ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Hospitais divulgam novas regras para visitação e transferências

Data: 16/03/2020

Direção do HCTCO informou que pacientes que têm a permissão de permanecer com acompanhante não poderão receber visitas - Marcello Medeiros

Diante do panorama nacional em relação à medidas preventivas para tentar diminuir a propagação do novo coronavírus, e também em concordância com as recomendações e os decretos do governo do estado do Rio de Janeiro e da Prefeitura de Teresópolis, as unidades hospitalares do município iniciaram nesta segunda-feira (16) novas regras para a visitação de pacientes e até casos de transferências. Hospital das Clínicas Constantino Ottaviano (HCTCO), Hospital São José e a secretaria municipal de Saúde, responsável pela administração da Unidade de Pronto Atendimento Nathan Garcia Leitão divulgaram notas alertando os familiares e amigos de pessoas que estejam internadas ou precisem desse tipo de serviço nos próximos dias. As medidas valem tanto para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto para aqueles que possuem convênios particulares. 
Através da Gerencia de Comunicação da FESO, a Direção do HCTCO informou que: 1 - Pacientes com COVID-19 não poderão receber visitas; 2 - Os demais pacientes internados poderão receber uma visita por dia, que poderá permanecer junto ao paciente por um período máximo de 10 minutos; 3 - Para as enfermarias com mais de dos leitos, só será permitida a entrada de duas visitas por vez para toda a enfermaria. Se dois pacientes estiverem recebendo visita, os demais só poderão receber visita ao término dos 10 minutos das outras duas visitas em andamento; 4 - Pacientes que têm a permissão de permanecer com acompanhante não poderão receber visitas. As regras para o Hospital São José, administrado pela Associação Congregação de Santa Catarina, são as mesmas. “O hospital esclarece que as medidas estão em conformidade com as recomendações e decretos do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Prefeitura Municipal de Teresópolis”, divulgou o HSJ.
Em relação a UPA, a secretaria municipal de Saúde divulgou: - Pacientes com suspeita ou diagnóstico confirmado para Covid-19 em observação ou aguardando transferência não poderão receber visitas. - Os pacientes que aguardam transferência poderão receber uma visita por dia, que poderá permanecer junto ao paciente por um período máximo de 10 minutos. - Pacientes menores de 18 anos e maiores de 60 anos com acompanhante, não poderão receber visitas. - As trocas de acompanhantes acontecerão das 7h às 9h e das 19h às 20h, restringindo ao máximo a rotatividade de pessoas para o bem dos pacientes.

OMS quer testes e isolamento de casos suspeitos
A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou nesta segunda-feira (16) que os países ampliem realização de testes em pacientes com sintomas do novo coronavírus e fortaleçam ações de isolamento daqueles com suspeita de infecção. Na avaliação da entidade, que coordena os esforços globais de prevenção e combate à pandemia, tão ou mais importante que adotar medidas de redução da circulação e aglomeração de pessoas é assegurar os exames e o isolamento.
O diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus, reforçou a importância das duas iniciativas para evitar a ampliação da circulação do vírus. “A forma mais eficaz de salvar vidas é quebrar a cadeia de transmissão. E para fazer isso precisa testar e isolar. Não se pode apagar a fogo cego. Não conseguiremos parar a pandemia se não soubermos quem está infectado. Temos uma simples mensagem: testem, testem, testem. Todos os casos suspeitos. Se eles derem positivo, isolem”, declarou.
A testagem deve abranger tanto pessoas que apresentem sintomas quanto aquelas que tiveram contato com casos confirmados. Além disso, a organização também assinalou a necessidade de os países investirem na construção e ampliação de laboratórios de modo a aumentar a capacidade geral de testagem de suas populações.
A chefe técnica do programa de emergências de saúde da OMS, Maria Van Kerkhove, acrescentou que a estrutura de exames é importante porque em determinadas situações será necessário repetir os testes. “Recomendamos testes repetidos, pois há possibilidades de falsos negativos. Mas especialmente com pessoas com link epidemiológico, se tem alta suspeita e contato confirmados, é importante fazer um novo teste para aumentar chance de identificar”, sugeriu.
Com relação aos isolamentos, os representantes da entidade manifestaram preocupação pelo fato de parte dos países já ter excedido a capacidade para casos leves. A OMS recomenda que outras instalações sejam utilizadas, direcionando aos hospitais apenas os casos mais graves em tratamento. Nos casos de isolamento domiciliar, a OMS alerta para cuidados básicos, em especial, a quem está imbuído da função de cuidar de pessoas com sintomas. “Cuidadores devem usar máscara quando estiverem na mesma sala. O paciente deve usar banheiro próprio e ficar em quarto específico. O cuidador deve lavar a mão após qualquer contato com paciente ou ambiente onde este está. Essas medidas devem continuar por pelo menos até duas semanas após o vírus desaparecer”, explicou Tedros Adhanom Ghebreyesus.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Cerca de 50% dos trabalhadores pretendem pagar dívidas com FGTS

UNIDADE GARDEN EM ALTA: Riooito registra aumento de 20% na procura

Rio de Janeiro ultrapassa 14,5 mil mortes por covid-19

Decreto Municipal que encerrou rodízio de CPF trouxe outras novidades

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy