ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Servidão tomada por "montanha de lixo" em Santa Cecília

Data: 11/11/2020

Segundo moradores, "montanha de lixo" já foi reclamada ao governo municipal ? que nada fez para sequer amenizar a situação

Mais uma vez dando voz ao cidadão teresopolitano, a coluna “Diário Comunidade” recebeu nesta terça-feira, 10, a solicitação de moradores do bairro de Santa Cecília em relação a um problema que se arrasta há meses e, segundo eles, de conhecimento do governo municipal pelo menos desde agosto. De acordo com as reclamações encaminhadas para a redação do jornal O Diário e Diário TV, trecho da servidão Adolfo José Ferreira, entre as Ruas Mato Grosso e Santa Cecília, erroneamente passou a ser utilizado como depósito de lixo de todo o tipo por parte de pessoas residentes naquela comunidade. Sem a devida remoção, interdição do local e uma campanha para orientar que o depósito de resíduos domésticos e outros materiais aparentemente sem utilidade seja feito nos locais adequados, onde existe a prestação do serviço por parte do poder público municipal, por exemplo, o “lixão clandestino” tomou proporções impressionantes e, caso nada seja feito, em breve até a passagem será comprometida pelo descarte irregular e criminoso.
Além do cheiro de podre, devido à decomposição do material orgânico, é preciso chamar atenção para os riscos causados pela proliferação de vetores de doenças, como ratos e mosquitos, atraídos pelo volumoso monte de lixo de todo o tipo. Há desde restos domésticos a sobras de material de construção ou entulho, além de partes de móveis velhos e eletrodomésticos. “Isso é mais um exemplo de caso de vergonha dupla em Teresópolis. Primeiro, por parte das pessoas que acha que pode jogar o que não lhes interessa em qualquer lugar e que assim o lixo que ela produziu não é mais da sua responsabilidade. Em seguida, e tão grave quanto, do governo municipal. Reclamamos dezenas de vezes para virem retirar isso e cercar a área, mas não atenderam nosso apelo. Se fosse um grande empresário pedindo, aposto que já teriam resolvido”, pontuou a moradora Juliana Gomes, que informou residir em via próxima ao local do problema e que precisa passar pela servidão para facilitar seu deslocamento diário.

“Resposta genérica” da PMT
Outro morador do bairro de Santa Cecília, Rodrigo Mello diz ter encaminhado solicitação para a Ouvidoria da Prefeitura e recebido como retorno uma mensagem insatisfatória. Segundo enviado pelo leitor do Diário, foi a seguinte: "Prezado(a) usuário(a), não foi possível constatar a sua denúncia. Agradecemos o seu contato e ficamos à disposição para ajudá-lo(a) sempre que precisar. Para eventuais dúvidas e solicitações, acesse o site www.teresopolis.rj.gov.br ou pela Ouvidoria 162. Atenciosamente, Fiscalização de Meio Ambiente".
Ainda no contato feito com nossa redação, Rodrigo atentou para a necessidade de investimento em campanhas de educação ambiental para evitar a continuidade do problema e que ele se repita em outros bairros. “Queremos que a prefeitura venha retirar o lixo e, ao mesmo tempo, faça uma campanha com moradores orientando dos riscos que a formação desse lixão representa para toda comunidade”, pontuou. 
No início da tarde desta terça-feira, 10, cobramos um posicionamento das secretarias de Meio Ambiente e Serviços Públicos, através da Assessoria de Comunicação da Prefeitura. Porém, não obtivemos nenhuma resposta até o fechamento desta edição.

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Caso de nova cepa do coronavírus é identificado em Teresópolis

Prefeitura vistoria 34 estabelecimentos, multa 5 e interdita 1 em dois dias de fiscalização

Fiscalização de medidas restritivas no Rio terá mil agentes

Duque de Caxias justifica vacinação para pessoas acima de 60 anos

Teresópolis adere ao consórcio de municípios para compra de vacinas

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy