ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Implantação do sistema de integração causa alterações no Centro

Data: 14/01/2020

Na Rua José Corrêa da Silva Junior o estacionamento foi proibido do lado esquerdo

Luiz Bandeira

As mudanças no trânsito como parte do plano de ação para implantação do sistema de integração das linhas de ônibus já podem ser percebidas na região central da cidade e alteram a rotina e hábitos de motoristas. Uma das intervenções que está prevista no projeto de mobilidade urbana acaba com o estacionamento de veículos no lado esquerda da Rua José Corrêa da Silva Junior, desde a esquina com a Avenida Lúcio Meira, conhecida como “esquina do pecado”, com a justificativa de dar mais fluidez às linhas de ônibus que irão utilizar o terminal de integração. Outra mudança importante é a proibição do estacionamento à esquerda da Delfim Moreira, do início da via até a altura do número 181, onde parte das vagas era habitualmente ocupadas por veículos à venda. Na rodoviária, mudanças significativas justamente por ser o ponto mais sensível da implantação do sistema de integração, onde o estacionamento de carros só será permitido em um pequeno trecho do lado direito da Rua Primeiro de Maio, por no máximo 15 minutos, e com o veículo sinalizado com o pisca alerta, passível de multa e remoção do veículo para o depósito da prefeitura.
O ponto de taxi da rodoviária será relocado para o lado esquerdo da via, pois no espaço onde hoje ficam os carros de aluguel e também os particulares estacionados será ponto para os ônibus urbanos do sistema de integração. Taxistas reclamam da troca apontando como problemas a diminuição do número de vagas, a dificuldade para o embarque de passageiros do lado onde há fluxo de veículos na via, queda de galhos sobre veículos estacionados sob as árvores, falta de abrigo para motoristas e passageiros que os proteja de chuva ou sol entre outras queixas. Por outro lado, comerciantes estão otimistas com as mudanças, pois enxergam a possibilidade de aumento de clientes e valorização de seus estabelecimentos por conta de um maior fluxo de passageiros no terminal.
“Espero que dê solução nesse fluxo aí que tá muito apertado no horário de pico. Com essas mudanças nas integrações acredito que vai rodar menos ônibus no centro da cidade. Como é uma coisa nova eu não sei te afirmar se vai ser uma coisa boa ou não, eu sou otimista, principalmente onde há essas vagas nessa reta toda aqui, os carros são de lojistas é ficam o dia inteiro. Então tendo ônibus parando, pessoas circulando o fluxo com certeza vai aumentar e o embarque e desembarque de 15 minutos do outro lado, que se começar a funcionar, pois está difícil ali já o pessoal não está respeitando, será excelente, é mais vaga para pessoal poder parar, com os ônibus aqui vai ficar bom, eu estou otimista”, enfatizou o comerciante Luciano Cardinot.

FOTOS

Luiz Bandeira

1
 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Helicóptero que caiu com Bryant tinha nove pessoas a bordo

Governo do Estado recebe donativos para vítimas de chuvas no Norte e Noroeste

Witzel anuncia descentralização de R$ 23 milhões para municípios do Norte e Noroeste

Bolsonaro vê dificuldades na aprovação de reforma tributária no Brasil

Pequenos negócios tem até o dia 31 para aderir ao Simples Nacional

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ