ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Polícia investiga mais dois crimes brutais

Data: 27/11/2018

Os corpos de Erivelton e Ulisses foram necropsiados no Instituto Médico Legal, que funciona no antigo prédio da 110ª DP, na Avenida Alberto Torres, antes de liberação para sepultamento

Marcello Medeiros

Os setores de Homicídios da 110ª Delegacia de Polícia e Inteligência do 30º BPM (P2) têm mais dois crimes brutais para investigar. Erivelton Vasconcellos, de 24 anos, e Ulisses Felipe Bravo, 32, foram executados a tiros no último fim de semana nos bairros de Albuquerque e Santa Cecília, respectivamente. Com esses, já são quatro assassinatos somente no mês de novembro. Os outros dois aconteceram em Bonsucesso, no Terceiro Distrito. Desde o início do ano, foram registrados 18 homicídios em Teresópolis, além de outras 34 tentativas comunicadas no setor de plantão da Polícia Civil – segundo dados do Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro (ISP).


Erivelton Vasconcellos, 24 anos, foi executado por bandidos que estavam em motocicleta
Morador da localidade de Albuquerque, às margens da Teresópolis-Friburgo, a RJ-130, Erivelton estava em um bar quando foi atacado por dois homens utilizando uma motocicleta identificada como sendo uma XRE 300. Segundo apurado no local do crime, a dupla abordou o rapaz e o garupa fez os disparos, fugindo em alta velocidade em seguida. O jovem chegou a ser socorrido e levado para o Hospital das Clínicas Costantino Otaviano (HCTCO), mas faleceu pouco depois de dar entrada. “Esse malandro me divertiu de uma forma sem igual. Foram tantas risadas que às vezes eu comentava com ele que a função dele era ser palhaço, porque até nos seus dias mais tristes ele se preocupava em fazer quem estava ao seu redor, feliz. Com tudo isso eu me sinto eternamente grato por você ter feito parte da minha vida até aqui”, comentou o amigo Pablo na página do rapaz na rede social Facebook.


Morador de Santa Cecília, Ulisses Felipe foi atacado por elementos em um carro de cor preto
A outra execução aconteceu no bairro de Santa Cecília, em trecho conhecido como “Lama Fria”. A vítima, Ulisses Felipe Bravo, de 32 anos, morador daquela localidade. De acordo com apuração feita na região do crime, ele foi baleado por ocupantes de um veículo de cor preta, aparentemente um VW Fox. Ulisses não resistiu aos ferimentos causados pelos disparos de arma de fogo. Ele estava em companhia de um jovem, baleado de raspão apenas. Tal pessoa não seria o alvo dos criminosos. “Última vez que vemos esse rosto espetacular do meu irmão Ulisses Felipe, esse sim foi um verdadeiro Deus da guerra sempre honesto sempre brincando botando pilha para animar a todos ao seu redor sempre ajudando sempre protegendo os outros ele podia ter os seus defeitos mais nunca fez mal a ninguém sem ter um motivo”, comentou um amigo da vítima, também utilizando as redes sociais.
Os corpos de Erivelton e Ulisses foram necropsiados no Instituto Médico Legal, que funciona no antigo prédio da 110ª DP, na Avenida Alberto Torres, antes de liberação para sepultamento.


Denuncie
Ainda não há informações para motivações de tais execuções brutais, se por vingança, possível envolvimento com o tráfico de drogas ou alguma outra situação ainda desconhecida da polícia e familiares das vítimas. Quem tiver qualquer dado que possa ajudar a esclarecer os crimes brutais pode passar informações para os telefones 190, 2742-7755 e 99817-7508 (30º BPM) ou ainda o 2642-9252 (Delegacia de Teresópolis). Não é necessário se identificar.

 

 

 

 

5
 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sociedade se mobiliza e cria Patrimônio Hídrico em resposta à degradação ambiental

TCE aponta vinte e quatro ressalvas nas contas de Tricano e Sandro Dias

Começam as aulas dos cursos de qualificação gratuitos em Teresópolis

Orquestra Solista do Rio e Natal de Repente embalam fim de semana

Lula vira réu em caso de Guiné Equatorial

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ