ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Marcus Vinícius fala em desafio gigantesco para candidatos em 2018

Data: 27/02/2018

- O ano será extremamente difícil para o político, mas também para o eleitor - considera o deputado Marcus Vinícius, que também fala em um desafio gigantesco para candidatos em 2018 (Foto André Oliveira)

Anderson Duarte

Considerado por muitos analistas políticos como o ano eleitoral mais difícil de toda a história democrática do Brasil, 2018 será um ano de desafios tanto para os políticos quanto para os eleitores, também na opinião do Deputado Estadual Marcus Vinícius, que nesta segunda-feira, 26, participou de entrevista no programa Jornal Diário na TV. Acompanhado do vereador Tenente Jaime, o parlamentar falou da situação enfrentada pelo estado do Rio de Janeiro na atualidade e como a população precisa fazer a sua parte durante o processo eleitoral para que as dificuldades sejam vencidas. Tanto Jaime, quanto Vinícius, entendem que a velha maneira de se fazer política no país está morta e enterrada. 

Com seus quase quarenta mil votos conquistados no último pleito para a Assembleia Legislativa do Rio, o parlamentar chega ao seu terceiro mandato como deputado, sendo também presidente regional do seu partido (PTB) no Rio de Janeiro. Corretor de seguros de profissão, e apesar de ser nascido no município de Barra do Piraí, morador com mais de trinta anos da vizinha Petrópolis, Neskau, como é conhecido desde a infância, já acumula grande experiência na vida pública, sendo inclusive, ex-secretário de Estado de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida. O parlamentar iniciou no ano 2011 seu primeiro mandato efetivo no Parlamento fluminense e desde então se dedica a causas como os idosos, a qualidade de vida e o interior desenvolvido.

Questionado sobre a situação do Rio e como o cenário eleitoral será impactado com tantas investigações e prisões de homens e mulheres públicos, Neskau não esconde que a missão de pedir votos em 2018 será árdua, mas com consciência de que tal mudança se fez necessária. “Durante todo esse tempo de vida pública tive muito contato com a população, principalmente com os problemas do interior do estado, e hoje, depois de tantos acontecimentos com relação ao nosso estado não posso deixar de admitir que a velha forma de fazer política está morta. Isso é muito bom, afinal de contas a população não vai mais tolerar um político ficha suja, não vai mais admitir que esse tipo de prática. Mas também não posso deixar de dizer que a Operação Lava Jato tem que lavar o Brasil inteiro, não só o Rio. Nós sabemos que existem irregularidades tão graves, ou até mais, que as identificadas aqui em outros estados, e isso precisa ser apurado e eventualmente punido”, explica o Deputado.

Uma das possíveis soluções para o problema, segundo o parlamentar, são as propostas e as futuras leis de incentivo a indústrias, que elevariam o número de empregos e ajudariam a alavancar ainda mais o nosso interior. O petebista, que defende a transparência das ações e a participação popular na Política como soluções para um país melhor, acrescenta: "Quanto mais transparente for o processo legislativo e seus membros, mais facilidade teremos para mudar a cara do Brasil", avalia. Também questionado com relação ao problema político vivido pelo município de Teresópolis, o parlamentar acrescentou que sua ligação com a cidade vai além da simples vizinhança e que as alianças feitas com os políticos do partido na cidade, o ajudam a identificar essas situações e buscar possíveis soluções, como lembrou o vereador Tenente Jaime, presidente da Comissão Processante contra Mario Tricano na Câmara e também companheiro de partido do deputado.

“Queria agradecer aqui em público, aproveitando a excelente audiência da TV Diário para dizer que o deputado tem oferecido um apoio e suporte político fundamental para atravessarmos essa turbulência política em nosso município. Esse é nosso primeiro mandato e a troca de experiências com o Marcus Vinícius tem sido muito importante no amadurecimento de questões como nós enfrentamos nos trabalhos da Comissão Processante. Saímos do trabalho com a CP de cabeça erguida, sabendo que desempenhamos nosso papel enquanto fiscalizadores da coisa pública da maneira que manda nosso ordenamento jurídico. Todos os prazos foram obedecidos, todos os contraditórios, enfim, não há o que se discutir com relação ao processo de produção do relatório da Comissão na Casa”, enaltece e agradece o vereador, que ao lado de Leleco e Dudu do Resgate, tocou a histórica comissão contra Tricano.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Prefeitura de Teresópolis libera reabertura dos parques

Anticorpos contra covid-19 duram pelo menos sete meses, mostra estudo

Aos 80 anos, Pelé é homenageado pela Fifa

Eleições: PF usará drones para flagrar crimes como boca de urna

Estado repassa mais R$ 371 milhões para as prefeituras fluminenses

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy