ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Mais um jovem assassinado, agora na Fonte Santa

Data: 08/01/2019

Luiz Gustavo, de apenas 21 anos, foi baleado três vezes. Autor estava encapuzado e conseguiu fugir - Reprodução

Luiz Gustavo Schuenck dos Santos, de apenas 21 anos, foi executado a tiros por volta das 4h desta terça-feira em uma residência no bairro da Fonte Santa. Ele estava em companhia de amigos quando um homem encapuzado invadiu o imóvel e atirou várias vezes. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas não houve tempo para atendimento médico. Esse foi o segundo assassinato registrado em Teresópolis desde o fim de semana. No sábado uma mulher foi morta no bairro do Fischer.
Equipe do Setor Bravo, do 30º BPM, foi destacada para o local. Os militares encontraram Luiz Gustavo caído na sala e uma jovem na residência. Ela relatou que outros estavam no imóvel – não querendo identifica-los, sem informar o motivo – quando o homem encapuzado atirou três vezes contra a vítima. Em seguida, tentou realizar o mesmo ato contra os outros, porém a arma falhou. Houve luta corporal e em seguida o assassino fugiu em companhia de outro homem, que o aguardava do lado de fora da residência.
Outras viaturas, dos setores PATAMO e Supervisão, foram acionadas. Porém, os acusados não foram encontrados. O local do crime foi periciado por agente do Instituto Criminalística Carlos Éboli (ICCE) e após análise técnica o corpo foi liberado para necropsia no Instituto Médico Legal. O possível motivo do assassinato não foi divulgado.

Morte no lixão
Um dia após ser dada como desaparecida, Adriana Souza da Conceição, de 30 anos, foi encontrada morta em um pequeno cômodo dentro da área do Aterro Sanitário do Fischer, local vizinho à BR-116 e onde anos atrás acontecia a separação de material para ser reciclado. Segundo apurado no local, a jovem não apareceu em casa na sexta-feira e, após divulgar sua fotografia em redes sociais, no dia seguinte familiares iniciaram as buscas. A triste notícia chegou rapidamente, visto que ela não morava muito longe de onde o seu corpo foi encontrado com marca de violento golpe na cabeça e com as mãos amarradas.
Informações colhidas no cômodo e galpão onde está localizado podem auxiliar no esclarecimento do assassinato. Moradores da região informam que, após o fim da utilização da área para a reciclagem, o abandonado local se tornou ponto de usuários de entorpecentes e dormitório de moradores de rua, tudo isso ao lado de um trilho utilizado por moradores do Fischer, como Adriana, para diminuir o trajeto entre a comunidade e o acesso principal, via BR-116. A jovem deixa um filho pequeno. Informações que possam auxiliar no esclarecimento dos homicídios podem ser passadas para os telefones 190, 2742-7755 e 99817-7508. Não é necessário se identificar.

 

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MP facilita venda de produtos de crimes relacionados ao tráfico

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 125 milhões

Polícia suspeita da participação de parentes na morte de pastor

Produtores rurais recebem placas de reconhecimento

PRF apreende carretas que transportavam etanol ilegalmente

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ