ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Parque Nacional temporariamente fechado para visitação em Teresópolis

Data: 27/12/2019

Quem pretendia aproveitar a folga desta quinta-feira (26) para se refrescar nas águas gélidas ou curtir as trilhas do Parque Nacional da Serra dos Órgãos teve que procurar outro lugar para passar o dia

Após um dia de portas fechadas em suas três sedes – Teresópolis, Petrópolis e Guapimirim – o Parque Nacional da Serra dos Órgãos foi reaberto para visitação nesta sexta-feira (27). O motivo para a suspensão temporária no atendimento aos visitantes aconteceu devido ao longo atraso no pagamento de salários e benefícios da equipe de vigilância, contratada pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade e Conservação através de empresa terceirizada. Ao que tudo indica, as pendências foram resolvidas após a manifestação dos funcionários. Nesta quinta-feira, a reportagem do jornal O Diário e Diário TV tentou um posicionamento oficial sobre o a suspensão do atendimento. Porém, ICMBio, Parnaso e a Max Segurança Máxima não responderam as solicitações de esclarecimento. Também não foi divulgada nenhuma nota nos respectivos sites e páginas oficiais das instituições em redes sociais. A boa notícia é que teresopolitanos e turistas podem aproveitar as trilhas e cachoeiras protegidas pela importante unidade de conservação ambiental.
No dia 30 de novembro o PARNASO completou 80 anos de existência, muitas histórias e bons exemplos de cuidados com a natureza, sem esquecer as famosas belezas cênicas e naturais. Criado em 1939, o Serra dos Órgãos é a terceira mais antiga e uma das mais importantes unidades de conservação ambiental do país por conta do volume e quantidade de pesquisas realizadas, da rica fauna e flora que protege e ambientes únicos cobiçados por visitantes do mundo inteiro. É subordinado ao ICMBio e considerado um dos melhores locais do país para a prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada, rapel e outros, além de possuir fantásticas cachoeiras.

As três sedes
A entrada principal do Parque Nacional da Serra dos Órgãos fica na área urbana de Teresópolis, na Avenida Rotariana, com acesso bem sinalizado. A entrada do parque fica ao lado da ponte sobre o Rio Paquequer, na entrada da cidade, próximo ao Mirante do Soberbo e ao Pórtico do Soberbo. A portaria da sede Petrópolis fica no bairro do Bonfim, em Corrêas. No próximo ano, esse município vai ganhar uma sede e melhor estrutura, na mesma onde hoje existe apenas uma guarita para controle do acesso. A sede Guapimirim está localizada no início da subida da estrada Rio-Teresópolis, no quilômetro 98,5. Todos os locais funcionam diariamente das 8h às 17h, sendo permitido o ingresso entre 6h e 8h e 17h e 22h mediante compra antecipada de ingressos. As tarifas variam de acordo com o atrativo e o tipo de visitante, havendo descontos para moradores do entorno da unidade de conservação e membros de clubes excursionistas.

Os atrativos
Cada sede tem um atrativo diferenciado. A mais conhecida e visitada é a de Teresópolis. Na parte baixa existem áreas para piqueniques, camping, muitas cachoeiras, a piscina natural – bastante requisitada no Verão – e trilhas mais curtas, ideias para começar no montanhismo. Entre elas estão a Mozart Catão, Cartão Postal e 360, que garantem excelente vistas para as montanhas mais bonitas da Serra dos Órgãos e até para outro parque, o Três Picos. Já a Trilha Suspensa ladeia a Estrada da Barragem e pode ser acessada inclusive por cadeirantes. O Centro de Visitantes com cafeteria e loja com camisetas bordadas, livros, suprimentos para passeios no parque e outras lembranças.
A sede Guapimirim é conhecida, principalmente, pelas suas bonitas cachoeiras e poços, como o Dois Irmãos, Capela e o Verde. Também é destaque o Centro de Visitantes von Martius, instalado em casarão do século XIX, restaurado para a preservação de suas características originais. O casarão pertenceu à antiga Fazenda Barreira do Soberbo, sendo seu proprietário durante o Império o médico Henrique José Dias, que se dedicou ao plantio das quineiras (Cinchona calissaia). Funciona ali a exposição permanente com fotos e informações sobre o parque, uma maquete de toda área do Parnaso, além de interessante coleção de exemplares das obras do botânico Von Martius, material especializado sobre meio ambiente, videoteca e um auditório para realização de cursos, palestras e seminários, equipado com TV e vídeo e com capacidade para 40 pessoas.
Em Petrópolis, por enquanto, o principal atrativo é o acesso principal da famosa Travessia ligando as duas principais sedes do parque. Porém, há também boas opções para se refrescar no período mais quente do ano. São eles o Poço Paraíso, a apenas 15 minutos de caminhada da portaria do Bonfim, e a Cachoeira Véu da Noiva. Localizada depois da Gruta Presidente, tem 32 metros de altura, ideal para prática de esportes radicais. Uma das preferidas de Dom Pedro, a queda d'água tem 35 metros de altura. Para chegar lá, há uma trilha leve, com pedras. Para saber mais sobre os atrativos e os trabalhos científicos realizados no Parnaso, acesse www.icmbio.gov.br/parnaso.

* Matéria atualizada neste sexta-feira

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Estudo alerta para aumento de internações de idosos por SRAG

Mutirão do Detran.RJ oferece 6,9 mil vagas no próximo sábado, dia 7

Vacina da UFRJ contra a covid-19 deve ter testes em humanos este ano

Portugal e Brasil analisam restrições a viagens

Covid-19: 45% dos casos do Rio de Janeiro são da variante Delta

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy