ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Teresópolis sem ônibus para diversos municípios

Data: 18/03/2020

Passageiros estão confusos e reclamam da falta de alternativa diante da determinação de restrição aos ônibus - Luiz Bandeira

Luiz Bandeira

A partir desta quarta-feira (18) começa a vigorar uma portaria do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), que restringe a circulação de veículos de transporte de passageiros das modalidades regular, fretamento e complementar, entre a Região Metropolitana e os demais municípios do interior do estado, entre eles Teresópolis. A intenção do órgão regulador é atender a diretriz do governo para conter o avanço do COVID-19. “É uma medida que o governo do estado determinou para tentar conter o avanço do coronavírus, já que o número de casos cresce dia a dia na Região Metropolitana. É como se fosse um cordão de isolamento para a doença não se espalhar”, explica o presidente do Detro, Cleber Ribeiro Afonso. Os passageiros com bilhetes emitidos para os municípios com restrição, com validade posterior à data da portaria, serão ressarcidos pelas respectivas empresas. Esse é o caso do aposentado José Carlos Ramos, que foi ao guichê da Viação Teresópolis na rodoviária nesta terça-feira (17), para saber o que fazer, já que sua passagem estava marcada para esta quarta às 6h. Do funcionário da empresa de ônibus ele recebeu a orientação para comparecer no horário do embarque para saber qual solução seria dada para o seu problema.
Nossa reportagem tentou contato com a VTTL, que se limitou a informar por telefone que iriam atender a portaria do Detro, mas não informaram, por exemplo, como ficariam as viagens para o município vizinho de Guapimirim, onde várias pessoas fazem viagens diárias à Teresópolis a trabalho, para consultas médicas, compras e estudar. Para evitarem problemas, alguns passageiros anteciparam suas viagens, como fez a advogada Maíla Campos. “Tive que antecipar para hoje (17), para não correr o risco de amanhã (quarta-feira) não ter passagem”, informou.
A Região Metropolitana  e que terá as ligações suspensa é formada pelos municípios do Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Magé, Tanguá, Rio Bonito, Guapimirim, Cachoeira de Macacu, Paracambi, Japeri, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Belford Roxo, São João de Meriti, Mesquita, Nilópolis, Queimados, Seropédica, Itaguaí e Petrópolis. Já o transporte entre os municípios do interior continuará ocorrendo normalmente. A portaria tem validade de 15 dias consecutivos ou até a revogação do Decreto Estadual nº 46.970.

Alternativas
Quem costuma viajar para a Região Metropolitana do nosso estado sabe que uma alternativa de viagem é baldear em Guapimirim ou Magé e de lá para o Rio ou Niterói em ônibus intermunicipais com tarifas mais baratas, paradores ou expressos. Porém como Guapimirim e Magé fazem parte da Região Metropolitana e se a VTTL seguir realmente o que determina a portaria do Detro para as linhas Teresópolis-Guapimirim e a Teresópolis-Magé, o passageiro terá que utilizar outro transporte até uma destas cidades para depois poder então embarcar para o Rio de Janeiro, por exemplo.
O transporte intermunicipal realizado dentro da Região Metropolitana continuará sendo operado com os passageiros podendo ser transportados somente sentados. Importante frisar que a portaria do Detro contempla também o transporte complementar, ou seja, vans de passageiros, regulares ou fretadas, também serão impedidas de circular. Outra possibilidade é utilizar um dos aplicativos de transporte, como Uber ou 99, que em média cobram R$ 160 até o Aeroporto Santos Dumont, por exemplo. Porém, há relatos de que muitos motoristas de aplicativos estão negando viagens para o Rio de Janeiro e também no sentido contrário. 
No final da tarde, a Viação Teresópolis divulgou a interrupção das seguintes linhas: Rio de Janeiro, Castelo, Nova Iguaçu (via Caxias), Barra da Tijuca (via Madureira), Niterói, Magé e Guapimirim, além de informar números para que os usuários possam tirar dúvidas: 3644-6600 e 99602-2454. 

Dedo de Deus
A Viação Dedo de Deus informou nesta terça-feira que toda vez que um de seus ônibus parar em um terminal, será higienizado por equipe da empresa, para garantir uma maior proteção de seus passageiros. Segundo apurado com a empresa, já foi registrada uma redução de 35% na procura pelos coletivos.

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vereadores do Rio aprovam testagem de covid-19 em escolas

Morreu Ivo Salvador de Albuquerque

Morreu aos 62 anos o médico José Carlos Porto

STF valida restrição para operações policiais no Rio

Rio mantém cronograma de desmonte de hospitais de campanha

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy