ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Número de demissões ainda cresce em Teresópolis

Data: 02/10/2020

Teresópolis ainda segue passos lentos na recuperação da geração de empregos de acordo com as estatísticas do Caged.

O número de demissões em Teresópolis apresentou nova alta no mês de agosto e impediu uma melhora significativa no saldo de empregos de 2020. O município registra uma perda de 1560 vagas de emprego neste ano, após mais uma atualização das estatísticas do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado pelo Ministério da Economia, referente ao acumulado até o mês de agosto. O levantamento informa que Teresópolis, apesar de um aumento no número de contratações no mês de agosto, com novos 810 empregos com carteira assinada, teve um número de demissões também superior ao do mês de julho, com um total de 706 pessoas que perderam emprego.
Após quatro meses consecutivos de saldo negativo, o município conseguiu abrir mais vagas do que demitir, entretanto a atualização revela que Teresópolis ocupa o 15º lugar entre os 92 municípios do estado que mais demitiram, o que mostra que a recuperação segue lenta.
Teresópolis está em uma situação pior que vários outros municípios com características semelhantes em economia e população e ocupa o 13º lugar entre os 92 municípios do estado do Rio de Janeiro que mais demitiram em 2020. Foram 7584 trabalhadores desligados no período oito meses. Além disso, permanece como o 77º no estado em saldo de empregos em 2020: com 7584 trabalhadores desligados e 6024 admitidos, o balanço mostra que perdemos 1560 postos de empregos.
Apesar desses números negativos, espera-se a continuidade da melhoria no saldo de contratações com o reaquecimento da economia e reabertura de setores importantes para nossa economia. A prefeitura já se manifestou anteriormente sobre o assunto, citando que monitora sistematicamente os dados sobre o empreendedorismo e o emprego em Teresópolis, em especial nos efeitos causados pela pandemia do coronavírus, que provocou impactos nas economias de todo o mundo: “Parte das estratégias adotadas pelo Gabinete de Crise está no Programa Pra Cima Terê, que possui uma série de ações para a geração de emprego, tais como a Rodada de Negócios virtual, realizada em julho, e o retorno da divulgação da oferta de empregos do SINE municipal”, afirmou em nota sobreo resultado anterior.
De acordo com o relatório de evolução do emprego do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, os dois setores que mais contrataram em Teresópolis foram comércio (55) e serviços (35).

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Estudo alerta para aumento de internações de idosos por SRAG

Mutirão do Detran.RJ oferece 6,9 mil vagas no próximo sábado, dia 7

Vacina da UFRJ contra a covid-19 deve ter testes em humanos este ano

Portugal e Brasil analisam restrições a viagens

Covid-19: 45% dos casos do Rio de Janeiro são da variante Delta

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy