ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Fiscalização contra motos "barulhentas" vai continuar em Teresópolis

Data: 19/06/2020

Promessa é que outras operações do tipo serão realizadas nos próximos dias, em diferentes bairros do município

No final da noite da última quarta-feira, 17, a Guarda Civil Municipal, com apoio da Polícia Militar, realizou operação para apurar uma demanda muito grande de reclamações que tem chegado às duas corporações sobre a necessidade de fiscalização em relação a motos com o sistema de descarga alterado – retirando o silenciador ou substituindo o cano original por outro, produzindo, dessa forma, uma acentuada poluição sonora. Tal situação aumentou consideravelmente no período de isolamento social, juntando o deslocamento dos agentes de segurança para ações de combate ao novo coronavírus e o aumento do número de motociclistas em circulação, por conta do necessário serviço de delivery. Sete motos, que estavam sem placa e usando canos “esportivos”, além de documentação irregular, foram apreendidas e encaminhadas para o Depósito Público Municipal. A promessa é que outras operações do tipo serão realizadas nos próximos dias, em diferentes bairros do município. 
O barulho excessivo afeta a saúde e a qualidade de vida das pessoas e, além da falta de respeito com o próximo com a utilização de canos abertos, tem sido registrado também grande número de infrações de trânsito por parte dessa categoria nos últimos meses. “É contramão, é canteiro central sendo usado como atalho, alta velocidade, cano aberto... Esses motoqueiros estão transformando a cidade em um verdadeiro inferno. Eles confundem precisar trabalhar com achar que podem sair pilotando de qualquer jeito. Não tem um dia que não me deparo com pelo menos meia dúzia desses motoboys, no período da noite, cometendo algum tipo de infração. Trabalhar é uma coisa. Cometer esse monte de bandalha é outra”, relatou à redação do Diário o aposentado Carlos Gomes. Outro leitor do jornal e telespectador da Diário TV atentou para o risco que essas pessoas estão causando e, consequentemente, também correndo. “Não adianta acelerar e não chegar ao destino. Correr igual a um doido, andar na contramão e morrer no meio do caminho. Ou, pior, matar alguém. Um motoqueiro desses que acelera no canteiro central pode acertar um pedestre, um ciclista, bater em um carro que esteja na avenida... Ou seja, só problema”, enfatizou Philipe Santos, em contato com o nosso WhatsApp (21 98136-6050).
Importante lembrar que o Código de Trânsito Brasileiro, que no seu artigo 230, proíbe o ato de "Conduzir o veículo com descarga livre ou silenciador de motor de explosão defeituoso, deficiente ou inoperante", gerando multa de R$ 127,69 e perda de cinco pontos na carteira.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Polícia Ambiental flagra construção irregular no Jardim Meudon

Cônsul da Itália confirma parceria com Teresópolis para realização do "Festival Di Teresa"

"Não é caso de Comissão Processante", decide CPI da Pandemia

Cassado o mandato do vereador Gustavo Simas

Anatel aprova leilão da exploração do acesso móvel na tecnologia 5G

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy