ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Hugo Leal afirma que nova concessão deverá reduzir o valor do pedágio da Rio-Teresópolis

Data: 23/01/2021

Hugo Leal explicou que o debate sobre a nova concessão está envolvendo todos os municípios e instituições interessadas

Um tema de grande interesse para moradores de Teresópolis, Guapimirim e turistas que costumam visitar a região é o pedágio cobrado pela Concessionária Rio-Teresópolis (CRT), pois muita gente considera um valor muito caro. Como o período de concessão do trecho está terminando, um novo processo de licitação está sendo preparado e há previsão de que haverá uma redução na tarifa paga pelos motoristas.

O deputado federal Hugo Leal acompanha os processos de concessão e afirmou em entrevista à Diário TV e ao jornal O Diário de Teresópolis que a nova concessão da Rodovia deverá proporcionar um valor do pedágio menor, pois é uma ponto considerado essencial neste processo.
Hugo Leal, que integra a Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, participou na última terça-feira de uma audiência pública virtual promovida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre a nova concessão denominada Sistema Rodoviário Rio de Janeiro-Governador que irá incluir o trecho da BR-116 hoje operado pela CRT e também o Arco Metropolitano do Rio de Janeiro.
Os debates continuam em andamento e darão base ao processo licitatório dos trechos viários. A consulta pública sobre a concessão do Sistema Rodoviário Rio de Janeiro - Governador Valadares (que inclui ainda trecho de 400 quilômetros da BR-116, em Minas Gerais, de Além Paraíba a Governador Valadares) está aberta até 5 de fevereiro e sugestões e contribuições ao edital podem ser enviadas à ANTT até esta data.

Debate
O deputado explicou que há várias novidades na concessão que será licitada e por isso é importante garantir o máximo em benefícios aos municípios envolvidos: “É uma luta grande que nós temos em relação às concessões do estado do Rio de Janeiro, tanto na BR 116, como na BR 040 e também na Dutra. São três concessões grandes que estarão em debate ao longo desse ano. A novidade principal em relação à concessão da Rio-Teresópolis é o aumento da sua extensão até Governador Valadares. Isso pode ser benéfico se a divisão faça com que cada pedágio pague pelo seu respectivo trecho. O que não pode é o fluxo do trecho daqui bancar uma concessão mais longa porque aqui vai arrecadar mais por ter mais movimento”. 

Redução no preço do pedágio
“Estas audiências públicas que aconteceram antes e a que aconteceu nesta semana também são para poder ouvir os municípios, as entidades, está perfeito. Estou esperando o resultado dessas audiências para poder coletar essas informações porque não dá para fazer a comparação dos trechos de forma igual pois nós aqui (Teresópolis, Guapi e Magé) estamos há 25 anos com essa concessão, pagando pedágio. Esse pedágio é caro não só para quem é da baixada, mas também para quem vem para Teresópolis. O tratamento que precisa ser dado a esses municípios que são da concessão tem que ser diferente daqueles que vão entrar no processo. O meu trabalho é coletar essas informações levar à Câmara agora em fevereiro e fazer uma discussão direcionada na Comissão de Viação e Transportes com foco nessa concessão que se encerra agora”.

Pedágio em Três Córregos não deve ser reativado
“A ideia é cobrar por quilômetro rodado, ou seja, quem entrar na BR 040 para vir a Teresópolis paga um preço específico. Não sei se conseguiremos implantar isso no primeiro ano, mas seria a forma mais justa. Teria também que haver mais um pedágio e muitos me perguntam se vão reativar o que funcionava em Três córregos, mas eu acredito que não, porque é um trecho muito perto para você ter dois pedágios. La no final, já em Além Paraíba eu acho que é totalmente razoável. O que não pode é esse trecho de maior pagar os outros trechos”, enfatizou o deputado.

Concessão da BR 040
Outra importante estrada para o município, a Teresópolis-Itaipava também deverá passar a ter uma concessionária responsável por sua administração: “A Teresópolis-Itaipava vai ser incluída na nova concessão da BR 040, mas já aviso que não haverá cobrança de pedágio. Diferente da BR 116, tem uma discussão judicial ali e o prazo da concessão vai encerrar em março, assim Dnit que fará a manutenção ate produzir um novo processo licitatório em 2022. A concessão vai se estender até Sete Lagoas e vai incluir a estrada Teresópolis-Itaipava que eu considero a estrada mais bonita do estado. Dessa forma, esse trecho vai poder ser mantido e receber manutenção, que é o mais importante pra gente”, explicou Hugo.

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Covid-19: adultos são fonte de infecção mais comum que crianças

Latinos viajam aos Estados Unidos em busca de imunização

Novos dados confirmam rejuvenescimento da pandemia

Fiocruz produz 40% das vacinas contra a Covid-19 no Brasil

Butantan entrega mais 1 milhão de doses de vacinas contra covid-19

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy