ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Igor Edelstein: - Nossa cidade é uma grande máquina onde o comércio é uma importante engrenagem

Data: 11/12/2017

Igor Edelstein falou sobre seus projetos à frente da Câmara de Dirigentes Lojistas ? CDL ? entidade para a qual foi eleito presidente (Foto André Oliveira)

André Oliveira

Convidado do programa Jornal Diário na TV, exibido aos assinantes da RCA no canal 4, o empresário Igor Edelstein falou sobre seus projetos à frente da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL – entidade para a qual foi eleito presidente. Depois de passar pela presidência e diretoria do SinComércio, empresta a sua nova casa seu dinamismo e jovialidade, ferramentas importantes que marcaram sua passagem pela representação anterior. Igor garante que acredita na cidade e enxerga o setor do comércio como um dos mais importantes para alavancar o desenvolvimento do município.

Igor participou ao vivo do programa desta sexta-feira, 8, sendo ciceroneado pelo jornalista Anderson Duarte, âncora da programação ao vivo da Diário TV. Acompanhe as principais declarações de Igor durante a entrevista:

Gestão da CDL – “É um grande desafio. Estamos atravessando um momento em que todos nós, cada um dentro da sua condição e realidade, deve botar a cara. Quando assumi o SinComércio em 2007 prometi deixar um sindicato melhor para o comerciante, seja nas representações, participando efetivamente dos problemas do setor, que também são da cidade. Teresópolis é uma grande máquina onde o comércio é uma engrenagem importantíssima também. É um orgulho muito grande assumir a CDL, uma gratidão. Meu pai (Sérgio Oliveira) foi fundador da CDL e grandes empresário da cidade passaram por ali, como Idal Spector, Athayde Brasil, Jorge Farah e Nassouh Ejje, entre outros; pessoas importantíssimas que contribuíram, contribuem e ainda hão de contribuir com o desenvolvimento da cidade.

Nova Diretoria – “A CDL é forte e tenho certeza que assumo numa chapa junto com Elcio Féo, que é o atual presidente, para não só dar continuidade, mas dar um gás novo. Não vou mudar nada, a gestão foi maravilhosa. Eu, um pouco mais jovem, tenho intenção de dinamizar, fazer do comércio muito mais presente em campanhas e datas significativas. Colocar a CDL numa projeção ainda maior para contribuir cada vez mais com o município. 

Dinamismo na CDL – “Fiz dois mandatos no Sincomércio, encerrei elegendo nosso vice presidente Rodiney Gomes Turl, empresário dinâmico que deu continuidade. Ele é uma pessoa que depende diretamente do desenvolvimento do município. Ele tanto acredita nisso que está inaugurando supermercado novos, inclusive no interior. Acho que isso tudo é fundamental, são pessoas que precisam da cidade e que efetivamente vão fazer o município prosperar. Muita gente acredita no nosso município. As instituições como o Convention, a CDL, o SinComércio. Costumo dizer que aquele bate papo no café da padaria não edifica, não constrói. O que promove é o engajamento do empresário que dá empregos, paga impostos, participa da resposta nos momentos de tragédias. Tudo isso pelas representações. É onde nos engajamos para salvar a cidade. Não digo isso politicamente, afinal o Brasil passa por situação delicada, o Estado do Rio idem e o nosso município também. É necessário mudar, cada um no seu papel. Do jeito que está, não dá pra ficar. Não queremos ver empresários e profissionais saindo do município, pelo contrário, queremos que as pessoas venham porque aqui podem ganhar dinheiro honestamente, fazer um trabalho e recebe a devida remuneração”.

Volta das instituições – “Essas representações do comércio são coirmãs. Enquanto em outras cidades elas são antagônicas, brigam entre si, aqui isso não existe. Quando estamos representando uma instituição sem fins lucrativos e que trabalha para promover o bem universal, precisamos sobretudo saber o momento de sair de cena, dar um intervalo, para não se apoderar. Quando fui presidente do SinComércio, poucos conheciam a instituição. Presidentes ficavam muito tempo num posto que carece de rotatividade. Não diria que elas se perderam, mas passaram por formas de gestão diferentes. Cito o Henrique Carregal que buscou parcerias, mostrou que todos estão no mesmo barco. Todos têm um papel relevante no comércio de Teresópolis. Quanto mais engajados os empresários, mais fortes elas ficam. Existe também o sindicato laboral, igualmente fundamental. Nossos colaboradores são de fundamental importância para essa guinada”.

Horário Natal – “Ano passado houve atraso na divulgação. Esse ano o SinComércio tomou esse cuidado e nosso horário foi divulgado mais cedo, regulamentando esse período importante para o comercio e clientes. A partir desse segunda, 11, o comércio pode abrir até as 22h. Nos dois domingos que antecedem o Natal, o comércio abre das 9h as 18h30, e das 9h as 20h no dia 24. Isso também é facultativo. Funcionários recebem lanche e as horas extras conforme a CLT”.

Datas especiais – “A Black Friday surgiu lá fora e não adianta brigar contra. Porém não conheço comerciante que ganhe dinheiro com essa data. Sei de lojas que venderam com 50% até 70% de desconto. Tem que gerenciar. Tornou-se uma data importante, como Dia das Mães e Natal. Temos que nos adaptar para isso, aumentar o capital de giro. As pessoas estão se programando para comprar mais barato, tem que ter cuidado para não perder”

Prestigio do comércio – “Nosso pedido é para que as pessoas prestigiem o nosso comércio, façam suas compras, invistam seu dinheiro no comércio local. Não tem nada fora que não se ache aqui, inclusive com preços competitivos. Teresópolis pode ser melhor, não só sobreviver à crise, mas estampar os jornais do Brasil como cidade modelo. O Brasil inteiro passa situação de insegurança, uma calamidade de segurança no Rio, aqui temos condições sim, com as pessoas certas, promover as mudanças que a cidade precisa”.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MPRJ obtém decisão que suspende a reabertura das escolas estaduais na segunda, dia 8

Nova data das eleições municipais será decidida em junho

Rio registra 64.533 casos confirmados e 6.639 mortes por covid-19

Crivella diz que só reabre comércio do Rio com apoio de especialistas

Governo do Estado cria programa para a retomada gradual das atividades turísticas

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy