ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Teresópolis tem 31 casos de chikungunya confirmados

Data: 17/04/2019

A secretaria de Saúde intensificou as ações de combate ao mosquito transmissor da doença na Quinta-Lebrão, como a atividade realizada na última sexta (12), em parceria com a Secretaria de Serviços Públicos e da Defesa Civil - AsComPMT

Informação divulgada pela secretaria municipal de Saúde no final da tarde desta quarta-feira, através da Assessoria de Comunicação da Prefeitura, dá conta de um número bastante preocupante. Segundo a nota, encaminhada para a redação do jornal O Diário de Teresópolis e outros meios de comunicação, até o momento o município tem 28 casos de chikungunya confirmados, todos no bairro da Quinta-Lebrão. Além desses, outros três moradores de comunidades diferentes tinham viajado recentemente para áreas endêmicas voltaram para o município contaminados pelo vírus. “Diante dos números, a secretaria de Saúde intensificou as ações de combate ao mosquito transmissor da doença na Quinta-Lebrão, como a atividade realizada na última sexta (12), em parceria com a Secretaria de Serviços Públicos e da Defesa Civil”, destaca a PMT.
Além disso, o secretário de Saúde, Antonio Vasconcellos, frisou que as atividades de conscientização da população e de combate ao Aedes aegypti acontecem continuamente. “Estamos trabalhando desde o ano passado no levantamento no índice de infestação do Aedes aegypti. Os dados foram passados para o governo estadual. E o próprio estado havia previsto que nesta época do ano iria acontecer no Rio de Janeiro o aumento da contaminação por chikungunya. Então, a gente realiza ações contínuas de conscientização e de combate ao mosquito transmissor dessas doenças com o objetivo de diminuir esses índices”.
Na ação da última sexta-feira foram encontradas máquinas de lavar inutilizadas e pneus e garrafas pet acumulando água, entre outros equipamentos e utensílios que se tornam criadouros do mosquito. Novas ações no bairro estão sendo programadas pela secretaria de Saúde. Porém, a conscientização dos moradores sobre os cuidados com ambiente em que vivem é fundamental.
De acordo com o secretário de Saúde, o zika vírus não está circulante no momento. Conforme estudo feito, depois da campanha de vacinação contra a febre amarela diminuiu consideravelmente a infestação por zika. Antonio Vasconcellos ressalta que chikungunya é uma infecção causada pelo vírus de mesmo nome que provoca sintomas como febre, cansaço e fortes dores nas articulações. “Se a pessoa sentir algum dos sintomas descritos deve buscar atendimento na unidade de saúde mais próxima de sua casa ou uma unidade de pronto atendimento para ser medicada e passar pelo teste que confirma se está infectada ou não”, finaliza a Saúde.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Seleção Brasileira em Teresópolis no próximo dia 27

Maio Amarelo: Governo alerta para a segurança no trânsito fluminense

Teresópolis tem 660 motoristas de aplicativo

Nova sede da OAB homenageia ex-presidente Sidley Fernandes Pereira

A importância da Consultoria de Imagem para homens e mulheres

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy