ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Prefeito adia mudança que faria no trânsito da Reta

Data: 16/01/2022

Esquina do pecado receberá semáforo que hoja sinaliza a Rua Jornalista Délcio Monteiro - Luiz Bandeira

Luiz Bandeira

A Secretaria de Segurança Pública tinha programado para este domingo, 16, a mudança de acesso à Reta para quem vem do bairro São Pedro. Ao final da tarde desta sexta-feira, no entanto, depois de matéria no DIÁRIO e de publicação da própria prefeitura anunciando a mudança, a prefeitura voltou atrás após ouvir as queixas de empresários que seriam afetados e decidiu adiar a alteração, alegando que "a Secretaria Municipal de Segurança Pública vai aprimorar alguns pontos do planejamento e divulgará nova data para realização do trabalho".

Segundo release da prefeitura, os semáforos do cruzamento da Rua Jornalista Délcio Monteiro (antiga Olegário Bernardes) com a Avenida Lúcio Meira, perto do Supermercado Regina, passariam para a Rua José Correa da Silva Júnior (Esquina do Pecado), na Várzea. Com a mudança, o retorno em frente à Jornalista Délcio Monteiro seria fechado, não podendo mais ser cruzada a pista e dando mão somente no sentido Centro. Durante a semana, um trecho do canteiro central em frente à Rua José Correa da Silva Júnior, na avenida Lúcio Meira, foi removido para que os motoristas que viessem da Rodoviária pudessem cruzar a Lúcio Meira e ter acesso à Reta no sentido Alto, podendo seguir dali também em direção à Várzea, como ocorre atualmente. O local ganharia nova sinalização vertical e horizontal, no final de semana, para orientar condutores de veículos e pedestres.

O DIÁRIO procurou o secretário de segurança do município, Marcos Antônio Da Luz para falar sobre a última mudança no trânsito da região central. “Fizemos um levantamento, com a contagem de veículos e tudo mais, para viabilizar o trânsito nessa área, acabar com essa retenção que está acontecendo hoje. O que não podemos admitir mais é uma ambulância sair do HCT e levar 45 minutos para chegar na UPA, isso socorrendo uma pessoa. Então a gente tem que trabalhar no sentido de melhorar e dar mobilidade a esse trânsito. Uma dessas soluções que nós chegamos a conclusão é abrir a rua José Corrêa da Silva Júnior nesse cruzamento com Avenida Lúcio Meira para todo carro que vem do Meudom, Jardim Meudom e de toda a região de São Pedro indo em direção ao Alto, ela vai cruzar aqui e vai embora, não vai precisar acessar a Delfim Moreira e descer a Olegário Bernardes mais, onde está se perdendo muito tempo. Nós vamos liberar a Olegário Bernardes pra quem for para o centro da cidade, a Delfim Moreira a mesma coisa, nós vamos dividir esse trânsito, dividindo nós diminuímos ao menos uma calha", disse o secretário Daluz, que garantiu também a volta das vagas de 15 minutos na Rua Jornalista Délcio Monteiro, “Nós sabemos o quanto Teresópolis e fomentada pelo comércio e com toda a mudança que veio com a implantação da integração, a Délcio Monteiro hoje ficou muito congestionada, então você não pode parar ali pra usufruir daquele comércio, com essa divisão de trânsito agora nós vamos aliviar a Délcio Monteiro então vai haver a possibilidade de retornar com o estacionamento de 15 minutos e dar a oportunidade para todo o comércio que tem ali”.

A secretaria de segurança entende as mudanças como benéficas para o trânsito, entendendo que desagradaria um ou outro a mudança, Daluz conversou com pessoas insatisfeitas para encontrar soluções. “Eu tive contato pessoal com a líder da comunidade do Bairro dos Pinheiros, a Fabiana, e conversamos com ela onde eu expliquei toda a mecânica e ela me entendeu, achava que a gente iria fechar a Rua Jornalista Délcio Monteiro, mas negativo. Nós vamos dar oportunidade ao comércio da rua. Quanto ao Colégio do Carmo, Jardim Europa você vai andar mais um pouco até o Parque Regadas, mas você vai ter um trânsito mais fluido, andando. Pior e sair correndo pra escola, chegar no Parque Regadas ou chegar aqui e não conseguir botar teu filho na escola a tempo pois o congestionamento é muito grande”, explicou, observando que a mudança pode ser feita como experiência e sofrer alterações diante da reação do fluxo de veículos.

Carros demais no centro da cidade

Na entrevista para O DIÁRIO o secretário de segurança falou sobre a dificuldade para equacionar o aumento da frota em ruas inadequadas para tantos veículos, “Vai melhorar? Não, nós vamos amenizar, porque hoje Teresópolis sem mudança nenhuma de infraestrutura, rodando quase 116 mil carros aqui dentro, é uma situação muito difícil. As pessoas criticam, falam, a gente acolhe as opiniões boas, as ruim vai entrar em um ouvido e vai sair pelo outro, mas eu quero que Teresópolis faça isso, todo mundo trabalhando junto por um trânsito melhor. Deixa a gente fazer o experimento aqui, porque é um experimento e se não der certo eu não sou vaidoso não, o prefeito vai chegar e dizer que não melhorou em nada, eu retorno, mas eu tenho que tentar, ficar inerte na Secretaria sem tentar melhorar o que está aí, eu prefiro nem ficar”, pontuou Marco Antônio Da Luz.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Avanço da Ômicron leva Uerj a manter atividades presenciais suspensas

Especialistas falam sobre o verão e a prevenção de doenças

Monitoramento de dengue indica pontos de atenção no Brasil

Lei Seca registrou altos índices de alcoolemia no último final de semana

Secretaria de Trabalho divulga mais de 840 vagas em várias regiões fluminenses

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy