ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Projeto social promove graduação de alunos de Jiu-Jitsu

Data: 06/02/2019

Projeto social promove a graduação de setenta alunos de Jiu-Jitsu. Com doze anos de história "Lutando pelo Bem" realiza mais um evento festivo com seus atletas das comunidades da Granja Guarani e da Fazenda Ermitage

Anderson Duarte

Uma das comunidades de Teresópolis inserida em conjuntura social precária e que dificulta muito o processo de formação de inúmeros jovens e crianças da cidade teve a oportunidade de ganhar há doze anos um projeto social que deu uma verdadeira queda nesse processo de fragilidade social. O “Lutando pelo Bem” nasceu da vontade de mudar realidades pouco favorecidas e promover justiça social através do esporte, e justamente de um dos esportes cuja cidade vem se destacando internacionalmente há anos. Foi com o Jiu-Jitsu que o projeto viu campeões serem formados, famílias se reestruturarem e realidades mudadas para sempre, e neste fim de semana, mais de setenta atletas foram graduados em grande festa com a participação da comunidade.
“Hoje o Projeto conta com aproximadamente setenta alunos, e todos foram graduados neste evento que tivemos a oportunidade de organizar mais uma vez. Foram mais de duzentas e cinquenta pessoas presentes ao evento que foi uma grande festa. Nosso projeto completou doze anos de existência com a nossa matriz no bairro da Granja Guarani e com a extrema felicidade de há um ano e quatro messes também atuar na fazenda Ermitage com a filial. Nosso trabalho é sério e de credibilidade na cidade e percebemos neste período que é possível mudar uma vida através de esportes”, enaltece Dudu, idealizador e criador do projeto social. A festa aconteceu no sítio Umuarama no bairro da Posse no último domingo.
O Projeto “Lutando pelo Bem” atua com a formação de atletas do Jiu-Jitsu e é voltado para crianças de cinco a dezesseis anos. Como sempre acontece com as iniciativas populares sociais, também está sempre precisando de ajuda para a compra de Quimonos e materiais usados na formação destas crianças e adolescentes. “Estou muito feliz por ter conseguido fazer este grande evento graduando setenta alunos tanto da matriz, na Granja como da nossa filial na Ermitage. Quero agradecer a todos os envolvidos e que muito nos ajudam nessa luta”, enaltece Dudu.
A Fazenda Ermitage também conta com a atuação do “Lutando Pelo Bem” e possibilita aos jovens moradores locais realizarem aulas de Jiu-jitsu gratuitamente e as aulas são ministradas três vezes na semana, nos horários da manhã, tarde e noite. Segundo o professor, além de cuidar da sua comunidade, o projeto propicia retribuir tudo o que o Jiu-Jitsu lhe deu: “A ideia é mesmo dar assistência às crianças da melhor forma possível, seja ela no Jiu-Jitsu, com a doação de quimonos e aulas, e também nas questões sociais, como a distribuição de cestas básicas e o devido suporte as famílias”, enaltece. “É sempre muito difícil conseguir ajuda para trabalho social em comunidade e na maioria das vezes, o que encontramos são promessas, são pessoas querendo se aproveitar do trabalho e a glória, mas acho que nestes doze anos nós encontramos muito mais pessoas boas que ruins e por isso estamos aqui hoje graduando setenta alunos do projeto com duas sedes trabalhando intensamente”, finaliza Dudu.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Semana de Sustentabilidade e Responsabilidade Social debaterá "Mudanças Climáticas"

Consumidor está cauteloso na hora de gastar, diz pesquisa

Senac RJ oferece 10 vagas de emprego para instrutores

Procon-RJ vistoria instaladoras de gás natural veicular

Faetec: matrículas de cursos de qualificação estão abertas até terça

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy