ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

SINDPMT alerta para desinformação prestada por Comunicação da Prefeitura

Data: 10/01/2019

Segundo a diretoria do SINDPMT, a desinformação prestada pelo órgão oficial de Comunicação da prefeitura preocupa. A Entidade acusa o setor de ?jogar? a opinião pública contra o Sindicato e de promover instabilidade com relação à categoria - Marcello Medeiros

Depois de muita desinformação e “disse me disse” membros da Diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresópolis permaneceram reunidos ao lado da sede do Poder Executivo nesta quinta-feira, 10, até que o Prefeito Vinícius Claussen os recebesse e esclarecesse pessoalmente os últimos fatos e notas oficiais divulgadas pelo setor de Comunicação de seu governo em relação ao pagamento do mês de dezembro da classe. De acordo com a entidade, a assessoria de comunicação da prefeitura é mentirosa e tentou jogar a opinião pública contra o sindicato, divulgando informações, inclusive, contraditórias aos recentes pronunciamentos do próprio prefeito. Em virtude do acontecimento, o SINDPMT exigiu que o Chefe do Executivo faça esclarecimentos quando necessários diretamente e pessoalmente ao órgão, sem intermédio do departamento mantido para tal. Apesar da confusão, a Diretoria do órgão saiu satisfeita do encontro com o prefeito, mas vai levar o problema para apreciação da classe na próxima assembleia que acontece no dia 15 deste mês.
Segundo Francisco de Assis, membro da diretoria do Sindicato, que conversou com nossa reportagem no local, a situação é grave e o setor da prefeitura que deveria promover e fomentar a informação como serviço prestado a nossa população, acaba gerando ainda mais instabilidade e afronta uma entidade tão importante como o SINDPMT. “Desde que assumiu a Prefeitura e na sequência do seu mandato, o Vinícius tem dito sempre em todos os encontros que promoveu com o Sindicato e com os próprios servidores e seus setores, de que iria manter o pagamento do mês, dentro do mês seguinte e com o escalonamento e parcelamento que se comprometeu a fazer. Mas o que vem acontecendo e que tem gerado tanta instabilidade é a diferença daquilo que o próprio prefeito, ou seu secretário de Governo, tem dito para nós servidores e aquilo que a secretaria de Comunicação tem divulgado pelas redes sociais. Esse enfrentamento de informações não só está gerando muita instabilidade como também tenta descredenciar o próprio Sindicato. A postura da comunicação da Prefeitura não é proporcional ao que o próprio prefeito tem demonstrado e dito nos últimos meses. O que estamos fazendo aqui hoje é cobrar, do próprio Chefe do Executivo, em primeiro lugar é uma resposta definitiva sobre o salário, ou seja, quando e como vamos receber, porque a comunicação diz uma coisa e o prefeito promete outra. Isso é um direito nosso, não só receber em dia como também ter informações corretas sobre a situação do pagamento. Com relação a data do pagamento e o atraso, segundo o que nos foi dito pelo próprio prefeito, o problema foi gerado pela queima de um HD do servidor e que forçou a recuperação das informações nele contidas para que o sistema voltasse a operar. Enfim, foi compromisso do próprio que o pagamento de R$ 250 seria feito hoje com uma nova parcela amanhã também”, esclarece Francisco.
Sobre o escalonamento dos pagamentos, assunto que também gerou muita confusão pelas redes sociais nos últimos meses, Francisco esclarece que o esforço da gestão Claussen conseguiu mesmo zerar os débitos seguidos das últimas gestões, ao contrário do que alguns adversários políticos vinham defendendo pelas redes sociais. “Com relação ao pagamento escalonado, que nós estamos vendo acontecer agora em janeiro, é preciso esclarecer que é referente ao mês de dezembro, ou seja, quando chegar em 05 de fevereiro, quando tiver de ser pago o salário de janeiro de 2019, já temos o compromisso do prefeito de que não haverá parcelamento, ou seja, será pago na íntegra, com a garantia de um orçamento forte em vista da maior arrecadação desta época”, explica o servidor que aproveita para convocar a população a participar da próxima assembleia da categoria. “Vamos aproveitar a oportunidade de convidar a todos os servidores, ativos e inativos para participarem no próximo dia 15 de janeiro da nossa assembleia geral na sede do nosso sindicato. A união do servidor neste momento é muito importante, a agente não pode deixar acontecer o que já vimos no passado. Mesmo sendo um governo novo não podemos deixar de mostrar a força da união do servidor”, enaltece.

- “A Comunicação da prefeitura é mentirosa” 

A polêmica não é a primeira que envolve o setor de Comunicação da prefeitura na gestão Claussen e, muito provavelmente, não será a última. Diversas denúncias já foram feitas ao Ministério Público, inclusive com um suposto desvio de função do que seria o titular do setor. Segundo o texto da denúncia, mesmo sendo anunciado como secretário de Comunicação Social, oficialmente pelo próprio Vinícius Claussen, o jornalista Rolf Danziger ocupa o cargo de secretário de Ciência e Tecnologia e estaria atuando na Comunicação, inclusive por não possuir sequer uma sala ou sede a pasta da C&T. De acordo com o denunciante, em contato telefônico com a prefeitura e solicitando transferência para a pasta da Ciência e Tecnologia, primeiro fora surpreendido com a informação de que não existia tal departamento e depois de que seria no suporte técnico. 
Um especialista em direito público e administrativo consultado por nossa reportagem considera que o desrespeito ao Artigo 37 da Constituição Federal é claro nestas situações, mas não quando proíbe o acúmulo remunerado de cargos públicos, ou seja, secretários que chefiam mais de uma pasta não podem receber salários dobrados ou triplicados, mas sim quando afronta o princípio da eficiência da administração pública, também contido no mesmo artigo. Em tese, um secretário é considerado agente político e não recebe nem hora extra para poder se dedicar integralmente ao cargo de confiança, que dirá se dividir. Outro ponto questionado na situação concreta de Teresópolis é o fato do secretário Rolf Danziger responder interinamente pela pasta, mesmo sem ocupar nenhuma outra incumbência de forma ampla e geral, ou seja, ele é interino, sem ser titular de nada em momento algum. Mas a polêmica com o SINDPMT é um pouco mais complexa como explica Francisco.
“Nosso maior pedido mesmo foi que o Prefeito reveja, urgentemente, para o seu próprio bem a postura e a conduta profissional do seu setor de Comunicação. A assessoria é mentirosa e ainda coloca a opinião pública e os servidores contra nosso sindicato ao tornar pública uma informação conflitante com a real situação dos pagamentos e com a própria fala do Prefeito. A tentativa de desestabilizar e descreditar o sindicato não deu certo porque quase todos os servidores sabem que não foi um transformador queimado que deixou a classe sem pagamentos, cada um dos setores está em diálogo com o prefeito e sabe que não tinha entrado dinheiro. Como disse, já está ficando feio para o próprio Vinícius, porque todo mundo sabe que não é verdade. O que pedimos hoje foi que o prefeito nos comunique pessoalmente sobre eventuais mudanças ou necessidades de comunicação direta com o servidor, que não dependa da frágil assessoria que mantem hoje. Nós não queremos mais saber de assessoria de comunicação postando Nota Oficial que desinforma, é ele quem tem que dar os esclarecimentos necessários. A gente já viu que não dá para confiar no trabalho deles. O Sindicato vai continuar no seu trabalho de acompanhamento e não vai desistir de cobrar o pagamento em dia por nenhum motivo. Nós exigimos respeito e não admitimos mentiras e desrespeito”, finaliza.

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dia Mundial da Água: Você realmente conhece o nosso Paquequer?

Campanha quer conscientizar vendedores ambulantes irregulares

UNOPAR comemora marca histórica e anuncia descontos para servidores

Guapimirim sedia oficina para discutir recuperação da Mata Atlântica

Hospital São José vai continuar com setor de pediatria

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ