ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Maple Bear, uma nova forma de ensino em Teresópolis

Data: 15/06/2020

A escola bilíngue Maple Bear abriu suas portas em Teresópolis no início do ano, trazendo a metodologia de ensino canadense por meio de um casal carioca que buscava qualidade de formação e vida para oferecer a família

Paola Oliveira 

A escola bilíngue Maple Bear abriu suas portas em Teresópolis no início do ano, trazendo a metodologia de ensino canadense por meio de um casal carioca que buscava qualidade de formação e vida para oferecer a família. Celio e Gabriela tinham decidido morar fora do país, com a opção de ir para o Canadá, porém a distância que teriam dos familiares e amigos passou na hora escolha. Foi então que eles se mudaram para Teresópolis trazendo com eles uma nova forma de ensino para o município. “Os valores que eram importantes para nós eram a segurança e educação”, conta Gabiela Ciannella. “Unimos o útil ao agradável. A nossa casa que fica no Jardim Salaco, em meio à natureza, em uma cidade com pouca violência em comparação ao Rio de Janeiro, que nos traz paz e uma qualidade de vida e construímos nossa família. Daí nasceu escola, nasceu filho, nasceu tudo junto e estamos muito felizes com isso”, conta Celio Ciannella.  “Trouxemos a Maple Bear para completar o que considerávamos essencial pelo formato de ensino com a metodologia canadense. E o que bate forte no coração é essa metodologia canadense”, Celio. “Ao invés de irmos para o Canadá, trouxemos o Canadá até nós”, destaca Gabriela.

Casal Celio e Gabiela Ciannella decidiu inovar e investir em um modelo de educação diferenciada no município de Teresópolis

 

O ensino vai desde a formação infantil até a conclusão do ensino médio. “Na Maple Bear nós começamos com o ensino infantil até o ensino médio. Começamos neste ano de 2020 com turmas de 1 a 4 anos. No próximo ano teremos turmas de 5 anos. No ano seguinte a turma de 6 anos e assim sucessivamente até chegarmos ao final do ensino médio”, explica Gabriela. Todos os materiais disponibilizados aos alunos são totalmente em inglês, todas as professoras são altamente preparadas para ensinar em inglês e tudo na escola funciona em inglês. “Nós somos uma escola bilíngue, durante os 4 primeiros anos os alunos têm uma metodologia de imersão em inglês. Então no período da escolaridade durante 4 horas e meia do dia eles falam 100% em inglês.  Quando a criança ela é alfabetizada, passa a ter a carga horário com 50% em inglês outros 50% em português, aprendendo nas duas línguas”, conta Gabriela. 

Isolamento 
Com o isolamento social, as aulas presenciais foram suspensas, mas a equipe buscou outras alternativas para manter o estudo às crianças.  “Na segunda e terça-feira a nossa equipe se organizou e se juntou e pensamos como que nós poderíamos dar suporte aos pais, pois o nosso objetivo no começo era esse para que o aprendizado das crianças continuasse em casa. Logo na primeira semana nós já conseguimos enviar as atividades retiradas do programa Maple Bear para os pais desenvolverem em casa com as crianças. Na semana seguinte nós conseguimos se organizar um pouco mais e começamos a organizar vídeos”, informa Gabriela. 

Redes sociais
Além de oferecer atividades para os alunos, a Maple Bear procurou formas de contribuir socialmente com a população oferecendo atividades gratuitas através das redes sociais. “O nosso Instagram está recheado de atividades. Temos o compromisso de todos os dias postar uma atividade diferente para as crianças fazerem em casa com materiais que sejam acessíveis aos pais. Vai desde pregador de roupa, como papel, caixinha de ovos... São atividades lúdicas que vão desenvolver habilidades especificas”, relata Gabriela. Uma turma gratuita foi aberta aos pais que se interessarem. Basta entrar em contato com a escola por meio de mensagens no Instagram e Facebook e realizar a inscrição. “Eles vão receber durante duas semanas de forma gratuita uma parte do nosso material pedagógico”. 
As atividades realizadas em casa, até poucos dias, não faziam parte das atividades contabilizadas nas 800 horas dos 200 dias letivos obrigatórios que constam na lei de diretrizes e bases da educação, porém, agora vão fazer toda diferença na carga horária dos alunos. “A deliberação 21 do Conselho Municipal de Educação é bem recente. Ela foi publicada na semana passada e passou a contar as horas não presenciais como carga horária letiva. Então todo esse trabalho que a gente vem feito desde o início da pandemia vão poder ser contabilizadas como carga horária letiva. Isso é excelente porque nós conseguimos construir um calendário que não seja maçante para as crianças”, detalha Gabriela.
A Maple Bear fica na Rua Tenente Luiz Meirelles, número 2626. O telefone para contato é o 21 98143-4040 e o contato via Instagram é @maplebearteresopolis

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Após acidente, Rapper MBrum divulga mensagem nas redes sociais

Turismo Cervejeiro atrai visitantes e fomenta a economia local

Projeto quer quebrar exclusividade das concessionárias de gás canalizado no estado

MP recomenda a demolição de casas construídas irregularmente

Parque Montanhas terá evento para marcar início da Primavera

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy