ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Polícia prende mais um acusado de estupro de vulnerável

Data: 24/08/2021

Serviço de inteligência da Polícia Civil encontrou e prendeu homem acusado de estupro de vulnerável - Luiz Bandeira

Luiz Bandeira

Um homem acusado de estupro de vulnerável foi preso em Teresópolis no último sábado, 21, por policiais civis da 110ª Delegacia de Polícia. Contra ele foi cumprido um mandado de prisão expedido pela Justiça. O crime, segundo investigações, aconteceu no início deste mês e o acusado foi localizado após levantamento de informações de inteligência. Após um período acautelado no setor de custódia da DP local, o autor do crime foi encaminhado para unidade prisional da Polinter, no Rio de Janeiro, onde ficará à disposição da Justiça.
De acordo com os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP-RJ), o município de Teresópolis registrou, entre os meses de janeiro e junho deste ano, 46 casos de estupro. Neste mesmo período no ano anterior, o número de casos foi menor: 28 vítimas registraram crimes de violência sexual na 110ª Delegacia de Polícia, portanto 18 casos a menos.  Em 2021, o maior número de ocorrências envolvendo abusos foi em março. Em apenas um mês, 13 mulheres fizeram denúncias. Os dados levantados pelo ISP-RJ são de acordo com o número de vítimas que chegam à delegacia, relatando o crime por parte do agressor.  A vergonha, o medo e o abalo emocional de quem sofre a agressão sexual é muito comum e, compreensível. Por esse motivo, muitos casos não chegam ao conhecimento das autoridades policiais e, como consequência, criminosos saem impunes da tamanha crueldade. 
Em todo o estado do Rio de Janeiro, no mesmo período houve aumento de 27,7% nos registros de estupro. Os dados dos últimos meses ainda não estão disponíveis para consulta, mas se essa tendência de crescimento se mantiver, 2021 pode terminar com número de crimes desta natureza nunca antes registrados. Vale destacar que os índices de crime de estupro em 2020 foram 12.8% menor que em 2019. Apesar desta redução, foi possível identificar que, em contrapartida, no ano passado, o percentual desses crimes que ocorreram no âmbito residencial aumentou. 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vulcão nas Ilhas Canárias poderia provocar tsunami no Brasil

Covid-19: mais 2,2 milhões de doses da Pfizer chegam a Viracopos

Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos

ONS informa que "apagão" não tem relação com crise hídrica

Tribunal de Contas do Estado aponta para rombo financeiro na prefeitura

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy