ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Polícia Civil ainda não identificou quem atirou em PM morto no sábado

Data: 23/02/2021

Agentes do 30º BPM prestaram homenagens ao companheiro no sepultamento realizado com todas as honras da corporação

A morte do policial militar William da Conceição, ocorrida no fim da tarde do último sábado, continua sem a definição da autoria do crime que chocou a população. O soldado tinha 33 anos e era lotado no 30º BPM de Teresópolis. Ele foi baleado enquanto participava de uma operação no Rosário. O PM chegou a receber os primeiros socorros ainda no local e foi levado para o Hospital das Clínicas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois de dar entrada na emergência do HCT. William era casado e pai de dois filhos. 

O tenente-coronel Alexandre, comandante do 30º BPM, e os oficiais e praças do batalhão, publicaram nas redes sociais uma homenagem ao soldado com uma mensagem de solidariedade à família: “Nosso dia começou triste com a perda de um irmão de farda. Infelizmente comunicamos que o Soldado William faleceu”. 
O sepultamento foi realizado na tarde de domingo (21), no Cemitério Carlinda Berlim em que familiares e amigos se despediram e também foram prestadas as homenagens do 30º BPM.
O governador em exercício Cláudio Castro divulgou um vídeo em que lamenta as mortes de dois policiais militares neste final de semana, citando o caso do teresopolitano e do Cabo José Ricardo de Castro Luna, que morreu em um confronto com bandidos em Bangu, na capital.
 “Nós vínhamos comemorando que ao longo de 2021 não tínhamos tido nenhuma perda de policial em serviço, eram dois meses sem perdas e neste sábado foram duas perdas , em que o Cabo Nuno e o soldado Willian foram abatidos enquanto estavam trabalhando e isso comove a todos nós porque são dois homens, dois servidores que deixam família”, afirmou.
Em seguida, o governador garantiu que o combate à violência será sempre prioridade de seu governo, até como forma de honrar a memória daqueles que perderam a vida em nome da segurança da sociedade: “O combate à violência não terá leniência por parte do governo do estado. O combate à violência não será mitigado não será diminuído, muito pelo contrario. Esses dois homens, dois pais, dois filhos, esses dois maridos que nos deixam serão terão suas historias reconhecidas para nos fortalecer mais ainda no combate a violência e a criminalidade. Estamos trabalhando duramente para que nenhum policial mais seja tomado em serviço. Cada pessoa, policial ou não passar por essa situação, estaremos firme no combate à criminalidade. Quero deixa r minha solidariedade às duas famílias que perderam seus entes queridos”.
A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias da morte do PM. Diligências estão sendo realizadas para esclarecer e identificar a autoria do crime. No entanto, ainda não foram divulgadas informações pela PM sobre a operação. Não foram divulgadas as circunstâncias em que o caso ocorreu, nem qual era o motivo para que os polícias estivessem realizando a operação naquele horário ou como se deu a troca de tiros.
De acordo com a nota da Policia Civil, ainda está sendo feita a apuração dos fatos e não há nenhum suspeito para o caso.
Por outro lado, a Polícia Militar não nos enviou um posicionamento sobre o caso até o fechamento desta reportagem.


 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Prefeitura do Rio libera público nos estádios com metade da ocupação

Fiocruz avalia efetividade da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer

Covid-19: número de casos e óbitos tem maior queda em 2021

"Terê sem Led": Escuridão total nos fundos da prefeitura

Novo coreto na Praça da Matriz de Santa Teresa

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy