ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Teresópolis recebe duas feiras de livros simultaneamente

Data: 09/10/2019

Fica até sexta-feira no centro administrativo da Câmara o projeto

Em tempos de excesso de uso do telefone celular, onde a maioria das pessoas não tem se preocupado em desenvolver uma boa leitura e consequentemente produzir textos de qualidade, facilitar o acesso a publicações literárias é fundamental. Nesse importante investimento, Teresópolis conta hoje com grandes pilares: Estão acontecendo, simultaneamente, feiras de livros na Câmara Municipal e na Calçada da Fama, não esquecendo também o trabalho realizado pelo “Livreiro da Montanha”, que mantém sua banca na Várzea e outros pontos do município, além de loja na Rua Prefeito Sebastião Teixeira, Tijuca. No centro administrativo da casa legislativa fica até sexta-feira o projeto “Mais Leitura”, da Imprensa Oficial do Estado, que oferece livros novos custando entre R$ 2 e R$ 9. O horário de funcionamento é das 9h30 às 18h30.
O “Mais Leitura” desenvolve um trabalho de fomento a leitura e consegue muito material através de parcerias com editoras e revendedoras. Depois de passar por Teresópolis em outras oportunidades, encontrou na Câmara de Vereadores sua casa itinerante. Pleiteada pelo Presidente do Legislativo, Leonardo Vasconcellos, o projeto passou a ser realizado nas dependências da casa após anúncio de redução de investimentos pelo governo estadual. “Mais está acontecendo dentro das dependências da Câmara devido a dificuldade financeira do estado, que não tem mais como manter aquela tenda no Centro. Mas a Imprensa Oficial continua adquirindo livros em grandes lotes nas melhores editoras e renomados autores para que sejam ofertados de maneira acessível, com preços bem em conta", destaca Leonardo Vasconcellos.
A iniciativa, que conta com o apoio do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), já ultrapassou seis milhões de títulos vendidos e atendeu a mais de um milhão de cidadãos. Com o objetivo de democratizar o acesso à leitura, o projeto disponibiliza obras que vão desde clássicos da literatura, como títulos de Machado de Assis e Jorge Amado, passando por coleções infantis, até livros didáticos e acadêmicos. 

Feira na Várzea
Segue até o fim do mês na Calçada da Fama, na Várzea, a feira da Associação Brasileira do Livro (ABL), que tem quatro expositores comercializando publicações de todo o tipo, de usadas a partir de R$ 1 a grandes e novas obras que saem por valores acima de R$ 50. Em alguns estandes, também há variadas HQs. A ABL nasceu de uma ideia em abril de 1955, quando um vereador carioca expôs seus livros em uma barraca armada em frente à Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Alguns livreiros, admirando a iniciativa, resolveram aproveitar a ideia e tempos depois fizeram uma mostra semelhante em condições bem precárias, porém a exposição acabou se transformando num sucesso de vendas. Em outubro do mesmo ano, foi organizada a “1ª Feira do Livro” com 42 barracas, lá mesmo na Cinelândia, desenhadas pelo sócio/ fundador Antonio Severo de Sant’anna. A iniciativa foi novamente bem sucedida e mais tarde foi oficializada pelo então Prefeito Negrão de Lima. Em 1957, os associados resolveram fundar a ABL – Associação Brasileira do Livro, para desenvolver um trabalho que até hoje continua a despertar interesse da população. “Nossas Feiras são visitadas por todos que buscam a leitura como entretenimento, para estudo e também por intelectuais e amantes dos livros, tornando-se assim um verdadeiro acontecimento cultural em nossa cidade”, destaca a ABL em sua página.

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado

Sarampo: Vacinação de menores de cinco anos segue até sexta-feira

Senado aprova texto-base da reforma da Previdência em segundo turno

Interferências no tráfego da BR-116 nas próximas semanas

Alerj aprova soltura de deputados presos na Lava Jato

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ