ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

"É muito importante ter a participação da juventude na política"

Data: 19/11/2020

Gustavo Simas explicou que pretende ter um mandato participativo para atender as demandas de quem precisar em Teresópolis

Marcus Wagner

A Câmara de Vereadores de Teresópolis passará por grandes mudanças em sua composição e uma das novidades é a presença de parlamentares mais jovens do que a média de idade habitual. Entre os que representam essa participação da juventude na política está Gustavo Simas, eleito pelo PSL, que aos 25 anos entrou na política com grande apoio das comunidades da Coreia e do Meudon. Ele conversou com nossa reportagem nesta quarta-feira, 18, para falar sobre como foi conseguir se eleito já em sua primeira tentativa e sobre os projetos que já possui para apresentar em seu mandato.  Gustavo acredita que a partir de seu exemplo participação dos jovens na política poderá ser cada vez maior.

Campanha
De acordo com Gustavo, a expectativa durante a campanha foi crescendo muito conforme a aceitação que via acontecer por onde passava e por isso é muito grato a quem o incentivou a levar sua candidatura adiante.
“Desde os meus 19 anos que a gente desenvolve um trabalho como líder comunitário. Depois a gente avançou como presidente da Associação de Moradores. Continuamos trabalhando pela comunidade. Coloquei nosso nome à disposição do povo de Teresópolis principalmente pela minha região Meudon, depois de me confiar quase 300 votos, a gente teve 631 votos então é muito gratificante ver que a comunidade abraçou a nossa campanha, abraçou o nosso projeto. Foi uma campanha muito bonita. Criamos os projetos em cima daquilo que a gente estava ouvindo e isso é muito gratificante porque acertamos em várias coisas. Tivemos muitas dificuldades como qualquer um. Uma campanha apertada, uma diferença de 39 votos e muito respeito aos concorrentes na nossa chapa do PSL- Teresópolis. Na primeira vez como candidato a gente conseguiu sair vitorioso e ser muito feliz”, disse.

Projetos para o mandato
O novato afirmou que pretende trabalhar firme e contar com a participação da comunidade para fazer valer os votos recebidos: “A gente precisa se ouvir a sociedade. O nosso mandato é um mandato coletivo e será daí o avanço para qualquer medida para qualquer ação. Eu acredito que a Câmara Municipal tem que criar um conselho, alguma coisa para poder ouvir as associações de moradores porque elas estão ali ligadas diretamente no dia a dia com os problemas da comunidade. Então se a gente encurtar esse relacionamento a gente pode sim desenvolver ações junto ao Executivo para poder conseguir avançar com os projetos”.

Jovens na política
Simas fez questão de direcionar uma mensagem aos jovens para que participem efetivamente da política do município: “Os jovens na cidade têm que começar a entender que a política faz parte da vida da gente. A gente não pode se omitir. Caminhei muito e eu dizia por aí que o mal só vence quando o bem é tímido. Então as pessoas de bem, os jovens têm que passar a se interessar pela política. É muito importante a juventude estar no processo político, como eu estou fazendo e a sociedade acabou votando com a gente. Os amigos, as pessoas acreditaram no trabalho que a gente acabou desenvolvendo e teve esse resultado maravilhoso. Primeiro mandato, 25 anos de idade, líder comunitário. Me formei também no Exército Brasileiro como paraquedista militar. É uma disciplina que eu vou levar para o resto da vida. Isso é muito gratificante nesse momento como jovem chegar à Câmara de Vereadores, então eu acho que a gente quebra alguns paradigmas e talvez aí despertar na juventude esse interesse pela política”.

Expectativas para o mandato
O vereador eleito afirmou que é preciso fazer diferente do que aconteceu nas últimas composições da Câmara e já faz traçou as ideias que pretende propor em plenário: “Eu gostaria até de alertar que a Câmara está com dificuldades na questão do orçamento e nós vereadores temos  que sentar e conversar sobre esse atual orçamento para fazer uma redução porque senão não vai ter condições de sustentar. Então tem que ter uma conversa entre o Executivo e Legislativo para poder alinhar isso, ainda mais nesse momento que a gente vive. Então acho que tem algumas coisas tem que alinhar e aproveitar esse momento. A cidade espera isso e com certeza podem contar comigo. E nesse momento eu gostaria de agradecer a Teresópolis pela oportunidade de agradecer principalmente a minha comunidade que me acolheu com muito carinho”. 


 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

"Temos que chegar com garra e disposição para atender o anseio da população por mudanças"

Covid-19: plano nacional de vacinação terá quatro fases

PMT promete recarregar cartão alimentação nesta quarta

Governador do Rio anuncia mega testagem e descarta mais restrições

Conta de luz ficará mais cara em dezembro

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy