ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Gripe: Vacina para toda população só depois do dia 15

Data: 06/06/2019

Após o dia 15, se houver doses disponíveis, a secretaria vai ampliar a imunização para pessoas fora do público-alvo - Agência Brasil

A secretaria estadual de Saúde manterá o público-alvo de vacinação contra a gripe no estado do Rio de Janeiro. Na última semana, devido à baixa procura pela vacina, a pasta decidiu ampliar a campanha nos postos de saúde dos 92 municípios e, caso haja estoque disponível, a população fora do público-alvo poderá ser vacinada após o final da campanha, que ocorre no próximo dia 15 de junho. No restante do país, a liberação aconteceu na última segunda-feira. 
Até o momento, o estado atingiu uma cobertura vacinal de 67,26%, o que representa três milhões de pessoas vacinadas. A 21ª Campanha Nacional Contra a Gripe foi aberta no dia 10 de abril e estava programada para encerrar em 31 de maio. A meta do estado do Rio de Janeiro é atingir uma cobertura de 90%. Em Teresópolis, a meta total também não foi atingida. Os números locais de acordo com os grupos são: Idosos - 19.906 (90,10%) / Meta: 22.093; Crianças - 7.348 (63,03%) / Meta: 11.658; Trabalhador de Saúde - 6.326 (120%) / Meta: 5.260; Gestantes - 1.315 (79,75%) / Meta: 1.649; Puérperas - 321 (118,45%)/ Meta: 271; Professores ensino básico e superior - 1.748 (102,10%) / Meta: 1.712; Grupo com Comorbidades - 9.018 (95,65%) / Meta: 9.428. O atendimento em Teresópolis acontece em 20 postos de saúde, na cidade e do interior, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Além disso, as equipes dos postos de saúde da família atendem em domicílio pessoas acamadas e com dificuldade de locomoção. A vacinação também é levada pelos profissionais de saúde para alunos e professores de creches e escolas municipais da área de abrangência dos postos.
Alexandre Chieppe, médico da secretaria estadual de Saúde, destaca a importância da imunização contra a gripe antes da chegada do inverno. – Estamos perto de entrar no período de inverno, época de maior ocorrência de casos. Por isso, é necessário buscar proteção com as vacinas que estão disponíveis nos postos. A vacina é importante, porque ao receber a dose a pessoa já fica imunizada contra três vírus da doença, inclusive o H1N1. Ela é segura e gratuita – explicou.


Estado registrou 28 mortes por influenza
Desde janeiro deste ano, o estado do Rio de Janeiro registrou 28 mortes por influenza, com 105 casos da doença. O número praticamente se iguala a todas as mortes ocorridas em decorrência de gripe em 2018, quando houve 30 óbitos entre 233 casos da doença. Segundo a Superintendência de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde (SES), 23 dos pacientes que morreram faziam parte do público-alvo da campanha de vacinação. 
Após o dia 15, se houver doses disponíveis, a secretaria vai ampliar a imunização para pessoas fora do público-alvo, que são as crianças de 6 meses a menores de 6 anos completos, idosos, gestantes, mães com até 45 dias após o parto, jovens de 12 a 21 anos de idade que cumprem medida socioeducativa, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas não transmissíveis.
Também conhecida como influenza A ou gripe suína, o vírus H1N1 afetou grande parte da população mundial entre 2009 e 2010, sendo considerada pela Organização Mundial de Saúde como uma pandemia na época. Após esse episódio, a campanha de vacinação no Brasil, que era apenas para idosos, teve seu público-alvo ampliado.

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Esportes em destaque em Teresópolis esta semana

DER vai desligar radares em áreas de risco em estradas estaduais do RJ

Atacante do Botafogo sofre parada cardíaca durante treinamento

Arma encontra na casa de Flordelis foi usada para matar pastor, diz PC

Bombeiros alertam sobre perigo no uso de produtos inflamáveis

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ