ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Operação da PF prende deputados André Correa, Neskau e mais 17 pessoas

Data: 08/11/2018

Deputado Andre Correa foi um dos mais votados em Teresópolis - Foto Arquivo

Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

 
A Polícia Federal faz hoje (8) uma operação para investigar a participação de deputados estaduais do Rio de Janeiro em um esquema de corrupção, lavagem de dinheiro, loteamento de cargos públicos e mão de obra terceirizada em órgãos da administração estadual.

A operação, chamada Furna da Onça, é um desdobramento da Operação Cadeia Velha, que levou à prisão os deputados Paulo Melo, Jorge Picciani e Edson Albertassi, todos do MDB.

Estão sendo cumpridos 19 mandados de prisão temporária, três de prisão preventiva e 47 mandados de busca e apreensão. Alguns mandados estão sendo cumpridos dentro da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).
 
Segundo a PF, a organização criminosa pagava propina a vários deputados estaduais, a fim de que patrocinassem interesses do grupo criminoso na Alerj.

De acordo com as investigações, o mensalinho, que seria pago pelo ex-governador Sérgio Cabral, era resultado de sobrepreço de contratos estaduais e federais.
 
Ainda de acordo com a Polícia Federal, parlamentares eram beneficiados ainda com o loteamento de cargos em diversos órgãos públicos do estado, onde poderiam alocar mão de obra comissionada ou terceirizada.

 
Os investigados devem responder, na medida de suas participações, pelos crimes de organização criminosa, corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro.

Além de Albertassi, Melo e Picciani, que tiveram novas ordens de prisão, outros sete deputados estaduais têm a prisão decretada: André Correa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Coronel Jairo (MDB), Luiz Martins (PDT), Marcelo Simão (PP), Marcos Abrahão (Avante) e Marcus Vinícius “Neskau” (PTB).

Entre os outros alvos, estão o secretário estadual de Governo, Affonso Monnerat, o presidente do Detran/RJ, Leonardo Silva Jacob, e seu antecessor Vinícius Farah, recém-eleito deputado federal pelo MDB.

 

Votação em Teresópolis:

André Correa (DEM) - 5.575

Chiquinho da Mangueira (PSC) - 10
Coronel Jairo (SD) - 136 (não eleito, mas é o primeiro suplente da coligação do SD/PTB)
Luiz Martins (PDT) - 51
Marcelo Simão (PP) - 589 (não eleito)
Marcos Abrahão (Avante) - 18
Marcus Vinícius “Neskau” (PTB) - 593
Vinícius Farah (MDB) federal - 563

Suplentes dos deputados presos
MILTON RANGEL DEM
SERGIO LOUBAK PSC
SERGIO FERNANDES PDT
CAPITÃO NELSON AVA
CORONEL JAIRO SD (suplente do Neskau, também foi preso)

BAGUEIRA SD (segundo suplente SD/PTB)
ÁTILA NUNES MDB

LEONARDO PICCIANI MDB (suplente de deputado federal)

 

André Correa em uma das reuniões para falar da Fazenda Ermitage ao lado do ex-prefeito Tricano - Arquivo

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Começa o pagamento do 5º lote do abono do PIS/Pasep

Mulher sofre queda de 20 metros em valão na Serra

Bolsonaro anuncia permanência de Wagner Rosário na CGU

Atendimento no Mamógrafo Móvel em Teresópolis

Amistoso entre Brasil e Argentina na Granja Comary

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ