ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Polícia ambiental fiscaliza ferro-velho

Data: 26/07/2017

Marcello Medeiros

Apurando denúncias feitas por moradores do Salaquinho, agentes da 5ª Unidade de Polícia Ambiental (Upam/Três Picos) estiveram na Rua Gustavo Perret para verificar possível caso de crime contra o meio ambiente praticado por proprietários de um ferro-velho. No endereço indicado, os militares encontraram dezenas de restos de veículos em um quintal, outros em meio à vegetação e vários deixados em via pública, situação que é motivo de reclamação há muitos anos. De acordo com registro policial, trata-se de “atividade potencialmente poluidora”, o que gerou autuação contra dois homens que seriam proprietários do terreno e do que já foram automóveis de várias marcas e modelos e hoje só servem como doadores de peças, ou como entende a Upam, para causar um problema ambiental para aquela região – vizinha ao Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis.
“Ao proceder ao local afim de constatar o ilícito ambiental do tipo desmatamento, a equipe deparou-se com atividade potencialmente poluidora com diversas carcaças de veículos e peças automotivas em contato direto com o solo e ao tempo”, informa o registro policial. Ainda segundo apuração feita equipe da Unidade de Polícia Ambiental – Sargento Barcelos e Cabo Giovanella – tais pessoas não teriam nenhum tipo de autorização para realização dessa atividade. “Diante dos fatos procedeu a 110° DP com base no artigo 60 da Lei 9.605.98 para medidas cabíveis”, especifica ainda a denúncia.
O ferro-velho é motivo de reclamação há vários anos, principalmente de moradores próximos, preocupados com a situação ambiental e os prejuízos para o turismo e setor imobiliário. Como citado, a região em questão fica no entorno do PNMMT e, além disso, bem perto está o já bastante vilipendiado Rio Paquequer. Alguns anos atrás, inclusive, parte do barranco onde havia carcaças de automóveis do mesmo “empreendimento” cedeu e foi parar dentro do curso d´água, levando com ele as sucatas – que dessa forma hoje estão armazenadas no fundo do rio. Há cerca de cinco anos, a Secretaria Municipal de Segurança Pública informou que tomaria providências, visto que, além dos problemas já apresentados, o depósito de restos em via pública estava prejudicando a passagem de veículos. Porém, nenhuma sucata sequer foi removida para o depósito público, em Três Córregos. No caso da ocorrência desta terça-feira, a denúncia ambiental foi registrada pela Upam, que pediu providências à Polícia Civil em relação à procedência de tantos automóveis.

Denúncia de desmatamento e invasão
Na semana passada, agentes da Unidade de Policiamento Ambiental registram o que seriam construções irregulares, desmatamento e corte de taludes no bairro Jardim Salaco, nas proximidades da Pedra da Tartaruga e, consequentemente, em área que faz parte do Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis. De acordo com a Upam, a equipe chegou ao local após denúncia de moradores informando que um grupo estaria fazendo um loteamento clandestino no terreno. Os denunciantes se mostraram preocupados com a possibilidade de favelização do local, além do dano ambiental à unidade de conservação ambiental criada oito anos atrás.
A operação aconteceu na Rua Fluminense, próximo ao número 155. Participaram da fiscalização os Sargentos Moura e Anilson, que registraram através de fotografia todas as irregularidades. “Em cumprimento a determinação do comandante a 5° UPAm, está guarnição procedeu ao endereço citado, onde ao chegar pode constatar supressão de vegetação com características de nativa, corte de taludes, construção de sapatas de concreto, terrenos divididos por cerca de arame farpado, construção de barracos de madeira em um declive superior a 45°. No local fez contato com moradores que não souberam informar  quem seria os responsáveis pela construção”, informa o registro policial da incursão.
Diante dos fatos e com base no Artigo 50 da Lei 6766/79 e Artigo 64 da Lei 9.605/98, procedeu a 159° DP para medidas cabíveis, onde foi confeccionado o registro policial e solicitado perícia para o local. Apesar da referência ao Parque Estadual dos Três Picos, a Upam tem promovido eficiente fiscalização em diversas outras unidades de conservação e suas áreas de entorno, recebendo denúncias através do telefone (21) 99063-1185.

 

Divulgação Upam/Três Picos

O ferro-velho é motivo de reclamação há vários anos, principalmente de moradores próximos, preocupados com a situação ambiental e os prejuízos para o turismo e setor imobiliário

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Definidas normas para o encerramento do ano letivo na Rede Municipal

"É possível construir um hospital municipal, mas com planejamento"

Prefeitura de Teresópolis só reabre na terça-feira, dia 03

Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy