ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Preço dos combustíveis assusta consumidores

Data: 30/04/2019

Preço do litro da gasolina aumentou cerca de R$ 0,30 centavos e causou protestos de consumidores nas redes sociais - Gilberto Oliveira

Marcus Wagner

O final de semana foi marcado pelo aumento no preço de combustíveis em Teresópolis. Com os reajustes, a gasolina passou a custar entre R$ 5,16 a 5,19 o litro na maioria dos postos da área central da cidade. Já o etanol teve uma variação maior, com o litro custando entre R$ 4,16 até R$ 4,44. Somente os chamados postos “sem bandeira” praticam preço um pouco menor.
A onda de reajustes causou uma reação em alguns consumidores que decidiram se mobilizar através de grupos em redes sociais para organizar ações de protesto.
Entretanto, quem trabalha com a comercialização de combustíveis se defende alegando que a medida foi uma reação a seguidos aumentos cobrados pela distribuidora. De acordo com Cláudio Barbosa, proprietário do posto Várzea, mesmo após o aumento, a margem de lucro em cima da gasolina continua muito pequena, ficando por volta de 10%. Ele mostrou as notas fiscais de aquisição da gasolina e do etanol para comprovar que seria inviável com os preços anteriores.
“A gente sabia que se passasse de R$ 5,00 o litro, o pessoal iria reclamar porque realmente é um absurdo, mas não tem como segurar. A nossa margem não chega nem a 10% na gasolina e ninguém sobrevive a isso, a média normal seria de 15% a 20% e o etanol disparou nos últimos dias, chegou a quase R$ 4,00. Foi apertando e chegou ao ponto que tive que tomar essa medida. Os outros acabaram acompanhando, mas não existe nada de cartel, cada um defende o seu. O fato de colocarmos o preço mais ou menos parecido vem da Petrobrás que cobra o mesmo preço de todo mundo”, explicou o comerciante.
Nas redes sociais, houve até quem acusasse os comerciantes de realizarem uma manipulação conjunta. Os organizadores querem incentivar que o consumo seja direcionado a um posto previamente escolhido com o intuito de forçar os demais a reduzirem os preços. Porém, Claudio afirma que não atualmente não tem como haver uma redução e rechaça qualquer combinação de preço com seus concorrentes. 
Algumas pessoas também fizeram comparações com preços menores praticados em outras cidades e até outros estados, sem levar em conta que os impostos cobrados no estado do Rio de Janeiro são maiores que em São Paulo e Minas Gerais, por exemplo. Cláudio afirma que dentro do estado do Rio de Janeiro a tendência é de alta em todos os municípios em poucos dias.
“Daqui a alguns dias todo o Rio de Janeiro vai passar dos R$ 5,00. Já o etanol eu acredito que deva começar a baixar nos últimos dias porque está na época de safra, apesar de ter subido nos últimos dias porque estava chovendo e não tinha como colher a cana, mas já está voltando ao normal. Eu creio que o álcool deva cair e a gente consiga vender na casa dos três reais e alguma coisa. Se baixar, eu também baixo porque é o que eu queria, pra dar volume de venda. É realmente um absurdo e assustou um pouco a população. Não existe cartel e a nota está aqui pra quem quiser ver o valor que a gente paga e o que vende”, destacou.

Pesquisa Nacional
O preço médio da gasolina no Brasil chegou na última semana a R$ 4,42 por litro, de acordo com um levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Os dados são do Levantamento de Preços e de Margens de Comercialização de Combustíveis (LPMCC). Em Teresópolis, o valor verificado está bem acima deste patamar nacional, porém vale ressaltar que existem diferentes valores de impostos que incidem sobre o combustível em cada estado.
Teresópolis também tem a média de preços acima da média nacional em relação a outros combustíveis: o etanol, considerando todo o país, chegou a R$ 2,97 e o diesel a R$ 3,54.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Estudo mostra que peixe de áreas atingidas por óleo pode ser consumido

Unidades do Sesc RJ exibem filmes selecionados na 3ª Mostra Sesc de Cinema deste ano

PRF prende foragido da justiça por pensão alimentícia

Verão: TJRJ libera advogados do uso de terno e gravata nas audiências

Bolsonaro fala sobre fraudes na Bolívia e renúncia de Evo Morales

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ