ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Estudantes de Teresópolis conquistam vice-campeonato regional da OBR

Data: 08/08/2019

A equipe Tech4bots, vice-campeã, é composta pelo treinador Gustavo Esteves e os alunos segundo ano do Ensino Médio Daniel Carvalho, Bernardo Amorim e Alexandra Cosati

Anderson Duarte

A equipe de estudantes Tech4bots I da Tech4me, Escola de Tecnologia e Inovação, conquistou logo em sua estreia o vice-campeonato regional da Olimpíada Brasileira de Robótica durante etapa realizada no UNIFESO na última semana. Agora, o grupo se prepara para a etapa estadual onde os desafios são maiores e a concorrência mais acirrada, entretanto com a motivação de um resultado positivo depois de apenas dez meses de trabalho. Nesta quarta-feira, 07, os integrantes da equipe, Daniel Carvalho, Bernardo Amorim e Alexandra Cosati, todos estudantes do segundo ano do Ensino Médio, seu treinador Gustavo Esteves e Cristian Torres, estiveram nos estúdios da DIÁRIO TV com seus robôs premiados e compartilhando os momentos que tiveram na competição, que ainda  contou também com a turma do Pantheon, do CESO, em terceiro lugar. Com os bons resultados das equipes locais, a cidade de Teresópolis já começa a inspirar um dos ideais da Tech4me, ou seja, transformar o município em referência na formação de talentos da tecnologia no país.


Parece brincadeira de criança, e se olharmos bem até que é mesmo, mas colocar um destes robôs à prova nos muitos desafios e obstáculos em uma competição como a Olimpíada Brasileira de Robótica, não é nada fácil. A etapa da competição sediada aqui em Teresópolis reuniu trinta e cinco equipes de toda a Região Serrana e contou com três rodadas de disputa, sendo que cada equipe fez com que seus robôs executassem as muitas tarefas solicitadas pela bancada de avaliadores e os que alcançaram o menor tempo na conclusão do percurso se classificaram para a etapa estadual da Olimpíada, que acontece no dia 22 de setembro no município vizinho de Petrópolis, especificamente no SESC Quitandinha. A categoria prática, que tivemos em nossa cidade, testa os conhecimentos para construção de um robô autônomo e propõe que os grupos de até quatro alunos passem por uma simulação de um desastre natural. Nesse cenário, eles devem construir um robô capaz de transitar pelos terrenos acidentados, localizar e resgatar as vítimas, tudo sozinho, sem qualquer tipo de interferência externa que não a programação que por eles for feita previamente.
A OBR, cuja equipe Tech4bots se gabaritou para representar a cidade na etapa estadual, é uma das olimpíadas científicas brasileiras cujo objetivo é propagar robótica no país. Com a disputa, os organizadores querem estimular os jovens a buscar carreiras científico-tecnológicas, além é claro, de ter a chance de identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. “Parece até que estamos falando da própria Tech4me! E estamos mesmo, esses objetivos são compartilhados entre a OBR e nossa metodologia e atuação, e realmente entendemos que desta forma podemos sensibilizar e atrair muitos jovens para a área. A equipe se reuniu e organizou tudo que apresentamos na etapa regional em cerca de dez meses. Isso é muito pouco tempo e a dedicação e vontade do grupo que levou a esse resultado tão positivo. E tenho certeza que eles vão continuar surpreendendo nas novas etapas”, enaltece Cristian Torres, que acompanhou os estudantes Daniel, Bernardo e Alexandra e o professor Gustavo Esteves durante a entrevista.
Como mostramos em nossa reportagem sobre a Tech4me, a unidade oferece aulas de robótica e programação baseadas em métodos inovadores de aprendizado, com objetivo de preparar alunos para o mercado e desenvolver habilidades essenciais para suas vidas. Grande parte dessas aulas acontece nas escolas parceiras, que implantam a metodologia em suas salas de aula, como o Colégio do Carmo, casa dos nossos vice-campeões. “A parceria com as escolas possibilita que estudantes destas unidades de Teresópolis possam ter a oportunidade de participar de uma competição tão grande como a OBR, que como dissemos é a maior olimpíada de robótica da América Latina. Os alunos são selecionados a partir de seu excelente desempenho e dedicação no aprendizado de novas tecnologias na área de programação e robótica. A Tech4me se baseia no conceito de Educação 4.0, que tem por objetivo preparar as crianças e jovens para um mercado no qual serão cada vez mais utilizados recursos tecnológicos, como robôs e inteligência artificial. Com essa nova forma de aprendizagem, buscamos tornar o ambiente de sala de aula mais interativo e integrado às transformações digitais”, explica Cristian.


A etapa da competição sediada aqui em Teresópolis reuniu trinta e cinco equipes de toda a Região Serrana e contou com três rodadas de disputa. Além da Tech4bots, a equipe Pantheon, do CESO, se classificou com o terceiro lugar

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Covid-19: adultos são fonte de infecção mais comum que crianças

Latinos viajam aos Estados Unidos em busca de imunização

Novos dados confirmam rejuvenescimento da pandemia

Fiocruz produz 40% das vacinas contra a Covid-19 no Brasil

Butantan entrega mais 1 milhão de doses de vacinas contra covid-19

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy