ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Estudantes celebram a sétima arte em 9ª edição de Festival de Cinema

Data: 23/09/2019

O evento contou com apresentações de teatro e música, além da exibição diária de vídeos e documentários, que concorreram entre si na escolha do melhor projeto apresentado durante o festival

Anderson Duarte

Começou como um evento para os alunos do Colégio Estadual Euclides da Cunha, e hoje, quase uma década se passou mostrando que a paixão pelo cinema que uniu os estudantes e professores na época continua ainda mais forte e contagiante. Aliás, contagiou tanto que participantes de outros municípios e de dezenas de escolas da região, uniram-se ao projeto do Festival de Cinema que este ano de 2019, em sua nona edição, premiou doze produções audiovisuais de ao menos três municípios diferentes. Em entrevista ao Jornal Diário na TV desta sexta-feira, 20, os apresentadores do evento falaram do crescimento do festival e dos projetos para a comemoração da primeira década da mostra, no ano que vem.
Os grandes vencedores do Festival foram: Melhor Roteiro: ‘Brasileiros’, produção dos alunos do Colégio Estadual Dom Pedro II, de Petrópolis; Melhor Direção, também para a produção petropolitana, que também levou para o município vizinho ainda o prêmio de melhor Obra de Ficção. Mas o grande vencedor do festival ainda levou para a terra de Pedro o prêmio de melhor ator do evento, para Gabriel Mello, aluno do Colégio Estadual Dom Pedro II. Sob a coordenação e direção do professor Fernando Mello, os alunos do Colégio CEM conquistaram a estatueta de Melhor Documentário do Festival, com o filme: “Uma visita a Machado de Assis”. A produção se destacou tanto na mostra que também recebeu o prêmio de Melhor Figurino.
Um dos mais emocionantes trabalhos apresentados no evento foi o filme ‘Entre mães e filhas’, da Escola Municipal Ginda Bloch, que com um roteiro tocante e uma história comovente e impactante, conquistou as estátuas de Melhor Atriz, com a aluna Elisa, e de Melhor Fotografia. Mas teve prêmio também para os nossos amigos de São José do Vale do Rio Preto, que representaram a cidade com os alunos e as produções do Colégio Estadual Cel. João Limongi, através do filme ‘O Belo’, vencedor da categoria Melhor Animação. Também foram premiados no evento os filmes: ‘Lionel Messi’, produção do Colégio Estadual Euclydes da Cunha e vencedora de Melhor Edição e o Videoclipe “Não Fazem”, da Escola Municipal Ginda Bloch, ganhador das categorias melhor Videoclipe e o Voto Popular, dado a produção que conquistou o público no evento.
O festival mais uma vez aconteceu no teatro da Casa de Cultura Adolpho Bloch, onde a comissão organizadora formada por alunos, ex-alunos e professores, não mediu esforços para uma produção impecável e uma qualidade de exibição a altura dos concorrentes. Na abertura do festival, o professor George Campista, coordenador do evento, falou sobre a importância do projeto e destes nove anos de uma trajetória de sucesso, principalmente mostrando que é possível fazer muita coisa em escola pública. A cada nova edição, o Festival reúne mais e mais pessoas, com centenas de alunos entre organizadores e participantes, ou até mesmo expectadores, o projeto que começou pequeno, modesto, aos poucos está crescendo com grande sucesso e dando jus novamente ao município o título de cidade dos festivais.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Estudo alerta para aumento de internações de idosos por SRAG

Mutirão do Detran.RJ oferece 6,9 mil vagas no próximo sábado, dia 7

Vacina da UFRJ contra a covid-19 deve ter testes em humanos este ano

Portugal e Brasil analisam restrições a viagens

Covid-19: 45% dos casos do Rio de Janeiro são da variante Delta

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy