ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

HCT explica situação de médica com indicativo de coronavírus

Data: 13/03/2020

Direção do Hospital das Clínicas informou que segue protocolo do Ministério da Saúde para tal situação - Arquivo ? O Diário

Em nota divulgada através da Gerência de Comunicação da FESO no início da tarde desta quinta-feira (12), o Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano (HCTCO) confirmou que um dos profissionais do seu quadro de trabalho na área de saúde, que apuramos se tratar de uma médica, está na relação de suspeitos de ter contraído o novo coronavírus. Segundo o documento, a contraprova foi feita, e o resultado ainda não saiu. “Assim que a profissional apresentou os sintomas, foi afastada de suas atividades e está em isolamento domiciliar”, explica a direção da unidade hospitalar.
Apesar da informação sobre a falta de confirmação, por parte do HCTCO, no dia anterior a secretaria municipal de Saúde informou que o resultado para tal pessoa, que mora no Rio de Janeiro e trabalha em Teresópolis, havia sido apontado como “detectável”. “O Centro de Informações Estratégicas e Resposta de Vigilância em Saúde (CIEVS) da Secretaria Estadual de Saúde foi devidamente notificado dos casos e segue apoiando tecnicamente a DVE – Teresópolis”, publicou a SMS.
Também segundo a nota divulgada ontem pelo Hospital das Clínicas, por precaução os possíveis contactantes também foram afastados de suas funções e identificados pela Secretaria Municipal de Saúde, que já colheu o material dessas pessoas para exames. “O HCTCO reitera que segue o protocolo do Ministério da Saúde”, enfatiza. A funcionária do hospital esteve em viagem à Austrália e Dubai, e nesta segunda-feira (09), apresentou febre e procurou um Hospital no Rio de Janeiro, realizando o teste para o coronavírus. 

Suspeitos no município
De acordo com a secretaria municipal de Saúde, há seis casos suspeitos junto à Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde. Todos tiveram colhidos seus materiais para exame, enviados ao LACEN-RJ e estão em internação domiciliar supervisionado pelo Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) e os casos suspeitos têm algum elo epidemiológico com viagens ao exterior. Ainda de acordo com a SMS, os dois pacientes dos primeiros casos suspeitos de infecção por coronavírus não estão mais em isolamento domiciliar, dado o resultado que se mostrou negativo para vírus respiratório (Influenza A e B) e para 2019-nCOV (agente etiológico da COVID 19).


 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ministério da Saúde recebe mais 2 milhões de doses da Pfizer

Presidente Bolsonaro testa negativo para a covid-19

Após acidente, Rapper MBrum divulga mensagem nas redes sociais

Turismo Cervejeiro atrai visitantes e fomenta a economia local

Projeto quer quebrar exclusividade das concessionárias de gás canalizado no estado

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy