ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Teresópolis recebe curso de Patrulhamento Tático

Data: 29/01/2020

Alunos vindos de várias cidades do Brasil mostram determinação e garra no curso de Patrulhamento Tático

Luiz Bandeira

Profissionais de segurança pública e privada de sete estados ingressaram no último domingo (26), no Curso de Patrulhamento Tático Motorizado (PATAMO) coordenado pela Divisão de Ensino Avançado, empresa privada composta por instrutores com experiência na área da segurança. O curso desenvolvido pela DEA visa qualificar esse agente em cenário de operações especiais de patrulhamento tático, para atuar em situações de controle e segurança com ou sem viaturas. Desde o primeiro dia os participantes do curso estão em regime de imersão, instalados nos alojamentos do Ginásio Municipal Pedro Rage Jahara, o Pedrão. Eles recebem instruções em variados ambientes da cidade, incluindo as instalações do Parque de Exposições de Teresópolis, palco das instruções de tácticas avançadas de intervenção. A duração do curso é de oito dias com previsão de formação no próximo domingo (02).
Entre as disciplinas ministradas estão também fundamentações legais, código de conduta, doutrina de patrulhamento e as rondas ostensivas municipal (Romu), instrução realizada com simulacros preparando os alunos para atuação com armas de fogo. Essa última uma das disciplinas já ministrada no ano passado, quando a mesma empresa de qualificação esteve em Teresópolis. Segundo nos informou o agente da Guarda Civil Municipal de Teresópolis Alexsander Barbosa Silva, uns dos seis agentes da cidade no curso, na sexta-feira acontece o exame psicotécnico e de manuseio para armas de fogo com tiro, no stand do Parque de Exposições. “Esse é um importante passo para quem pretende obter o CRAF Certificado de Registro de Arma de Fogo. Já no domingo o contato dos agentes será com Instrumentos de Menor Poder Ofensivo (IMPO) as conhecidas armas de choque”, destaca o GCM.
Instrutores e alunos entrevistados foram unânimes no apoio ao armamento das guardas municipais.  De acordo com o Chefe de Instrução Borges, “a guarda já conquistou a população, só tem um inimigo, o criminoso, e armar a guarda aumenta a segurança nos municípios”. O profissional alerta ainda: “Nem todos têm aquele drive para ser um operador tático, alguns vão ficar pelo caminho”.
Cinquenta e um começaram as instruções e, até o fechamento desta matéria, apenas 36 ainda buscavam o brevê de conclusão do curso. Várias cidades do Brasil, entre elas Embu das Artes (SP) e Juiz de Fora (MG), têm representantes inscritos no curso. Do estado do Rio de Janeiro guardas de Sumidouro, Belford Roxo, Rio das Ostras, Carapebús, Porciúncula, Rezende, Vassouras, Guapimirim e Nova Friburgo estão empenhados em não terem seus números estampados no “cemitério” dos desclassificados, e obterem o brevê e o certificado de conclusão.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vereadores do Rio aprovam testagem de covid-19 em escolas

Morreu Ivo Salvador de Albuquerque

Morreu aos 62 anos o médico José Carlos Porto

STF valida restrição para operações policiais no Rio

Rio mantém cronograma de desmonte de hospitais de campanha

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy