ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Guapimirim é a primeira cidade a receber o Ônibus Lilás em 2020

Data: 15/01/2020

O Ônibus Lilás oferece o atendimento de uma assistente social, uma psicóloga e uma advogada, que ficam à disposição para esclarecer dúvidas de mulheres vítimas de violência e prestar o atendimento necessário

O governo do estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSODH), iniciou nesta quarta-feira (15), pelo município de Guapimirim, na Baixada Fluminense, suas atividades de prevenção à violência contra a mulher em 2020. Junto com o Ônibus Lilás, que leva atendimento especializado a mulheres em situação de violência, acontece também a Ação Social da SEDSODH, que facilita o acesso à cidadania, com isenção na segunda via de vários documentos. De acordo com a secretária Fernanda Titonel, a previsão é ampliar o atendimento realizado com sucesso ano passado para ajudar a prevenir crimes contra a mulher e feminicídios. As cidades de Cachoeiras de Macacu, Porto Real, Quatis e Rio de Janeiro (Vigário Geral) já estão confirmadas no roteiro do Ônibus Lilás em janeiro.  - Em 2019, reativamos nossos Ônibus Lilás, levando assistente social, psicólogo e advogado para esclarecer dúvidas e ajudar mulheres em situação de violência em 18 localidades. Somente entre outubro e dezembro foram realizados 83 atendimentos e 161 orientações nessas unidades móveis. Nosso desafio agora é ampliar esse trabalho, garantindo mais apoio não só no enfrentamento, mas também na prevenção - comentou Fernanda.
O balanço das Ações Sociais da SEDSODH também foi positivo em 2019. Foram realizados, de janeiro a dezembro, mais de 102 mil atendimentos nos 14 Centros de Centros de Defesa da Cidadania (CCDCs), representando um aumento de 140% em relação a 2018. As ações sociais itinerantes somaram mais de 15 mil atendimentos, o que significa um aumento de quase 200% em relação ao ano anterior.

Mais sobre os serviços
O Ônibus Lilás oferece o atendimento de uma assistente social, uma psicóloga e uma advogada, que ficam à disposição para esclarecer dúvidas de mulheres vítimas de violência e prestar o atendimento necessário. Os atendimentos são privados e sob sigilo. Já a emissão de documentos realizada nas Ações Sociais contempla a isenção de taxa para emissão da segunda via da carteira de identidade, das certidões de nascimento, casamento ou óbito e para celebração de casamento ou união estável e averbação em certidões, além da declaração de hipossuficiência e busca para certidões de outros estados.

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Secretário adianta pontos da estratégia de vacinação para covid-19

UFRJ transfere para o dia 24 o início do período letivo remoto

RJ: Polícia Civil investiga vereador suspeito de desvio em combustível

Teresópolis Shopping realiza campanha pelo Dia dos Pais

Prorrogada suspensão das aulas presenciais até dia 20

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy