ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Guarda Municipal presente e um trânsito mais fluente

Data: 01/06/2018

No bairro da Tijuca, o que sobrou de uma antiga Fiat ficou meses atrapalhando passagem de pedestres

Marcello Medeiros

Há cerca de dois meses, desde que a secretaria municipal de Segurança Pública passou a ser comandada pelo Tenente da Polícia Militar Marco Antônio Da Luz, a autuação da Guarda Civil Municipal ficou mais enérgica. O novo gestor, que já havia ocupado a pasta em governos anteriores, conseguiu promover a reabertura do depósito público da prefeitura, em Três Córregos, e reativar o caminhão reboque da corporação. Dessa forma, os agentes da CGM voltaram a realizar um trabalho que há anos estava esquecido em Teresópolis: A fiscalização de veículos abandonados ou mal estacionados em vias públicas, situações que podem influir negativamente na vida de milhares de pessoas diariamente. Uma sucata em uma calçada ou ocupando parte de uma rua estreita - ou um mesmo um carro zero quilômetro deixado nessas passagens - pode deixar o trânsito mais lento ou obstruir totalmente a passagem de outros veículos ou pedestres.
No caso dos restos de automóveis, primeiro é feito um levantamento na comunidade e, sendo encontrado o proprietário, ele recebe uma notificação e um prazo para dar uma destinação correta. A campanha educativa tem tido resposta positiva. Tanto que, dos cerca de 100 casos identificados em bairros como Meudon, Vale do Paraíso, Caleme, Granja Florestal, Salaco e São Pedro, os notificados providenciaram reboques e locais adequados para deixarem seus veículos até que eles possam voltar a circular – ou serem vendidos como sucata, se for o caso.
“A ideia não é prejudicar a população, tirar o bem de ninguém, que muitos compram com dificuldade, mas não conseguem manter e acabam abandonando nas vias. Nossa ideia não é simplesmente retirar, mas garantir o direito de ir e vir do pedestre e até de outros veículos. Em alguns bairros, estava situação estava bem ruim, o com ônibus não conseguindo passar em ruas apertadas, por exemplo. Não só no grande centro, mas em alguns bairros a dificuldade também para a passagem do carro de Bombeiros, por exemplo”, explica Gil Wellington, Chefe da GCM.
Na última quarta-feira, por exemplo, o reboque da Guarda Municipal esteve na Rua Narciso Martins, em Paineiras, para remover uma VW Parati que há estava há vários meses atrapalhando a passagem do ônibus que atende a comunidade e outros veículos de grande porte. Como o proprietário não atendeu a solicitação de conseguir uma garagem ou oficina para guarda-la até que concluísse a reforma, agora terá que busca-la em Três Córregos.
Com a grande demanda, acumulada por conta dos dois últimos anos sem um secretário de Segurança, o fechamento do depósito e a necessidade da reativação do reboque, a corporação pede paciência e colaboração da população. “Nosso efetivo é muito reduzido, então estamos tendo muito trabalho. Estamos há dois meses em atividade mais enérgica, já fizemos muita coisa, mas não dá resolver problemas cidade assim tão rápido. Mas devagar vamos chegando aos bairros. Pedimos que continuem denunciando e levando os problemas. Às vezes vai demorar, mas a Guarda vai ao local, pode contar com a gente”, destaca Gil. Os telefones para denúncias e sugestões em relação ao trabalho da GCM são o 3642-8299 e 97560-1662 (WhatsApp).

Motos em vagas de carro
A Guarda Civil Municipal aumentou também a repressão aos motociclistas que insistem em desrespeitar as normas previstas para a utilização desses veículos. Entre as muitas reclamações diárias, o estacionamento fora dos locais pré-determinados. É comum encontrar motos dentre os automóveis ou nas calçadas, dificultando a manobra dos motoristas e o trânsito de pedestres. Segundo publicado pela GCM em seu perfil na rede social Facebook, os motociclistas que estacionarem dessa maneira serão multados e depois terão que buscar seus bens no depósito publico municipal, na localidade de Três Córregos. No caso de carros em vagas de motos, a sanção será a mesma.
A Lei é bem clara quanto às motos que param perto demais dos carros, situação que impede a movimentação ou a manobra do veículo estacionado. O Artigo 181, capítulo 15, no artigo décimo diz que: Estacionar o veículo “impedindo a movimentação de outro veículo”, é uma infração média, sujeita a penalidade de multa de R$ 137, com possível remoção do veículo. São computados quatro pontos na CNH do responsável. De acordo com as estatísticas do Detran RJ, o município tem emplacas hoje 19.264 motocicletas, 2.655 motonetas e 81 ciclomotores.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rio suspende vacinação de profissionais de educação e segurança

Programa de redução de salários preserva mais de 500 mil empregos

Covid-19: Brasil tem mais de 15 milhões de casos acumulados

Estudo mostra que máscaras de algodão têm eficiência de 20% a 60%

Teresópolis imuniza pessoas com Síndrome de Down, grávidas e mulheres que tiveram bebê recentemente, após 45 dias do parto

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy