ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Seis horas para remoção de corpo de vítima de acidente

Data: 15/05/2018

Carlos Eduardo, o "Dudu do Salaco", atualmente residia em um dos apartamentos do Parque Ermitage

Marcello Medeiros

Carlos Eduardo Benvindo Zeferino, de apenas 24 anos, se tornou mais uma vítima fatal do trânsito em Teresópolis. Por volta das 2h do último sábado, ele perdeu o controle da direção de uma motocicleta Honda CG na Avenida Presidente Roosevelt, bairro do Golf, e bateu em um poste. Após forte impacto contra a cabeça, caiu na pista. O Corpo de Bombeiros foi acionado por motoristas que passaram logo a seguir e avistaram a vítima caída, mas não houve tempo para atendimento médico. Constatado o falecimento do motociclista, foi acionada a perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), para análise do local do acidente e liberação do corpo para necropsia no Instituto Médico Legal. Segundo apurado no local, houve demora na perícia e depois o veículo para remoção de cadáveres, este do Corpo de Bombeiros.
No caso da perícia, atrasos geralmente acontecem porque o trabalho pericial da Polícia Civil sofre com deficiência de pessoal há muitos anos. A mesma equipe que atende em Teresópolis é deslocada para ocorrência em Carmo, por exemplo. Ou seja, se a equipe do ICCE estiver em atendimento em outro município, é preciso aguardar todo o procedimento técnico para retorno a base, na antiga delegacia, na Avenida Alberto Torres, e posterior saída para a chamada seguinte. Em relação à remoção, a situação seria semelhante: Apenas um veículo rabecão para cobertura de grande área.
Carlos Eduardo foi criado no bairro do Salaco, sendo inclusive conhecido como “Dudu do Salaco”. Sobrevivente da Tragédia de 2011, ele atualmente morava no condomínio Parque Ermitage e trabalhava como açougueiro no Supermercado Flor da Posse. A grande demora na liberação do corpo, o que aumenta o sofrimento da família e atrasa velório e sepultamento, revoltou parentes e amigos do rapaz.  “Se fosse filho de algum político, de alguém da câmara de vereadores ou de algum ‘padrinho’ que molha as mãos deles o menino não passaria tanto tempo na rua como se fosse um ninguém. Na verdade é isso mesmo que somos para os três poderes, um nada, um ninguém, um zero a esquerda. Me sentindo revoltada”, publicou a internauta Joana C. em publicação sobre o acidente em página policial.

Outros acidentes
Duas pessoas ficaram feridas em uma colisão entre dois carros no final da tarde de domingo (13) no quilômetro 4 da Teresópolis-Friburgo, em Montanhas. De acordo com o Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), uma mulher perdeu o controle do veículo ao fazer uma curva para a esquerda e invadiu a pista contrária, causando a colisão frontal.  As vítimas foram levadas pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital das Clínicas de Teresópolis. Também no domingo colidiram um GM Omega de cor azul e um caminhão baú, ficando mais prejudicado o motorista do veículo de passeio. O a acidente aconteceu na Estrada Rio-Bahia. 

 

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornalista Gil Gomes morre aos 78 anos em São Paulo

TSE remove inserção de Haddad com informação falsa sobre Bolsonaro

MORREU O RADIALISTA VICENTE ALENCAR

Receita Federal paga o quinto lote de restituições do IR

Prefeitura libera espaço para sala do empreendedor

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ