ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

PMT não informa quando serão efetivados equipamentos cedidos por Crivella

Data: 14/07/2020

No final do mês passado, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, anunciou a cessão de 20 equipamentos de UTI para ajudar Teresópolis a enfrentar a pandemia de Covid-19. “Os kits com respiradores e monitores permitirão a abertura de mais 10 leitos de UTI na cidade da Região Serrana, que conta hoje com 25 leitos de tratamento intensivo na rede pública de saúde”, divulgou a prefeitura carioca na ocasião. A notícia foi muito bem recebida, visto que, com os 10 novos sistemas montados para atendimento, o município passaria a ter 35 leitos de UTI para internações via Sistema Único de Saúde e, dessa maneira, ficaria muito mais fácil se manter a margem prevista para a continuidade da flexibilização da economia local. Na segunda-feira, por exemplo, a taxa de ocupação desse tipo de leito chegou a 85,71%. Porém, até o momento, apenas três dos 10 equipamentos cedidos estão em funcionamento.
A informação foi divulgada pela própria prefeitura através de comentário feito com o perfil do governo municipal na rede social Facebook, quando a gestão foi questionada por internautas sobre o motivo de, até então, o número de leitos não ter sido ampliado. "3 deles já estão sendo usados. Nas últimas 2 semanas, foram abertos 5 leitos UTI com estrutura própria e 3 leitos UTIs com esses equipamentos, saindo de 20 para 28 UTIs exclusivas para COVID-19", disse o responsável pela página da PMT. Nesta terça-feira, 14, a reportagem do jornal O Diário e Diário TV tentou esclarecer a situação e tentar um posicionamento oficial sobre o funcionamento do material cedido em sua totalidade. Porém, até o fechamento desta edição a Assessoria de Comunicação não respondeu aos contatos feitos por e-mail – assim como ignorou questionamento feito na última semana sobre o número de testes realizados pela “gestão” até então e a previsão da “testagem em massa” anunciada também já há algumas semanas. Extraoficialmente, apuramos que o problema seria a falta de profissionais da saúde para trabalhar nesses novos leitos.
Teresópolis foi a décima cidade fluminense a receber equipamentos da prefeitura do Rio, que já ajudou também o governo do Estado. Os aparelhos ficarão cedidos enquanto durar a pandemia e serão fundamentais para dar mais fôlego ao sistema de saúde do município. – Faltam respiradores em muitos lugares, mas não vão faltar em Teresópolis. Serão mais dez leitos de UTI na cidade. Com as curvas de óbito e contaminação caindo, podemos ajudar municípios da Baixada e da Região Serrana, que não precisarão mais trazer os pacientes para a capital e fazer o diagnóstico precoce da doença - disse Crivella no final de junho.
A Prefeitura do Rio já disponibilizou equipamentos para abertura de um total de 180 leitos de cuidados intensivos no estado que estarão disponíveis na Central de Regulação. O objetivo é ajudar municípios vizinhos a ampliar a capacidade de atendimento a casos de Covid-19, priorizando a Região Metropolitana 1, que engloba a capital e os municípios da Baixada. Duque de Caxias, Queimados, Itaguaí, Petrópolis, Nova Iguaçu, Barra do Piraí, Guapimirim, Seropédica e Mangaratiba já foram beneficiados com a ação da Prefeitura do Rio.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Turismo: Aumenta o número de prestadores de serviço cadastrados

Segurança revitaliza pintura da sinalização de trânsito em cinco bairros

Vacinação para professores está mantida

Sine divulga 119 oportunidades de emprego em Teresópolis

Liberado o edital para o Vestibular Cederj em Teresópolis

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy