícios de irregularidades em diversos atos do governo, como contratações suspeitas de trabalhadores pelo POT (Programa Operação Trabalho) e os contratos com empresas que prestam serviço ao município. Com as tentativas deliberadas de tirar o mandato do seu opositor, Tricano confirma que está preocupado com o que pode ser descoberto. 
Maurício faz oposição declarada a Mario Tricano desde o mandato anterior quando era presidente da Câmara e por diversas vezes, desde então, declarou que ele o prefeito são como água e óleo, “não se misturam”. Desde o começo de 2017, com o novo mandato, o vereador realiza diversos requerimentos com pedidos de informação sobre as contratações e os gastos com empresas feitos pelo governo. As suspeitas incidem sobre uso irregular e abusivo do POT e pagamentos por serviços que não são prestados conforme o que foi determinado no edital de licitação. 

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Maior festival multicultural do país abre inscrições na próxima semana

Estácio Teresópolis participa de ação no Dia Mundial da Limpeza

Teresópolis sedia mais uma edição do "Domingo Natural Integrativo"

Conselho Tutelar: 23 candidatos concorrem ao cargo em Teresópolis

Tite inclui Gabigol entre os convocados para amistosos da seleção

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ