ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Ladrões deixam 80 crianças sem merenda

Data: 12/02/2019

Nesta segunda-feira, perito do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), da Polícia Civil, esteve no local. Digitais deixadas na televisão danificada podem auxiliar na identificação dos meliantes - Marcello Medeiros

Marcello Medeiros

Os pais e responsáveis por 80 pequenos teresopolitanos, com idades entre seis meses e três anos e 11 meses, atendidos pela Creche Municipal Paraíso, tiveram que leva-los para casa novamente nesta segunda-feira. O estabelecimento de ensino, localizado entre o campus Quinta do Paraíso do Unifeso e o cemitério municipal Carlinda Berlim, foi atacado por criminosos e impossibilitado de receber as crianças – muitas que teriam seu primeiro dia de recreação nesta data. Os bandidos levaram, entre muitas coisas, praticamente toda a merenda fornecida pelo governo municipal através de empresa terceirizada. Nessa triste história, que prejudica principalmente moradores de bairros próximos como Prata, Fischer e Fonte Santa, outro detalhe chama atenção: Essa foi a segunda invasão no local em pouco menos de um mês.
O primeiro ataque foi percebido em meados de janeiro, quando a equipe da secretaria municipal de Educação lotada na Creche Paraíso retomou os trabalhos para iniciar o ano letivo em 2019. Na ocasião, levaram televisões e um computador e a prefeitura instalou barras de segurança na porta de arrombada. Neste fim de semana, os bandidos encontraram outro meio de invadir o estabelecimento. Após acessar a cozinha, passaram por uma pequena janela onde é fornecida a merenda e chegaram ao prédio principal. Por dentro, retiraram as barras de ferro e continuaram a ação criminosa.
“A nossa creche fica em uma localidade que não tem comunidades no entorno, está em uma área isolada, então ataques acabam sendo mais suscetíveis. Em janeiro tivemos ataque nas férias e a PMT tomou providências devidas, colocou barra de ferro na porta principal da creche e agora entraram por outro acesso. Levaram toda a merenda, dois cilindros de gás e muitas outras coisas. Hoje (ontem) seria o primeiro dia dos alunos novos e ficamos muito chateados com isso. Pais e crianças com muita expectativa muito grande. É uma pena, a comunidade é que perde, é uma creche para a comunidade. Acho importante que alguém que tenha visto algum movimento estranho, algum vizinho com muita carne ou outros gêneros alimentícios, para denunciar. É importante parar um pouco esse ciclo, conseguir romper esse movimento”, relata a Diretora Maria Cecília Gusmão. 
Além de praticamente toda a alimentação das crianças, os criminosos levaram talheres, espelhos, um ventilador, um aparelho de DVD, 20 lâmpadas, uma televisão de 21 polegadas e dois grandes cilindros de gás. Além do furto, destruíram uma TV de 32 polegadas que não conseguiram retirar da parede. Importante destacar que a pessoa que for flagrada com qualquer um desses objetos ou gêneros alimentícios pode ser autuada por receptação, artigo 180 do Código Penal Brasileiro, e pegar até três anos de cadeia. Nesse caso, não é necessário período de flagrante após o furto, rendendo cadeia para o autuado em qualquer momento que seja identificado produto obtido de maneira ilícita. 
Informações que possam levar aos autores podem ser passadas para os telefones 190, 2742-7755 e 99817-7508. Não é necessário se identificar. Nesta segunda-feira, perito do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), da Polícia Civil, esteve no local. Digitais deixadas na televisão danificada podem auxiliar na identificação dos meliantes. A expectativa é que a creche volte a funcionar nesta terça-feira, se houvesse a reposição da merenda e dos cilindros de gás e o conserto das portas arrombadas.

Invasão em São Pedro 
Em meados de janeiro foi comunicado à 110ª Delegacia de Polícia caso de invasão e vandalismo na Creche Municipal Oscar Lobato, importante unidade escolar que atende cerca de 300 crianças residentes no bairro mais populoso do município, São Pedro. Localizada na Rua São Pedro, quase em frente ao Centro Educacional Roger Malhares (CEROM), a unidade escolar estava fechada desde o término do ano letivo de 2018 e, após o fim do recesso e a reabertura para o período de rematrícula e cadastro de novos alunos, os funcionários encontraram duas portas arrombadas, material didático e de recreação danificados e espalhados pelo chão, paredes e piso borrados com tinta guache, brinquedos infantis sujos com cola quente. O ato de vandalismo ocorreu na área inferior do prédio escolar, onde ficam o pátio, banheiros, lavanderia e duas salas de turmas de pré-escolar.
Na ocasião, o Diretor Eder Tomás desabafou em sua página na rede soicial Facebook sobre a triste situação, que, por pouco não poderia ter causado prejuízo aos pequenos teresopolitanos que dependem da tradicional creche. “Como diretor e cidadão, sinto-me impotente diante de tanta covardia. Meu coração dói. Tudo reformado, comprado e mantido com tanto carinho e esforço para atender, da melhor forma possível, nossas crianças da Creche Oscar Lobato Lobato e alguma alma sem coração faz Isso. Não medimos esforços para que tudo seja sempre o melhor. Nossos alunos merecem. Se alguém souber de alguma informação que leve aos culpados, denuncie. Triste ver uma pessoa tirando das nossas crianças, em um lugar que é de alegria, paz e amor. Meu coração dói. Muito triste! Teremos muito para recuperar. Não vou deixar que frustrem o sonho de tantos alunos, pais e responsáveis. Entrego nas mãos de Deus”, comentou.
A publicação teve centenas de comentários e compartilhamentos, gerando muitas mensagens de apoio aos dedicados funcionários da unidade. “Muito triste uma pessoa fazer uma coisas dessas com nossas crianças e com vocês profissionais maravilhosos que trabalham na Creche Oscar Lobato Lobato. Espero que quem fez isso pague muito caro”, comentou a internauta Maria Paula. “Que absurdo. Estou abismada com tanta maldade prejudicando as crianças”, completou Juçara Yatti. “Estamos muito tristes por tudo isso, sabemos o quanto essa equipe é maravilhosa e faz de tudo pelos nossos pequenos. Tenho orgulho da minha filha ficar nesse lugar tão maravilhoso”, se ofereceu a mãe de uma pequena menina residente em São Pedro. 

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Programa estadual realiza primeiro transplante cardíaco de 2019

Moro defende mais rigor na punição a homicidas

Defesa Civil sinaliza acesso a pontos de apoio em nove bairros

Após tragédia, futuro do Ninho do Urubu está indefinido

Teresópolis está sem vacina contra a raiva humana

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ