ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Feirinha se consolida como grande atrativo turístico de Teresópolis

Data: 07/11/2017

Feirinha do Alto é porta de entrada de Teresópolis para um grande número de turistas há mais de 30 anos

Marcus Wagner

Feriado sempre é sinônimo de passeio na Feirinha de Teresópolis, seja para teresopolitanos ou turistas, que aproveitam a variedade e qualidade dos produtos que são vendidos pelos expositores em um dos principais atrativos turísticos da cidade. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Trabalho, que administra o local, em feriados prolongados de grande movimento, a Feirinha chega a receber mais de 20 mil pessoas.
Completando 34 anos de tradição em 2017, a Feirinha funciona na Praça Higino da Silveira, no Alto. Com cerca de 600 estandes de produtos variados nas áreas de móveis e artesanato (em tecido, madeira, bambu e palha), bijuterias, moda e confecção e alimentos artesanais (pães, bolos, licores, doces e salgados), além de comidas típicas nos estandes da Praça de Alimentação e Eventos, é uma ótima opção de lazer, gastronomia e boas compras. Do total, cerca de 150 estandes são voltados para a área de alimentação.

Eventos culturais e esportivos
Buscando manter o crescimento na visitação e chamar mais atenção para a venda de produtos confeccionados pelos artesãos da cidade, o Secretário de Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Marcus Vinicius Ramos afirma que está há uma preocupação em proporcionar uma programação de eventos e a melhoria da estrutura do local. “Nós estamos buscando incentivar campanhas educativas, culturais, como ações de prevenção em saúde, temos parceria com o Sebrae para orientar sobre formalização de microempreendedores e muitas atividades culturais e esportivas acontecem aqui todo final de semana, sábados domingos e feriados”, disse Marcão. 
A administração tem o objetivo de divulgar o espaço também como uma ótima opção de lazer e entretenimento para o ano todo, tanto para turistas como para a população. A importância da Feirinha para o turismo se reflete em movimento para a economia, justificando a necessidade de um trabalho constante por melhorias para que Teresópolis seja bem vista pelas pessoas vindas de outros municípios e aumente a circulação de pessoas e dinheiro novo.
“Durante a semana peço para o pessoal da área administrativa da Secretaria para fazer contato com agências de Turismo divulgando a nossa agenda de shows e eventos. Também disponibilizamos aqui em frente à feirinha um local para que ônibus de turismo possam deixar os passageiros e também ficarem estacionados para dar maior comodidade ao turista. Temos ainda desenvolvido ações para facilitar ao teresopolitano que venha participar dos eventos e aproveitar a gastronomia que é um dos pontos mais fortes daqui. Hoje a feirinha tem o dobro de freqüentadores do que tinha ano passado, a ideia é crescer ainda mais, divulgar mais e trazer ainda mais eventos”, destacou o secretário.

Novidades  
Além da tradição, a gestão da feira também aposta na tecnologia para facilitar a vida dos clientes, disponibilizando um aplicativo que o turista pode baixar para encontrar o local onde é vendido o tipo de mercadoria que ele está interessado.
Outro objetivo da administração é encaminhar turistas para outros atrativos da cidade: “No terminal do Soberbo já temos um folder para encaminhar os turistas para os demais pontos turísticos de Teresópolis, na feirinha temos o coreto do centro administrativo onde a gente mantém de 9 às 19 horas um pessoal que dá a orientação de locais que podem ser visitados. Não bastasse isso, temos ainda o trenzinho que passa por pontos estratégicos em um tour por locais próximos”, disse o Secretário. 
Entre os expositores, a importância vai ainda além, já que os empreendedores dependem do que ganham com as vendas e ainda geram cerca de três mil empregos diretos e indiretos: “A feirinha é muito importante na vida da cidade porque traz dinheiro de fora e coloca no município, fazemos esse intermédio. Tudo que tenho na minha vida veio daqui, onde trabalho há 24 anos, estou formando uma filha em Odontologia, minha casa e meu carro, tudo conquistei através da feirinha”, afirmou Edésio Pacheco. 
“Eu vivo da feirinha que sustenta a minha família. Estou muito satisfeito, trabalhamos com mercadorias boas, tudo certinho, de modo que tem que dar certo”, explicou Francesco Marino.

A Feirarte
Iniciada por volta de 1973/1974 por quatro moradores da cidade e um grupo de sul americanos, que demonstravam seus produtos puramente artesanais em lonas abertas no meio da praça do alto, visando os turistas que visitavam a cidade de ar puro e clima de montanha. Regulamentada pela prefeitura em 1985, transformou-se na maior feira de artesanato e novidade do estado do Rio de Janeiro.​

 

Secretário Marcus Vinicius enfatizou que existe uma preocupação em garantir maior comodidade e mais atrativos para turistas e teresopolitanos

 

 

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Festa de casamento com 100 convidados é interrompida no Rio

Em dia de calor, praias cariocas registram aglomeração

TSE: em pronunciamento, Barroso pede cuidado com pandemia e fake news

Campanha das eleições municipais começa neste domingo

TSE recebe mais de 517 mil pedidos de candidatura para eleições 2020

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy