ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Supermercados de Teresópolis registram movimento acima do normal

Data: 18/03/2020

Vendas nos estabelecimentos registraram grande crescimento e repositores estão tendo muito mais trabalho para dar conta - Marcus Wagner

Marcus Wagner

O alerta sobre o coronavírus no Brasil causou uma aumento expressivo no movimento dos supermercados e alguns itens já estão em falta nas prateleiras, principalmente produtos de higiene. Essa situação acabou gerando uma preocupação quanto à aglomeração de pessoas nos estabelecimentos que vai contra as recomendações das autoridades de saúde. Devido a essa situação, a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) divulgou um comunicado à população com orientações que devem ser adotadas para reduzir o risco de contaminação e destacando ainda que não há necessidade de corridas aos supermercados.
Em Teresópolis, os repositores estão tendo muito trabalho para dar conta de deixar as prateleiras cheias novamente e a todo momento chegam carrinhos cheios aos caixas, uma movimentação que só se assemelha ao que ocorreu durante a greve dos caminhoneiros em 2018. As compras envolvem diversos tipos de itens, porém os produtos de higiene são os que mais rápido saem das prateleiras.


Vanderlei Bernardo destacou que está havendo um grande procura dos clientes na loja e no atendimento online
“Realmente o consumidor mudou completamente o comportamento do consumidor. Estão achando que as mercadorias vão acabar e há uma preocupação por parte deles com relação a isso. Da nossa parte aqui no supermercado, estamos monitorando para que não venha faltar mercadorias. A ASSERJ vem nos comunicando diariamente que não vai haver desabastecimento no varejo. Existem produtos específicos, como o álcool gel, que é uma falta geral, mas em relação aos alimentos o cliente pode ficar tranquilo que estamos reforçando nossos estoques para que não haja desabastecimento em nossas lojas”, destacou Vanderlei Bernardo, gerente do supermercado Regina. 
O gerente explicou que normalmente o maior volume de vendas acontece aos sábados e no começo de cada mês, porém os dois primeiros dias úteis desta segunda quinzena de março foram de intensa movimentação que demandou um reforço na escala de funcionários.


Outra recomendação da ASSERJ se refere aos idosos, que são considerados como grupo de risco: “A ASSERJ nos orientou a comunicar aos nossos clientes mais idosos que não venham a sair de casa, peçam a algum parente, amigo ou vizinho que possa efetuar essa compra para eles, evitando que no supermercado eles enfrentem uma aglomeração”, disse Vanderlei.
Ao mesmo tempo em que muita gente lota supermercados, há também aqueles que buscam evitar a aglomeração e partiram para uma modalidade de compra mais segura, a internet. Vanderlei contou que o atendimento online do supermercado também registrou um grande crescimento nas vendas. “Estamos com um movimento intenso, mas ao mesmo tempo muita gente está partindo para as compras online em nosso site. É bom porque isso evita ter que sair de casa, os produtos são entregues com total segurança”, declarou.

Nota da Asserj
“Devido ao aumento de vendas em algumas lojas, as redes de supermercados estão preparadas e tomando medidas preventivas, como o estreitamento de parcerias com os fornecedores, antecipando pedidos de compras e trabalhando com estoques mais elevados do que a normalidade para garantir uma melhor entrega para a população. Entre os produtos mais procurados nos supermercados estão papel higiênico, leite, sucos e alimentos congelados. A ASSERJ ressalta que supermercados presta um serviço essencial de abastecimento para toda a sociedade e segue em constante monitoramento da situação junto aos órgãos competentes”. 

Fachina’s investe em vendas online
Por conta das recomendações oficiais à população de evitar aglomerações, os chamados serviços de delivery são cada vez mais procurados pelos clientes. O número de pedidos nos canais de atendimento da Fachina’s, especializada em produtos de higiene e limpeza, confirma essa situação, pois a preocupação com a prevenção é grande. A empresa informou que a procura por álcool em gel é predominante entre os contatos, produto que está previsto para chegar nesta quarta-feira. 
De acordo com o que nos foi informado, a Fachina’s está realizando um grande esforço justamente para suprir o abastecimento deste produto. A urgência desta reposição é clara diante da velocidade que o produto se esgota, pois na semana passada, após a chegada de uma remessa de álcool em gel na segunda-feira, já no dia seguinte todo o estoque se esgotou. 
A loja não cobra taxa para entrega que é feita em compras de valor mínimo de R$ 30,00. Os canais de atendimento da Fachina’s são (21) 3644-7744 e (21)99057-8031 (Whatsapp).

 

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

INSS divulga calendário de pagamentos de benefícios em 2021

Covid-19: volume de vacinas ainda é insuficiente para atender o Brasil

Habilitações vencidas em 2020 terão um ano a mais de validade

Caixa retorna valores não movimentados do saque emergencial do FGTS

Faperj investe em inseticida biológico criado a partir de um fungo

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy