ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Sobrevivente da Tragédia de 2011 é destaque no Jiu-Jitsu

Data: 27/04/2019

Nascido e criado no Loteamento Féo, sobrevivente da Tragédia de 12 de Janeiro de 2011, Juan Cleber descobriu na ?arte suave? uma maneira de superar as adversidades -Acervo Pessoal

Marcello Medeiros

Enquanto a “gestão municipal” se preocupa em trabalhar apenas uma suposta identidade relacionada à produção de lúpulo, deixa de valorizar outras potencialidades de Teresópolis, como o turismo ecológico e a veia esportiva – entre tantas outras. Em uma das artes marciais mais praticadas da atualidade, por exemplo, nosso município é uma das grandes referências. São diversos casos de atletas de Jiu-Jitsu que se destacam mundo a fora, levando orgulhosamente o nome do município mesmo sem nunca ter recebido qualquer incentivo de gestores públicos. Um desses exemplos de destaque é o jovem Juan Cleber, atualmente morador da Califórnia, nos Estados Unidos. Nascido e criado no Loteamento Féo, sobrevivente da Tragédia de 12 de Janeiro de 2011, ele descobriu na “arte suave” uma maneira de superar as adversidades e, atleta dedicado, vem conseguindo excelentes resultados nas competições realizadas na terra do Tio Sam.
Antes de mudar para os EUA, Juan residia na Vila Muqui, bairro de onde conseguia avistar as marcas feitas na maior catástrofe ambiental do país no bairro onde por muito pouco não perdeu a vida. Descobriu o Jiu-Jitsu na conhecida academia Pit-Bull, onde cresceu no esporte e se interessou pelas competições. E foram os bons resultados nos tatames de várias cidades e até outros estados brasileiros que proporcionaram uma mudança de vida no exterior.


“Hoje continuo na academia Pit-Bull, mas fora do país. Continuo competindo e hoje em dia em eventos maiores, com um alto nível de competidores. Minhas últimas competições foram o Us Open - Fight to Win (que é uma competição de lutas casadas, no qual somente lutadores convidados podem participar), o NAGA (um campeonato bem conhecido pelo mundo e de nível bem alto, onde muitos desejam conquistar o cinturão), entre outros. Nos dias 13 e 14 de abril lutei o San Jose Open, um campeonato de nível super alto com atletas campeões mundiais nas chaves e tudo mais. No dia 13 foi a modalidade Jiu-Jitsu de kimono, e no dia 14 a modalidade sem kimono. Em todos esses campeonatos eu me sagrei campeão. Inclusive, no dia 13 eu ganhei de um atleta renomado no esporte, finalizando com uma chave de joelho e chocando muitas pessoas”, relata o jovem Juan.
O teresopolitano tem dedicação diária e intensa ao esporte, objetivando participar de outros grandes eventos nos Estados Unidos, carregando sempre o nome de Teresópolis. E, a cada vitória, sonha também com um reconhecimento e maior investimento no município onde nasceu. “Levo sempre comigo o nome da minha cidade, utilizando a ferramenta Jiu-Jitsu para abrir portas”, enfatiza o atleta.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Estudo mostra que peixe de áreas atingidas por óleo pode ser consumido

Unidades do Sesc RJ exibem filmes selecionados na 3ª Mostra Sesc de Cinema deste ano

PRF prende foragido da justiça por pensão alimentícia

Verão: TJRJ libera advogados do uso de terno e gravata nas audiências

Bolsonaro fala sobre fraudes na Bolívia e renúncia de Evo Morales

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ