ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Prefeitura quer cardápio refinado em conferência de saúde

Data: 03/08/2017

Anderson Duarte

As redes sociais não perdoam e os servidores públicos municipais, que amargam meses de atrasos injustificáveis em seus salários, muito menos. A divulgação do pregão 035 de 2017, que busca o melhor preço para locação de espaço com serviço de buffet para a realização da primeira conferência regional de vigilância em saúde da região serrana, despertou a atenção e consequente revolta de muitos destes funcionários, seja pelo momento de inconstância e desiquilíbrio nas contas públicas, ou seja pela ostentação no cardápio e outras exigências do referido edital. Mesmo com o município não oferecendo insumos e medicamentos básicos em sua rede de saúde pública, e ainda com a gestão pública insistindo em sustentar o discurso da falta de recursos em caixa, inúmeras compras e chamamentos públicos mostram uma realidade diferente. Pelo Facebook, os funcionários sem salários marcam uma visitação em massa ao evento, nem que seja para aproveitar o banquete.
Entre as muitas exigências na área gastronômica estão itens como coxinhas, brioches, croissants, peito de peru defumado, passando por alcatra recheada com molho madeira, a peito de frango à parmegiana e massas ao sugo. Isso sem falar nas exigências de espaços físicos, que praticamente já indicam qual estabelecimento está apto para receber o evento, fato que pode ser considerado um direcionamento do edital em futuras investigações. O edital estipula: “Locação de auditório para 250 pessoas com espaço de 06 salas reservadas para grupos de estudos, serviço de buffet para 250 pessoas incluindo café da manhã, almoço, lanche, água à vontade, serviço de dois garçons, guardanapos de papel, pratos, copos e talheres não descartáveis”, explica o edital.
Em publicação com mais de dez mil pessoas alcançadas no Facebook, o tema rapidamente gerou a revolta de muitos servidores, que usaram a FanPage do Diário: “É rir pra não chorar, acho que o povo poderia pelo menos comparecer em peso ao evento”; “Faltam remédios mas não falta comidinha boa para esses safados”; “Me avisa o dia porque estou sem salário e vou almoçar com eles”; “É só o povo invadir a festa e os servidores públicos partirem pra festa”; “O que não falta é verba pra saúde, por isso os cargos públicos pra saúde e educação são os mais disputados por esses canalhas. Muito dinheiro entra para essas secretarias e ao mesmo tempo quase nenhum dinheiro tem o destino que deveria. O prefeito coloca um zé pamonha que é amigo dele que não sabe nada sobre a necessidade da população, nem sobre os princípios do SUS e da educação pública, pra roubar nossos impostos, nossas escolas, hospitais e nossa dignidade”; “O prefeito precisa de vergonha na cara é fazer o quê e pra ele fazer e trabalhar, pagando o que deve a população teresopolitana e não fazendo festas”; “Não esqueçam continuamos com pagamento atrasado. Ainda não recebemos nada referente mês de Junho”, dizem algumas das publicações registradas na FanPage do Diário.
Diz o minucioso cardápio contido em anexo ao edital: “Café da manhã: Frios: queijo prato, queijo minas, peito de peru defumado, presunto; Pães: pão francês, pão de forma, brioches, croissant , torradas e biscoitos; Diversos: bolos de chocolate, laranja e baunilha, margarina, requeijão e geleia de morango; Bebidas: Café, leite, achocolatado, suco de caju e laranja, refrigerantes e água. Lanche da tarde: Sanduíche de pão a metro; Frios: queijo prato, queijo minas, peito de peru defumado, presunto e salaminho; Mousses de azeitona preta e salaminho; Salgadinhos: coxinha, risole de carne, quibe, bolinha de queijo; Pães: brioches, croissant e torradas (tipo canapé); Biscoitos salgados para canapé; Bebidas: Água sem gás, refrigerantes, café e sucos de caju e laranja. Almoço: Opção de carnes: Carne assada bovina lagarto recheado ao molho madeira e bife de frango à parmegiana; Guarnições: Arroz branco, feijão preto, massa parafuso ao sugo, batatas fritas e farofa brasileira, Saladas: Alface crespa, beterraba e cenoura processadas, tomate e maionese de batatas com cenouras em cubos e azeitonas e fatiadas com salsa crespa processada; Bebidas: Refrigerantes, sucos de caju e laranja e água”.

Foto reprodução internet: Um servidor público municipal externou pelas redes sociais todo o seu descontentamento com as escolhas e prioridades do governo Mario Tricano. Ele é apenas mais um dos muitos exemplos de teresopolitanos em situação econômica drástica motivada pela incompetência gerencial do Executivo 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dívidas do Simples poderão ser pagas ou renegociadas até 31 de março

Mapa de Risco da Covid-19: estado do Rio encontra-se em bandeira laranja

Belém adia volta presencial às aulas na rede pública de ensino

Rio registra alta de 313% em internações e 172% em óbitos por covid-19

Rio e São Paulo adiam desfile de carnaval para feriado de Tiradentes

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy