ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Estrada Teresópolis-Friburgo é o retrato do abandono do estado

Data: 06/03/2018

A situação da rodovia é ainda mais crítica próximo ao bairro de Albuquerque, onde os condutores também não conseguem parar no acostamento com facilidade pois há desnível em relação a pista

Anderson Duarte

Um verdadeiro campo minado. Essa é a estrada Teresópolis-Friburgo, a RJ 130, hoje, depois de décadas sem a devida manutenção por parte do governo do estado. São inúmeras reclamações diariamente encaminhadas aos nossos canais de interação e muitos registros de acidentes, grande parte deles motivados pela mistura de calçamento esburacado com sinalização de pista insuficiente ou inexistente. A recorrência é tanta que a rodovia já está recebendo o nome de Rodovia da Morte e quem trafega, ou precisa cruzar os aproximadamente setenta quilômetros da estrada, precisa ter atenção e cuidado redobrados, sobretudo para a grande população do terceiro distrito. Uma das maiores preocupações locais, e que parece estar alheia aos que ocupam os cargos públicos relacionados ao problema, é que o escoamento da produção agrícola de toda a região começa a ficar impactado com tanta falta de infraestrutura viária.

 


Outro aspecto que também chama a atenção é com relação ao transporte público, também impactado diretamente com a situação deplorável da rodovia. Ainda de acordo com os moradores que entraram em contato com nossa redação, a situação é ainda mais grave pois um grupo de políticos “disputa” a paternidade de uma suposta verba a ser liberada e aplicada no local. “Ainda temos que nos sujeitar a isso. Não fosse problema suficiente ter que passar por tantos contratempos com uma estrada abandonada há décadas, ainda precisamos presenciar essa briga idiota de político querendo ganhar projeção com algo que é dever do estado prover para o cidadão. Isso é muito ruim porque o que deveria ser rotina acaba sendo tratado como “evento importante” para os políticos. Por isso tanta demora, tanta destruição, a velha e condenável prática de deixar acabar e depois aparece como salvador da pátria, só que nesse meio termo tem gente morrendo, empresário tendo prejuízo e uma população inteira colocada em risco diariamente”, lamenta um morador da comunidade de Albuquerque que nos contatou recentemente.
Segundo esse mesmo morador, a Estrada Isaías Vidal, por exemplo, a principal via daquele bairro e responsável da ligação da comunidade com as localidades de Canoas e de Prata dos Aredes, é quase um reflexo deste abandono praticado na RJ-130. De acordo com ele, quem anda por lá é obrigado a conviver com um verdadeiro festival de buracos. Juntam-se a falta de manutenção do piso, o período de chuvas e a péssima qualidade do material utilizado nas pavimentações para chegar a um resultado lamentável. Em praticamente toda a extensão da via, os buracos se multiplicam, forçando motoristas a um verdadeiro ziguezague para chegar ao destino, aumentando inclusive o risco de acidentes na pequena estrada. Uma série de imagens encaminhadas ao nosso jornalismo pelo WhatsApp do DIÁRIO, 21-99436-5717, confirma a situação.

 


Segundo outros moradores que precisam trafegar pela RJ-130, recentemente o Estado do Rio de Janeiro teria doado as manilhas para que a Prefeitura executasse uma obra de drenagem na rua localizada em frente à antiga saída do antigo Teresópolis Country Club, na mesma localidade. “Cadê as manilhas? Esse ano o meu IPTU dobrou de valor e a minha calçada que é cimentada está cheia de lama. Em dias de chuva vira um verdadeiro rio e a lama vai para as calçadas”, conta um internauta. Mesmo trecho onde o caminhão quebrado foi flagrado por nossa equipe no último sábado pela manhã, como mostram as imagens que ilustram essa reportagem. Diversas pessoas já se acidentaram neste mesmo trecho em virtude da lama, que também já teria provocado colisões na pista da rodovia. “Não aguento mais esse descaso. Em dias de chuva só saio de carro porque não têm condições”. Os buracos não estão apenas dificultando a passagem de veículos no local, os motoristas também precisam redobrar a atenção para evitar acidentes. Além disso, a completa falta de sinalização em trechos da estrada também é um problema. A situação da rodovia é ainda mais crítica próximo ao bairro de Albuquerque, onde os condutores também não conseguem parar no acostamento com facilidade pois há desnível em relação a pista.

- Facebook repercute buracos na RJ 130

Mais de doze mil pessoas participaram da publicação que nossa reportagem fez logo em seguida ao registro dos problemas ao longo da Rodovia, que tirando as promessas de políticos, não vê nem citação em projetos e planejamentos por parte do Governo do estado. Segundo a população, já são décadas sem uma ação efetiva de recuperação da pista e de sinalização eficiente. Disseram algumas opiniões deixadas na nossa Fanpage neste fim de semana: “Cheia de buracos, placas encoberta pelo mato, uma pouca vergonha, mais eles não perdem a oportunidade de dar blitz, queria saber oque e feito com o dinheiro que eles arrecadam?”; “Há muito tempo está assim e não fazem nada. Alô Cedae, essa água na foto é sua, vazando por mais de seis meses, água potável sendo jogada fora”; “Está um horror mesmo e representando risco de acidentes”; “Horrível sem condições de trafegar, e qualquer dano no veículo cabe uma ação indenizatória”; Talvez seria uma boa O Diário de Teresópolis cobrar uma atitude do Diretor do DER, já que com os evidentes riscos de vida por conta desses buracos não são suficientes”; “Uma vergonha! Cadê o dinheiro do IPVA? Uma parte não seria para manter as rodovias? Não entendi nada, outro dia tinha um caminhão tapando uns buracos na subida do Vale feliz, mas na verdade não tapou nada, vieram brincando de amarelinha, tapava um e pulava o outro, vão esperar um acidente grave acontecer para tapar o resto, temos cara de palhaços mesmo”; “Quantas pessoas já sofreram acidentes nesta estrada e quantas ainda vai morrer para eles tomar uma atitude?”; “Totalmente esburacada! Com as chuvas as probabilidades de acidentes aumentam muito!”; “Absurdo mesmo! Arriscamos a vida todos os dias, pois os carros entram na contra mão pra desviar dos buracos!”; “De novo o poder público não cumprindo sua obrigação, expondo todos ao perigo. Sempre de olho nas eleições”; “Cobram todos os tipos de impostos ,pra não fazer nada, acho. Que está na hora da gente exigir mais do governo... Para nós que trabalhamos duro o dinheiro não cai do céu”; “Se não fechar a janela do ônibus, banho de água suja na certa”, lamentam parte dos mais de doze mil internautas que responderam a nossa publicação.

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Caminhada do Outubro Rosa domingo, dia 27

Táxis: Modo de transporte de cadeirantes em discussão

Maia quer iniciar debate sobre reforma administrativa semana que vem

Morre 20ª vítima do incêndio no Hospital Badim no Rio

Flamengo vence Fluminense e aumenta distância para o Palmeiras

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ