ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Um mês hoje do fim da passagem de Integração

Data: 06/03/2020

Wanderley Peres

Diante das irregularidades apontadas pelo Ministério Público e pela Câmara Municipal, um mês atrás, em 6 de fevereiro, o desembargador Eduardo de Azevedo Paiva, da 18.a Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, suspendeu a passagem de Integração em Teresópolis. Entre as irregularidades apontadas pelo MP ao Tribunal de Justiça estavam a não comprovação pela prefeitura de que o Integraterê teria sido aprovado pela câmara de vereadores e o fato do Decreto que instituiu a Integração ter ocorrido depois de sentença que manda a prefeitura promover licitação para seleção de empresa para a exploração do serviço de transporte coletivo em Teresópolis, conforme determinado em decisão judicial, a fim de regularizar a prestação do serviço público de transporte coletivo em Teresópolis.

Reclamou o Ministério Público em nossa cidade que a Integração representava prejuízo para as pessoas, em especial aquelas com maior dificuldade de locomoção, que até então tinham o trajeto atendido por apenas uma linha, de forma direta, sem contar a dificuldade de acesso e o valor da tarifa para os passageiros que não dispõem do cartão que permitia os passageiros pegarem novo ônibus a cada ponto, onde o prefeito mandou instalar tendas de shows como abrigo, má lembrança do episódio que fez uma multidão sair às ruas na tarde do dia 4 de fevereiro.

Cerca de uma hora depois da decisão do Tribunal de Justiça que suspendeu a passagem de Integração em Teresópolis, publicada no site do TJ às 13h40min, o prefeito recorreu da liminar, protocolando pedido às 14h48min, onde insistiu nas vantagens da Integração, pedindo o cancelamento da liminar. Ao pedir a retratação do desembargador, Vinícius Claussen transcreveu ao Tribunal de Justiça decisão da Comarca em seu favor e reclamou da "inobservância do princípio da separação dos poderes", argumento que sempre utiliza quando se vê prejudicado.

Por volta das 18h, quase meio dia depois da decisão da justiça extinguindo a Integração, o prefeito gravou "live" na sacada do Palácio Teresa Cristina anunciando o fim do Integraterê como fosse uma conquista do seu governo. Vinícius Claussen culpou os adversários políticos pelas manifestações, culpou a Viação Dedo de Deus pelos erros da implantação, e informou que desde a manhã tinha determinado o retorno imediato das linhas municipais para os horários e itinerários anteriores já a partir da 0h do dia seguinte, 07-02. Cerca de uma hora depois, às 18:55min, quase uma hora depois do encerramento do expediente da prefeitura, o prefeito publicou edição de Diário Oficial, que deveria sair no primeiro minuto do dia, antes do início do expediente, onde novo Decreto de Integração foi publicado, programa que chamou de "Meu Ônibus Integrado". O discurso da live "gravada" é bem diferente do que fez para seus secretários na noite de terça-feira, quando pediu empenho do "time" pela Integração.

 

"Peço que vocês confiem no que está sendo feito. Vários ajustes já estão sendo promovidos. Hoje nós tivemos 12 horas do sistema funcionando e nós vamos avaliar rapidamente o que precisa ser corrigido. Eu tenho certeza que vamos conseguir vencer, vamos conseguir oferecer um transporte mais inteligente, e colocar Teresópolis no caminho do desenvolvimento... Nosso grupo faz um trabalho belíssimo, e agora nós precisamos levar os bons exemplos da Integração, por que nos bairros onde não tivemos as retenções de ônibus a integração funcionou muito bem. Nós temos vários exemplos de pessoas que economizam vinte, trinta minutos no seu deslocamento, pessoas que tem hoje mais ofertas de horários de ônibus, e que também tiveram uma economia porque pagavam duas passagens".
Fala de Vinícius, um dia antes da justiça decidir o fim da Integração.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rio suspende vacinação de profissionais de educação e segurança

Programa de redução de salários preserva mais de 500 mil empregos

Covid-19: Brasil tem mais de 15 milhões de casos acumulados

Estudo mostra que máscaras de algodão têm eficiência de 20% a 60%

Teresópolis imuniza pessoas com Síndrome de Down, grávidas e mulheres que tiveram bebê recentemente, após 45 dias do parto

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy