ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Fritadeira foi motivo de princípio de incêndio em supermercado

Data: 03/12/2019

O fogo não se espalhou graças à rápida intervenção do 16º Grupamento de Bombeiros Militares. Os homens do quartel local controlaram as chamas e realizaram protocolo de atendimento para verificar outros possíveis riscos - Marcello Medeiros

Um incêndio iniciado em uma fritadeira instalada na lanchonete de um supermercado e hortifruti localizado no início da Avenida Presidente Roosevelt, na Várzea, por pouco não gerou grandes problemas para o estabelecimento e empreendimentos vizinhos. O fogo não se espalhou graças à rápida intervenção do 16º Grupamento de Bombeiros Militares. Os homens do quartel local controlaram as chamas e realizaram protocolo de atendimento para verificar outros possíveis riscos, no final da manhã desta terça-feira (03). Apesar do susto, gerado pelo grande volume de fumaça preta do incêndio no equipamento, ninguém se feriu. Funcionários e clientes deixaram rapidamente o estabelecimento, que ficou fechado até a finalização do trabalho dos Bombeiros e limpeza da área afetada.
Incêndios nesse tipo de equipamento podem ocorrer mais facilmente do que se imagina devido à presença de óleo aquecido, que pode ser letal se for tratado sem os cuidados necessários. Se água entrar em contato com o óleo, ela instantaneamente se converte em vapor, expandindo a um ritmo tal que o produto fervente, pegajoso, é projetado em todas as direções. Assim, o óleo ejetado pode causar queimaduras e cegueiras, além do risco de iniciar incêndio ao atingir objetos inflamáveis. 
As causas mais frequentes de fogo em fritadeiras são a manutenção mecânica, em especial nos termostatos. Esta situação fica mais crítica com as novas fritadeiras de alta temperatura, onde a diferença da temperatura de trabalho para o ponto de autoignição do óleo é pequeno, qualquer desvio decorrente a defeito ou má calibração do termostato pode ser fatal; - A deposição de gordura nos dutos e chaminés é uma das fontes de risco, em especial se a camada de gordura depositada vier a entrar em contato com elementos de aquecimento e vir a se incendiar. Por isso, é necessário uma política de limpeza rotineira destes dutos impedindo a deposição de material combustível; - Distância inadequada entre a fritadeira e queimadores de chama aberta próximos. Um anteparo de metal ou vidro temperado podem resolver este problema.

Mortes em cozinha
Os cuidados em cozinhas industriais, principalmente, devem ser redobrados. Em julho passado, duas pessoas morreram após uma explosão em uma empresa de quentinhas localizada na Barra do Imbuí. Nesse caso, o fato envolveu um rechaud, equipamento utilizado para manter a comida aquecida. Três pessoas ficaram feridas, duas gravemente. As mulheres foram encaminhadas para unidade hospitalar especializada no Rio de Janeiro, mas morreram poucos dias após o acidente.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Cerca de 50% dos trabalhadores pretendem pagar dívidas com FGTS

UNIDADE GARDEN EM ALTA: Riooito registra aumento de 20% na procura

Rio de Janeiro ultrapassa 14,5 mil mortes por covid-19

Decreto Municipal que encerrou rodízio de CPF trouxe outras novidades

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy