ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Onça-parda é filmada pela primeira vez na Rebio Araras, em Petrópolis

Data: 13/04/2020

O animal, que já tem baixa população naturalmente, é uma espécie ameaçada pelo avanço da ação humana no habitat onde vive - Divulgação Inea

 
Olha só quem resolveu aparecer, pela primeira vez, na Reserva Biológica Estadual de Araras, administrada pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão da Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas): Uma onça-parda (Puma concolor). O animal, que já tem baixa população naturalmente, é uma espécie ameaçada pelo avanço da ação humana no habitat onde vive. Segundo maior felino do Brasil, a onça foi registrada dentro dos limites da unidade de conservação, pela equipe de guarda-parque do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). O monitoramento dos animais foi iniciado na Rebio Araras em 2018, por meio de armadilhas fotográficas. Desde então, diversas espécies já foram registradas, inclusive pacas  e cachorros do mato.
"Apesar da Rebio Araras ser uma Unidade consolidada, este registro é importantíssimo, pois é um indicativo de que o ecossistema está equilibrado. Além disso, acreditamos que este registro só foi possível devido à quarentena, pois é sabido que a redução das atividades humanas no interior e nos limites das Unidades contribui para o aparecimento de animais silvestres", disse Isabela Bernardes, chefe da Rebio Araras.
Administrada pelo Inea, a Rebio Araras abriga e protege diversas espécies raras, vulneráveis, endêmicas e ameaçadas de extinção da fauna e da flora em seus 3.862 hectares de Mata Atlântica. A unidade de conservação abrange partes dos municípios de Petrópolis e de Miguel Pereira. A mesma tem extrema relevância na prestação de serviços ecossistêmicos na região, principalmente para a segurança hídrica, uma vez que protege cerca de 110 nascentes e 100km de extensão de cursos hídricos. Além disso, no âmbito do Mosaico Central Fluminense, ainda conecta a Reserva Biológica do Tinguá à Zona de Vida Silvestre da Área de Proteção Ambiental (APA) Petrópolis, duas unidades federais da Região Serrana. Na Reserva são permitidas apenas visitas de cunho educacional e/ou realização de pesquisas científicas, mediante autorização prévia.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tribunal de Contas do Estado aponta para rombo financeiro na prefeitura

COPBEA tem mais de 80% de resolução das denúncias de maus tratos a animais

Piso da Casa de Cultura é recuperado para aulas de dança

Portugal reconhece certificados de vacinação emitidos pelo Brasil

Pescado: Comerciantes locais atentam para cuidados com origem do produto

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy