ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Motorista socorre grupo ilhado em enchente e acaba multado

Data: 11/03/2020

Gilmar Gomes ajudou alunos a saírem da enchente e acabou multado.

Paola Oliveira
Na quinta-feira de Carnaval, dia 20 de fevereiro, uma forte chuva alagou boa parte da cidade, deixando várias pessoas impossibilitadas de transitarem durante algumas horas. Inúmeros vídeos circularam pelas redes sociais mostrando a situação, inclusive com a Diário TV entrando ao vivo para destacar as condições das ruas no centro da cidade e alertar sobre os riscos das consequências do inesperado temporal. Foi neste dia, em torno de 21h, que um cidadão resolveu ajudar algumas pessoas na Rua Nilza Chiapetta, na Várzea, mas, pelo fato de ser obrigado a entrar pela contramão para facilitar o atendimento, acabou sendo multado.
Em entrevista ao jornal O Diário e Diário TV, o empreiteiro Gilmar Gomes, conta que foi buscar sua esposa Elizabeth na Universidade Estácio de Sá, que estava totalmente alagada nesse trecho. Além da companheira, muitos alunos estavam há bastante tempo aguardando as águas baixarem e, por isso, com a intenção de ajuda-los, Gilmar resolveu levá-los no compartimento de carga do seu carro, alto e equipado com sistema 4 x4,  até um local seguro, fora da enchente, circulando um pequeno trecho pela contramão. Segundo ele, como não havia trânsito por conta justamente das condições da via pública, fez esse percurso por algumas vezes com o plano de atender mais pessoas.


“Na verdade eu fui buscar minha esposa, porque ela estava presa na enchente. O carro dela tinha alagado e os estudantes que estavam na frente da universidade me pediram uma carona até o local que não estivesse cheio”, relata Gilmar Gomes. “Aí apareceu um Guarda Municipal que me deu duas multas. Uma por transportar pessoas na carroceria da minha caminhonete e a outra por transitar na contramão, mesmo só existindo no momento o meu carro transitando, não tinha outros carros porque estava tudo alagado e o meu passava porque é alto”, completa.
O momento foi registrado pelos alunos que estavam no carro e o cenário também chamou a atenção de moradores dos prédios vizinhos, que gravaram o acontecido e divulgaram na internet. Na última segunda-feira,dia 09, a surpresa: Gilmar recebeu em sua residência a notificação de duas multas referentes ao dia 20, a qual não esperava, já que nesse caso, mesmo agindo em desacordo com o Código de Trânsito Brasileiro,  foi uma atitude humana em ajudar ao próximo e presumia que o agente da Guarda teria bom senso ao julgar o ocorrido. “Vou recorrer a multa. Isso é mais uma indignação minha, porque eu me dispus a ajudar e agora estou sendo prejudicado injustamente”, declarou.
Nossa equipe entrou em contato com a secretaria de Segurança Pública para saber se cabe ou não recorrer diante das circunstâncias envolvidas. Em nota, divulgada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura, foi informado apenas que “o  referido cidadão deve se dirigir ao JARI, no 1º piso da Prefeitura” e que  “O telefone para informações é 2742-3352 ramal: 247”.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano

IBGE: 62,4% das empresas afetadas negativamente pela pandemia

Escolas de futebol enfrentam o desafio da retomada de atividades

Covid-19: Brasil registra 2.094.293 recuperados

Bebê abandonado em servidão já tem novos pais

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy