ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Hospitais devem começar a fazer testes PCR na próxima semana

Data: 01/05/2020

O Diário de Teresópolis

Há cerca de 10 dias, a reportagem do jornal O Diário e Diário TV vem tentando, com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, mais informações sobre os procedimentos realizados no Centro 24h montado no Ginásio Poliesportivo Pedro Rage Jahara para o atendimento aos casos suspeitos do novo coronavírus. Porém, as demandas não foram respondidas. Nesta quinta-feira (30), através de redes sociais, o governo municipal divulgou alguns dados sobre o serviço, que desde a montagem do espaço vem sendo questionado por boa parte dos teresopolitanos. De acordo com a publicação, a unidade que funciona há cerca de um mês e meio no Pedrão nunca teve o objetivo de realizar testes rápidos nos pacientes. “Trata-se de um centro de atendimento, com equipes médica e de enfermagem de plantão que fazem avaliação clínica dos pacientes com sintomas de contágio pelo novo coronavírus”, informa a PMT.
Também de acordo com os banners divulgados via redes sociais, o município segue o protocolo do Ministério da Saúde, onde são testados apenas os pacientes com sintomas graves, pessoas que tiveram contato com pacientes com a Covid-19 e profissionais de saúde com sintomas do novo coronavírus. “O paciente será tratado de acordo com seus sintomas e evolução conforme protocolo e nota técnica do Ministério da Saúde, independentemente do resultado positivo ou negativo para Covid-19”, destaca ainda a publicação.
Sobre a falta de testes rápidos, o Gabinete de Crise da Prefeitura diz que foi feita a dispensa de licitação para aquisição de testes rápidos e quatro empresas se apresentaram. Porém, uma delas foi desqualificada por não ter o certificado da Anvisa e não atender critérios técnicos essenciais. As outras não garantiram a entrega do produto. “Com isso, o município mudou a estratégia e está contratando o teste PCR (Proteína C Reativa), que é mais completo e seguro, junto aos hospitais, por meio do POA (Plano Operativo Anual)”, destaca o governo municipal. Questionada pela reportagem do jornal O Diário e Diário TV no final da tarde de ontem, a prefeitura informou que a previsão é de que os testes comecem a ser realizados nos hospitais na próxima semana.

População confusa
Nos poucos comentários feitos nas publicações da PMT sobre o tema, a maioria dos internautas questionou os temas. “Pergunta, qual o procedimento que estão adotando no caso de pessoas que chegam com os sintomas? São encaminhadas para os hospitais? Para o Upa? E a partir daí são feito testes? É feito também um trabalho para identificar com quem e quantas pessoas essa pessoa que pode estar contaminada teve contato? Essas pessoas também tem o direito de fazer o exame? Desde já agradeço” disse Renata Nascimento. “Não acredito nessas postagens, conheço funcionário da saúde que estava suspeito foi orientado a ficar em casa e não fizeram teste nenhum”, publicou Gessica Santos. “Muito vantajoso, mas não sabemos para quem. O PCR já seria feito uma vez com o paciente internado... Ficou confuso... Explica novamente, por favor?”,  enfatizou  Miriam Lopes. 

Profissionais infectados
Ausência sentida em todas as “lives” do prefeito Vinicius Claussen sobre o combate ao novo coronavírus em Teresópolis, o secretário municipal de Saúde, Antonio Henrique, participou de videoconferência realizada pela Câmara de Vereadores na última terça-feira. Para evitar aglomerações, o Legislativo local tem realizado sessões virtuais. O responsável pela pasta que combate diretamente a Covid-19 respondeu a todos os questionamentos feitos pelos edis, entre eles a dúvida sobre o número de profissionais de saúde infectados pelo coronavírus. Já são 14 afastados por conta da contaminação, não sendo informados desses quantos são médicos, enfermeiros e outros profissionais. Na “live” da última segunda-feira, aliás, o prefeito informou que os hospitais do município estão tendo dificuldades para manter e ampliar os quadros de funcionários. Na mesma aparição virtual, o vice, Dr. Ari, inclusive convidou profissionais da área que queiram atuar no combate à propagação do vírus.
Na sessão da Câmara, Antonio Henrique informou ainda que atualmente o município possui 16 leitos com respiradores para a Covid-19, com possibilidade de utilização de mais três que estão na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No total, o município possui 42 leitos contratualizados com os hospitais, sendo que 27 já estão ocupados, sendo sete por pacientes com a confirmação para a doença e outros 20 aguardando resultado de exames encaminhados para o Lacen, no Rio de Janeiro. Dos que estão em unidades hospitalares, seis têm situação grave.

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Espanha decreta novo estado de emergência em luta contra covid-19

Itália determina que bares fechem cedo contra nova onda de covid-19

Pesquisa investiga transmissão de covid-19 entre homens e animais

Professores de escolas particulares do Rio suspendem greve

Ronaldinho Gaúcho testa positivo para coronavírus

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy