ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Servidores municipais de Teresópolis iniciam greve geral nesta terça-feira

Data: 09/10/2017

Segundo nota assinada pela Presidente do SindPMT, Andréa Pacheco, a greve segue até que todos os servidores ativos, inativos e pensionistas recebam os seus vencimentos integrais, referente aos meses de agosto e setembro de 2017

Mais um triste capítulo da história dos servidores públicos municipais começa a ser contado a partir da próxima terça-feira. Tem início nesse dia, 10 de outubro, greve geral da categoria em protesto contra o desrespeito do governo Mário Tricano com a classe, que há um ano vive o drama dos salários em atraso. A última vez que eles viram seus vencimentos depositados em conta até o quinto dia útil do mês foi em outubro do ano passado, quando o atual gestor – mesmo que por força de liminar – estava em campanha eleitoral. Depois que conseguiu votos e decisão judicial temporária a seu favor, visto que não poderia sequer ter concorrido ao pleito, o empresário do ramo hoteleiro e imobiliário parou de se preocupar com os servidores e passou a utilizar os recursos do município para quitar preferencialmente seus comissionados e fornecedores.
A greve geral da categoria foi aprovada em assembleia realizada na última quinta-feira, após grande protesto que teve início na Praça Olímpica Luís de Camões e terminou em frente ao Palácio Teresa Cristina. Em comunicado oficial publicado na edição de ontem do jornal O DIÁRIO, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais informou o seguinte:
“Considerando que todos os servidores públicos municipais estão com sérias dificuldades financeiras por falta do pagamento de seus salários;  Considerando que os servidores públicos municipais de Teresópolis estão desde mês de outubro de 2016 recebendo seus salários com até dois meses de atraso e escalonado, e isso resultou na vida dos servidores um caos em suas finanças; Considerando que por causa da falta do pagamento dos seus vencimentos e vale transporte, referente aos meses de agosto e setembro de 2017, todos os Servidores Públicos Municipais de Teresópolis, através do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresópolis COMUNICA a toda população de Teresópolis que a partir do dia 10 de outubro do corrente estarão realizando a GREVE GERAL DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL DE TERESÓPOLIS, conforme deliberado e aprovado na assembleia supracitada, respeitando a lei quanto ao contingente mínimo de serviços prestados a população de Teresópolis até que todos os servidores ativos, inativos e pensionistas recebam os seus vencimentos integrais, referente aos meses de agosto e setembro de 2017”.
Outra informação importante a ser reforçada é que, se tratando de uma greve geral, atinge inclusive a educação. O motivo da adesão de tal setor é que agora nem a verba do FUNDEB tem sido suficiente para o cumprimento dos vencimentos de professores e pessoal de apoio, visto que o governo municipal adiantou as parcelas do recurso para 2017.

Prejuízo para todo o município
Na manifestação realizada na quinta-feira, a categoria se reuniu na Praça Olímpica Luís de Camões e saiu sentido Calçada da Fama. A ideia de passar pelo principal ponto de comércio do município foi mostrar aos empresários e comerciários – mais uma vez – que o desrespeito promovido pelo desgoverno atual não prejudica somente aqueles que trabalham nas diversas secretarias da Prefeitura. Sem salários e benefícios, os servidores não fazem compras nas lojas, não almoçam fora e deixam de utilizar diversos serviços. Ou seja, é simples entender que enquanto Tricano e seu secretariado continuarem dando preferência em pagar fornecedores de fora do município ou resolverem apenas seus interesses pessoais, toda Teresópolis estará sendo prejudicada.
A expectativa de melhor conversa com o prefeito interino, o Vice Sandro Dias, caiu por terra poucos dias após ele “assumir” – visto que mesmo pedindo afastamento Tricano é visto com frequência no Palácio Teresa Cristina. “A gente sabe que ele está indo no gabinete, mandando e desmandando, e o Sandro Dias só assina os papéis, isso mesmo na Secretaria de Planejamento. Está lá só recebendo seus salários, porque mandar, assumir e honrar as calças que veste, isso ele não faz”, pontuou a Presidente do SindPMT. 
Ainda na manifestação de quinta-feira, a Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Teresópolis, o Tereprev, destacou que o que vem acontecendo no município é um desrespeito ao Estatuto do Idoso. “Para os aposentados, a maioria pessoas idosas, está sendo complicadíssimo. Eles estão sem dinheiro para comprar remédio e passando necessidade. Muitos deles são o arrimo da família, apesar da idade utilizam seus próprios salários para sustenta-la. É uma desumanidade o que esse prefeito está fazendo com os idosos, inclusive está descumprindo  uma lei federal que é o Estatuto do Idoso. Ele não tem sensibilidade, é completamente insensível”, enfatizou Suely.


 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Construção Civil começa a dar sinais de retomada

Turismo rural, um segmento rico em possibilidades

Detran.RJ prorroga prazo de licenciamento de veículos

Alta concorrência em vestibulares de medicina alerta para possibilidade de fraudes

Candidatos a prefeito já receberam quase 1 milhão de reais em doações

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy