ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Medidas restritivas mais rígidas a partir de sexta-feira em Teresópolis

Data: 12/05/2020

Em mais uma live diretamente do seu gabinete no Palácio Teresa Cristina, o prefeito Vinicius Claussen, acompanhado do vice, Dr. Ari Boulanger, anunciou medidas restritivas mais rígidas em Teresópolis

Em mais uma “live” diretamente do seu gabinete no Palácio Teresa Cristina, sede do governo municipal, o prefeito Vinicius Claussen, acompanhado do vice, o médico Dr. Ari Boulanger, anunciou medidas restritivas mais rígidas em Teresópolis diante da grande escalada do novo coronavírus. Já são 382 casos confirmados, outros 165 sendo investigados e oito mortes (10, segundo o governo do estado), além de mais sete óbitos em investigação. Tais números são reflexo, segundo as autoridades municipais, do frequente desrespeito às regras em curso desde o início da pandemia. Por conta disso, a partir da próxima sexta-feira, 15 de maio, a promessa é que o “cerco” será fechado para tentar diminuir a propagação da Covid-19 no município. Multas para quem não estiver utilizando máscara de proteção e para empresas que não respeitarem as regras e, o ponto mais polêmico, a restrição de circulação de acordo com o número final do Cadastro de Pessoa Física. Segundo o novo decreto municipal, nos dias pares só poderão circular pessoas com final de CPF par, ficando os outros dias “livres” para quem tem final ímpar no registro. O final zero entra na lista dos pares.
“Ontem 18 cidades no Brasil que aderiram ao lockdown. Estudamos cada um dos modelos, mas não adianta querer aplicar uma medida restritiva e não ter capacidade de fiscalização, e não ser efetivo. Queremos efetividade, resultado, salvar vidas. Queremos deixar claro que não é lockdown total, que nunca falamos nisso. Acreditamos que uma medida extrema realmente é ruim para a cidade como um todo e pode incentivar situações de quebradeiras de empresas, perda de empregos, e não queremos chegar nesse ponto. Mas a participação popular é fundamental nessa questão. De duas semanas para cá temos visto um grande volume de pessoas nas ruas, o que nos deixa muito preocupados. Estamos há quatro dias com 100% dos leitos ocupados. É uma situação seríssima. Não queremos chegar ao ponto de ter um pai e uma filha no hospital e ter que escolher quem vive. Não podemos chegar a esse ponto. Temos um inimigo implacável, estamos na maior guerra das nossas vidas”, justificou Vinicius.

Primeiro estágio
As medidas mais rígidas foram intituladas como “Lockdown primeiro estágio”, tendo como objetivo reduzir o número de pessoas nas ruas e consequentemente a curva de contaminação da doença. “Queremos ganhar tempo para aumentar estrutura de leitos da cidade e depois reduzir a curva para que a movimentação econômica possa voltar mais rápido. Se continuar afrouxamento por parte das pessoas, a volta das atividades econômicas acaba se estendendo, é nociva para economia, empresas, empregos”, atentou o prefeito. Segundo Vinicius, serão 16 equipes realizando operação de fiscalização no município. Além do efetivo da Guarda Civil Municipal e equipe da Secretaria Municipal de Fazenda, a prefeitura vai contar com o apoio das polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros.

Mais restrições
Quem estiver na rua em desacordo com a data prevista para o CPF poderá ser multado em R$ 139,42 assim como quem for flagrado sem a máscara de proteção. Para as empresas que desrespeitarem as regras previstas no decreto municipal, a multa será de R$ 818. Outra medida nova medida é a restrição de movimentação/funcionamento entre 23h e 5h. Ainda sobre as máscaras e número de CPF, o acesso do transporte coletivo ficará restrito, cabendo à empresa responsável realizar tal verificação. O prefeito informou também que apesar de o decreto entrar em vigor na sexta-feira, até o fim de semana acontecerão apenas ações de orientação. As multas começam a ser aplicadas efetivamente a partir de segunda-feira. No caso de serviços essenciais, a PMT vai divulgar um modelo que de autorização que deve ser disponibilizado pela empresa para que o funcionário possa circular sem sofrer as consequências previstas. As informações na íntegra sobre cada tipo de atividade, segundo o decreto 5.292, podem ser vistas no Diário Oficial do Município, no site da prefeitura (www.teresópolis.rj.gov.br).

O “lockdown”
Enquanto em abril a palavra do momento em relação à pandemia do novo coronavírus era o distanciamento social, na última semana um outro termo ganhou visibilidade: o “lockdown”. A palavra é o correspondente em inglês a confinamento, mas passou a ser adotada no Brasil pelo seu uso corrente nas discussões internacionais acerca de formas de evitar a circulação de pessoas e a disseminação do vírus. Se enquadram na medida  legislações ou regulações relativas à restrição de interação face-a-face, incluindo o banimento de eventos não essenciais, fechamento de escolas e espaços culturais e ordens para que pessoas permaneçam em casa.

 

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Aulas presenciais voltam quarta-feira, dia 12

Fiocruz investiga transmissão da covid-19 entre crianças e adultos

Secretaria de Saúde finaliza entrega de mais uma remessa de vacinas

Butantan entregou hoje mais 2 milhões de doses de vacina CoronaVac

Saúde distribui 1,12 milhão de vacinas da Pfizer a partir de hoje

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy