ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Governo Claussen fecha gestão com quinze secretarias

Data: 24/06/2018

O Governo Claussen vai contar com quinze secretarias. Com exclusividade ao DIÁRIO, prefeito e vice anunciam Rosana Mendes como escolha da Educação e resultado de reunião importante em Brasília

Anderson Duarte

Em entrevista exclusiva concedida ao Grupo DIÁRIO nesta sexta-feira, 22, Vinicius Claussen e Ari Boulanger, anunciaram o seu time completo para assumir a gestão municipal a partir do próximo dia primeiro. Entre as novidades mais aguardadas, a escolha para a Secretaria de Educação, realizada através de votação aberta aos servidores da pasta, assim como o volume de reduções de secretarias prometido em campanha. Serão quinze secretários e ainda uma incerteza para os próximos dias, a pasta do Planejamento, que segundo Vinicius ainda não ficou claro o novo nome. Um dos pontos altos da entrevista foi o anúncio dos resultados positivos de uma reunião em Brasília, onde prefeito e vice foram recebidos pelo Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, pelo Secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Rogério Abdalla e o Ministro da Saúde Gilberto Occhi. Para ambos foi um dia histórico para a cidade, que vai poder contar em breve com uma visita técnica avaliativa do próprio Ministério no município. Outro ponto ressaltado pelos administradores é a visita ao TCE de nosso estado, onde será feita a formalização de pedido de auditoria geral do órgão na cidade.

 


Vinicius Claussen confirmou que sua primeira medida continua sendo a promoção de um choque de gestão, assim como o esperado pacote de parcerias público-privadas em diversas áreas da administração, com ênfase na iluminação pública e turismo. Vinícius também enalteceu a necessidade de se promover uma grande auditoria nas contas e contratações da prefeitura, sobretudo na área da saúde. “Em nossa reunião em Brasília, ouvimos tantas pessoas importantes, tantos conselhos e orientações que vão nos ajudar a entender melhor o problema da saúde em nossa cidade, mas principalmente viemos de lá com uma certeza, a de está mesmo no modelo de atendimento nos bairros, nas comunidades e dentro das especialidades que mais são demandadas por essas pessoas nos PSFs, as melhores soluções no curto prazo para nós teresopolitanos. E dá pra mudar essa historia e promover um atendimento superior aos 50% nestas unidades já nos nossos primeiros cem dias de gestão”, finaliza.
A dupla ainda fez questão de enaltecer que os desafios são grandes, mas que o grupo unido e com ideias e projetos em sintonia podem ajudar a reverter o processo de degradação da cidade. “Eu tenho visto que a situação é realmente muito ruim, mas que conseguimos coletivamente chegar a um grupo muito capaz de promover as mudanças que a cidade precisa. O trabalho é duro, a vida não será fácil, mas vamos superar”, explica Ari, que é complementado por Vinicius. “Nós só vamos conseguir superar se conseguirmos nos unir. Os partidos já não são mais importantes, os grupos políticos não devem ser os termômetros de nossas ações, e sim o em comum, a melhoria da qualidade de vida de nossa população. Não abro mão de ouvir a população e de contar com o apoio dela nas nossas decisões mais difíceis, que certamente virão e no curto intervalo de tempo. A população precisa entender que queremos iniciar um novo modelo de gestão pública, de governo para o povo e pelo povo, sem defesas de interesses individuais ou de determinados grupos”, finaliza Claussen.

- Secretariado fechado e reunido para treinamento com Saulo Coelho

Durante este fim de semana, Vinicius, Ari e os seus quinze secretários estarão reunidos em um Hotel Fazenda da Teresópolis Friburgo para participar de um treinamento de gestão organizado e ministrado pelo experiente palestrante Saulo Coelho. A notícia foi dada pelo próprio Vinicius durante a entrevista, que também serviu para finalizar a lista de secretários iniciada esta semana pelas redes sociais. Os três últimos nomes foram: o servidor público Raimundo Antonio Lopes, que assume a pasta do Meio Ambiente na gestão Claussen, o jornalista Rolf Danziger para a Comunicação da Prefeitura, que volta a ganhar status de secretaria, já que nas últimas gestões havia sido rebaixada a condição de subsecretaria, e o anuncio mais esperado do dia, a escolha interativa feita com os servidores da Educação, e que trouxe a professora Rosana Mendes ao comando da pasta, considerada uma pequena prefeitura em virtude da complexidade e volume de funcionários e recursos.
Ao longo da semana o Executivo fez o anuncio de suas secretarias e algumas poucas fusões e reduções foram registradas, assim como o retorno de alguns ex-secretários de gestões anteriores, fato que gerou muita discussão pelas redes sociais. São ao menos oito nomes que já passaram pela gestão pública e que retornam para o governo Claussen, que questionado sobre o assunto ao longo da entrevista não encarou como uma crítica muito grave. “Eu respeito todas as opiniões e tenho certeza que muitas pessoas que pensam assim o fazem por seus motivos particulares e viáveis, mas não encaro a participação em gestões anteriores um impeditivo de competência para desempenhar um papel que esperamos dos nossos colaboradores. O que queremos são pessoas compromissadas com o nosso propósito de reconstruir nossa cidade e que estejam dispostas a mudar esse quadro de estagnação que nos encontramos hoje. Até mesmo porque cada um deles terá de apresentar um relatório de 50 dias e depois um de 100 dias, com metas, planejamento, realizações. São práticas de governo novas, são novas ideias e maneiras de seguir trabalhando e quem não estiver em sincronia com essa nossa necessidade, muito provavelmente também não vai se sentir a vontade para continuar conosco no futuro breve. Estamos coesos e precisamos dessa coesão para vencermos tantas adversidades”, enaltece o Prefeito. A lista completa de secretários é a seguinte:
Administração Pública: Lucas Guimarães. Também muito jovem, mas com a experiência de já ter passado pelo poder público na gestão Jorge Mario, o novo secretário, assume o compromisso com o governo Claussen em meio a um caos nunca antes visto neste setor. Procuradoria do Município: Gabriel Palatnic. O jovem advogado, de tradicional família da cidade, será o responsável por tocar a Procurador Geral do Município, uma espécie de defensor dos interesses da municipalidade em questões que envolvem o Judiciário. Gabriel terá a responsabilidade de assessorar a gestão Claussen em diversas mudanças que se espera instituir, como as PPPs e outras alterações importantes. Agricultura: José Carlos Estufa. O ex-vereador e também ex-subsecretário da mesma pasta na gestão Jorge Mario terá a incumbência de comandar a Agricultura. Controladoria Geral: Yara Medeiros. A servidora considerada uma das mais capacitadas na área técnica, e que já passou por gestões como a de Jorge Mario, Arlei Rosa, Márcio Catão, conhece bem o espinhoso setor da gestão, pode ser a segurança necessária, sem muita mudança.
Segurança Pública: Marcos Antonio Da Luz. Mesma situação de Yara, Da Luz é considerado hoje a melhor escolha do prefeito interino Pedro Gil. Também muito experiente e com resultados impressionantes nos últimos meses, Da Luz tem sido quase uma unanimidade na área. Reabriu o deposito municipal de veículos apreendidos, restabeleceu a politica de tolerância zero aos desrespeitos no trânsito da cidade e ainda promoveu mudanças estruturais significativas na Guarda Civil Municipal, maior estrutura de toda a pasta. Governo: Henrique Carregal. Assim como Da Luz e Yara, Carregal traz em sua historia a participação em outro governo, o Arlei Rosa, e na área do Turismo, promoveu uma espécie de choque de gestão na pasta. Promoveu cursos, capacitou servidores e deve ajudar na estratégica pasta de Governo, ao difícil relacionamento entre Executivo e Legislativo.
Saúde: Mauro Henry Botner. O médico Cirurgião de pouca história na cidade terá a responsabilidade de gerir a mais complexa das secretarias de governo e em meio a um processo de judicialização da saúde que quase inviabiliza o setor atualmente. Assim como mostrado por nossa reportagem ao longo da semana, Vinicius Claussen avisou que pretende iniciar um ciclo de transparência, com participação da sociedade em todas as decisões administrativas. Segundo ele, a primeira medida será um choque de gestão, e com relação aos novos rumos da Saúde, Claussen também avisou que será criada força-tarefa exclusiva para o sistema de saúde. Segundo ele, o vice-prefeito, Dr. Ari Boulanger, estará junto ao futuro secretário da pasta, Mauro Botner. "Essa força-tarefa irá durar enquanto a principal porta de entrada da saúde, a UPA, estiver em estado de calamidade", explica. Ouvidoria: Anderson Gutemberg. O empresário anunciado por Claussen não possui histórico de participação na política. Completam a lista de nomes indicados pelo gestor: Cultura, Esporte e Turismo: Cléo Jordão. Desenvolvimento Social, Emprego Trabalho e Renda: Marcos Ferreira Jaron. Fazenda: Frederico Moreira Gomes. Obras e Serviços Públicos: Beto Calixto.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Semana de Sustentabilidade e Responsabilidade Social debaterá "Mudanças Climáticas"

Consumidor está cauteloso na hora de gastar, diz pesquisa

Senac RJ oferece 10 vagas de emprego para instrutores

Procon-RJ vistoria instaladoras de gás natural veicular

Faetec: matrículas de cursos de qualificação estão abertas até terça

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy