ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Projeto de doação de cabelos une beleza e solidariedade no Campus Sede

Data: 24/10/2018

O projeto de doação de cabelos uniu beleza e solidariedade no Campus Sede do UNIFESO. Professoras, alunas, colaboradoras participam de campanha que troca vinte centímetros de cabelo por um novo visual

Anderson Duarte

Muitos podem ser os efeitos colaterais da quimioterapia no corpo de um paciente, mas o mais comum é infelizmente também o mais devastador para a autoestima da mulher: a queda dos cabelos. Por conta disso, e pensando em um público que não teria acesso pelas vias tradicionais, campanhas como o Outubro Rosa tem trabalhado o incentivo a doações de cabelos para a confecção de perucas que são entregues à pacientes com câncer. Dentro das ações do mês dedicado a saúde da mulher, o UNIFESO, em parceria com o Espaço Qualivita, promoveu uma ação que reuniu essa solidariedade no ato de doação dos fios que vão compor uma nova peruca, mas também a possibilidade daquela mulher que fez esse ato de generosidade levar também para casa uma nova e mais poderosa mulher, renovada e com a assinatura de um dos mais conceituados profissionais da região.
Aliás, quando se fala em doação, a maioria das pessoas pensa logo em dinheiro, mas o projeto do UNIFESO mostra que se desfazer de algo que não tem nenhum custo e logo estará de volta em você e com um objetivo que não poderia ser mais nobre, que é devolver a autoestima de mulheres que perderam seus fios após um câncer, pode fazer muito bem. “Essa sementinha já estava conosco depois que uma de nossas amigas aqui da instituição precisou se dedicar ao tratamento de sua mãezinha contra o câncer e decidiu que assim que estivesse nas condições para o uso da peruca, iria doar suas madeixas para a confecção da mesma. Percebemos que aquele seria um ato possível para todas nós e que faria tanta diferença na vida de quem recebesse essas perucas, que precisava ser feito. E foi aí que surgiu a ideia de colocar a ação dentro da programação do Outubro Rosa e expandir para a participação de todos. Esse ano conseguimos reunir aqui, em um dia inteiro de atividades, quantas mulheres quisessem ajudar e também levar um novo visual como recompensa”, explica Luciana Basso, Gerente de Marketing do UNIFESO, que também já tinha participado da doação antes de conversar com nossa reportagem.


Luciana Basso, Gerente de Marketing do UNIFESO, participou da doação antes de conversar com nossa reportagem e foi uma das responsáveis pela realização da ação, integrante do Outubro Rosa 


E o responsável pelas novas madeixas da mulherada do UNIFESO era na verdade um dos mais concorridos e respeitados profissionais da cidade e proprietário de um dos espaços de beleza mais tradicionais e demandados do município, Junior Lima, do Espaço Qualivita, que não escondia a surpresa por tanto engajamento. “Por mais que a gente saiba que a doação é sempre um ato voluntarioso, o cabelo para a mulher é algo quase sagrado, tem uma importância fundamental na composição do seu caráter, da sua identidade, da sua marca, por isso é muito difícil imaginar ela abrindo mão disso. Eu fico muito feliz de ver que as meninas aqui na FESO reconheceram a importância do ato e compareceram aqui. Muitas chegaram aqui com um modelo de corte de cabelo no celular, com uma expectativa, ou seja, foi muito bacana participar de um momento tão legal e que vai fazer tão bem. A doação de cabelos é também uma forma de alegrar outra pessoa. Essa mulher vai ficar mais bonita por conta do corte, e outra mulher vai se sentir bonita também com a doação dela”, enaltece Junior.
Os critérios para doar cabelos são quase padronizados no país, e itens como o comprimento dos fios e o preenchimento de um formulário antes de fazer a doação são etapas importantes. O cabelo também deve estar seco, preso por um elástico e embalado em um saco plástico transparente e são aceitos todos os tipos de cabelo, com e sem química as mechas devem ter a partir de 20 centímetros. A professora Alba Fernandes foi entrevistada por nossa equipe durante o seu corte e contou como foi motivada para participar do projeto. “Na verdade, foi toda uma campanha organizada pelas minhas amigas aqui do setor e o convencimento foi até muito mais fácil que imaginava. Na verdade eu sou da área de saúde e vejo o quanto as mulheres sofrem neste período de tratamento. A doação garante melhor qualidade de vida para as pacientes, pois a queda de cabelo influencia na autoestima da mulher. As mechas de cabelo doados são transformadas durante a confecção de perucas e mudam a realidade destas pacientes. Muitas vezes as pessoas não querem que os outros saibam que ela está com essa enfermidade tão temida. É vergonha mesmo. E eu me sinto satisfeita em poder doar e ajudar quem precisa”, explica Alba.

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Estado do Rio de Janeiro passa de 300 mil casos acumulados de covid-19

O Diário vai entrevistar candidatos a prefeito e vice

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores

Confiança do comércio volta ao patamar de otimismo após seis meses

Sesc reabre unidade hoteleira de Teresópolis no dia 30

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy