ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

PRF e CRT explicam situação dos radares ao longo da BR-116

Data: 13/02/2018

Nos últimos dias tem circulado nas redes sociais um vídeo informando sobre suposta aplicação de multas em radares instalados recentemente no bairro da Fonte Santa, uma das comunidades mais populosas localizadas às margens da Rio-Teresópolis. O ponto em questão é um dos seis onde foram instalados equipamentos de fiscalização de excesso de velocidade na BR-116, de responsabilidade da Polícia Rodoviária Federal e Concessionária Rio-Teresópolis, que enviaram notas ao jornal O DIÁRIO e DIÁRIO TV com informações sobre o esquema de funcionamento - Foto Marcello Medeiros

Marcello Medeiros

Nos últimos dias tem circulado nas redes sociais um vídeo informando sobre suposta aplicação de multas em radares instalados recentemente no bairro da Fonte Santa, uma das comunidades mais populosas localizadas às margens da Rio-Teresópolis. O ponto em questão é um dos seis onde foram instalados equipamentos de fiscalização de excesso de velocidade na BR-116, de responsabilidade da Polícia Rodoviária Federal e Concessionária Rio-Teresópolis, que enviaram notas ao jornal O DIÁRIO e DIÁRIO TV com informações sobre o esquema de funcionamento. Através da Assessoria de Comunicação, a PRF explicou que ainda não há previsão pra operação efetiva, ou seja, aplicação de multas. Já a CRT ainda depende de análise daquela corporação e também do INMETRO para iniciar o período de testes, necessária fase antes do início das operações.  Na citada Fonte Santa, a placa indicando quando será o limite de velocidade permitido sequer foi descoberta pela Concessionária. Apesar disso, os motoristas já têm reduzido bastante ao passar pelo trecho – o que tecnicamente já deveria acontecer antes, pois existem diversos quebra-molas na rodovia...

Pedido antigo de moradores de comunidades vizinhas à rodovia, e consequentemente onde diariamente milhares de pessoas estão sujeitas a se envolver em graves acidentes de trânsito, tal projeto foi desenvolvido pela CRT e encaminhado para análise e aprovação da Agência Nacional de Transportes Terrestres e Polícia Rodoviária Federal. Em dezembro passado, O DIÁRIO já havia divulgado os limites iniciais de velocidade a serem praticados. Em dois pontos de Guapimirim, por exemplo, os motoristas não poderão passar dos 50km/h se não quiserem ser multados. A Fonte Santa é a única localidade da zona urbana do município que terá o controle eletrônico de velocidade, com a velocidade máxima permitida chegando a 60km/h no quilômetro 78,6, em ambos os sentidos. Diversos acidentes graves, sendo muitos atropelamentos, foram registrados nesse ponto da BR-116. 

De acordo com a Concessionária Rio-Teresópolis, a questão da velocidade que será fiscalizada pelos equipamentos é semelhante às já implantadas na sinalização vertical da rodovia e que ainda será convalidada pelo INMETRO no ato da aferição para entrada em operação. “O projeto visa nos pontos escolhidos garantir à manutenção da velocidade e disciplinar a movimentação, que objetiva a redução dos acidentes”, informa a Assessoria de Comunicação da CRT.  Ainda de acordo com a concessionária, ainda não é possível assegurar que os limites de velocidade serão mantidos, pois o INMETRO pode sugerir alguma alteração. Além disso, ainda não há uma data para o início da aplicação de multas e receita obtida com as notificações aos que não respeitarem os limites de velocidade não cabe a CRT e sim ao governo federal. Os radares foram instalados nos quilômetros 1,9 (Cortiço), 53,5 (São José do Vale do Rio Preto), 78,6 (Fonte Santa), 91,1 (Parada Santa), 101,2 (Monte Olivetti) e 104,4 (Guapimirim). 

Monitoramento

Desde abril passado estão em funcionamento nove câmeras no BR-116, sendo uma no bairro da Fonte Santa, quilômetro 78, e outras nas proximidades do Soberbo e trecho da Serra (Quilômetros 89, 90, 90,5,  92, 93,  94, 100  e 104 ). De acordo com a Concessionária Rio-Teresópolis, os equipamentos têm por objetivo o monitoramento da rodovia pelo setor de Operações. Vale destacar as câmeras ficam em movimento ora sentido Teresópolis, ora sentido Rio, de forma a cobrir o maior perímetro possível, podendo, entretanto, não registrar algum evento que ocorra no sentido oposto ao direcionamento das mesmas, em determinado momento.

Conscientização nas estradas

Estas semana o Detran iniciou a campanha Boa Viagem, programa educativo que tem como objetivo divulgar as normas de um trânsito seguro às vésperas do Carnaval. Durante a ação, em parceria com as concessionárias Ecoponte, CRT e ViaLagos, os agentes da Coordenadoria de Educação do Detran atuarão nos principais pedágios das vias de saída do Rio para conscientizar os condutores sobre os cuidados que devemos ter nas estradas.

Os motoristas abordados recebem lixeirinhas de carro, folhetos com dicas de atenção e concentração no trânsito e check-list de manutenção preventiva dos veículos. São fornecidas também orientações específicas para motociclistas, descrição dos principais serviços do Detran, um mapa das estradas e um folder com informações de como transportar as crianças dentro dos veículos. Nesta quarta-feira a campanha acontece na Via Lagos e estrada Rio-Teresópolis. Na quinta-feira, também a partir das 9h, a Via Lagos receberá mais uma vez a equipe do Detran.

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Soldado do Exército morre durante exercício em quartel do Rio

TSE convoca representantes de Bolsonaro e Haddad e pede clima de paz

Mais clareza na cobrança de taxa de serviço

Jovem preso empurrando moto furtada

BB lidera ranking de reclamações no terceiro trimestre

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ